Unidade, unidade, unidade

Estou  a trabalhar mais. Estou a ganhar 2/3 do que ganhava
Tenho de vir lutar outra vez como quando tinha dezoito anos
A única coisa que podemos fazer, é juntarmo-nos todos e fazer com que isto mude

Juntos, em Lisboa, no próximo Sábado!
Há transportes de todos os distritos (contactos aqui para saber hora e local de partida).

________________________________________________________________

Entretanto:

Joe Berardo deu como garantia de empréstimos à Caixa Geral de Depósitos acções do BCP no valor total de 176 milhões de euros. Hoje, valem menos de sete milhões. Desvalorizaram 169 milhões de euros em cinco anos.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 respostas a Unidade, unidade, unidade

  1. Tima diz:

    Então e a brigada de choque da CGTP (os famosos coletes vermelhos) vai-se saber comportar ou vai ajudar a verdadeira polícia de intervenção a bater nos movimentos sociais?
    É que se é para serem donos da manifestação mais vale ir fazer uma palestra anti-governo para a esplanada mais próxima…

    • De diz:

      O famoso colete cor-de-rosa esverdeado com tiques amarelados de nick tima não se sabe comportar, como é patente pelo teor desta espécie de comentário.
      E mostra à evidência de que é feito e que material usa.
      Dia 29 de Setembro.Pesem os desejos desta coisa para se partir para a esplanada mais próxima.
      Vai continuar num próximo episódio

  2. kur diz:

    Mas,o que é isto????????

  3. Pisca diz:

    Nada como ter amigos no sitio certo !

  4. De diz:

    A 29 de Setembro e em todos os dias que!

    CGTP acusa Cavaco, Passos e Silva Peneda de fazerem “tríade” para a concertação social

    http://aessenciadapolvora.blogspot.pt/2012/09/conclusoes-do-conselho-de-estado-show_22.html#links

  5. menvp diz:

    UMA MAIOR FISCALIZAÇÃO E CONTROLO
    .
    ‘Vira o disco e toca o mesmo’ – vulgo eleições antecipadas atrás de eleições eleições antecipadas – não é solução!…
    .
    .
    Ponto nº 1: O DIREITO AO VETO DE QUEM PAGA
    .
    Votar sim!
    … mas…
    Votar não é passar um cheque em branco!!!
    Leia-se, O CONTRIBUINTE TEM DE DEFENDER-SE: o cidadão não pode ficar à mercê de pessoal que vende empresas estratégicas para a soberania – e que dão lucro (!?!?!) -, e que nacionaliza negócios “madoffianos” (aonde foram ‘desviados’ milhões e milhões); ex: BPN.
    -> Democracia verdadeira, já! -> leia-se, DIREITO AO VETO de quem paga (vulgo contribuinte).
    [veja-se o blog «fim-da-cidadania-infantil»]
    .
    .
    Ponto nº 2: EM VEZ DE PROPOSTAS DE AUMENTOS… PROPOSTAS DE ORÇAMENTOS
    .
    Explicando melhor, quem apresentar propostas que mexam (aumento da despesa) no orçamento de Estado… terá que avaliar os custos das mesmas… e terá de dizer quem é que as irá pagar: aumento do deficit… ou cortes em determinadas áreas (nota: terão que dizer quais!)… ou mais impostos.
    Leia-se:
    – sociedade não pode fazer cedências ao Terrorismo_CGTP -> face a uma entidade pagadora em deficit (leia-se Estado), o Terrorista_CGTP apresentava propostas de aumentos – e não – propostas de orçamentos… leia-se, queria mais dinheiro não importa vindo de onde… leia-se, jubilava quando os aumentos vinham… e… varria para debaixo do tapete o facto da entidade pagadora ter necessidade de pedir dinheiro emprestado a (perigosos) especuladores, e necessidade de vender activos…

    • De diz:

      Há qualquer coisa de incompreensível neste comentário.Aliás, múltiplas coisas incompreensíveis, algumas resultantes do (mau) uso da língua mãe.

      -Eleições antecipadas?Mas donde vem o medo destas, se necessário? Há algo de ilegal em fazê-las se se chegar a tal conclusão? Não há sempre outras saídas para além dos caminhos estreitos que nos querem impingir?
      -Vigiar o cumprimento das promessas eleitorais?Mas claro que sim.Há mais de 35 anos que se pugna por isso.Não é de agora,nem de ontem.De resto,aqui no 5 dias até há um vídeo muito apropriado sobre o que Passos prometeu e o que tem de facto feito.
      -Contribuinte? O direito do contribuinte?Mas que ideia peregrina essa de se tentar substituir o direito do cidadão pelo direito do contribuinte.A tentativa de se reduzir os direitos de cidadania sempre foi um dos alvos preferenciais de alguma gente.O fulcro das sociedades ainda é o cidadão.Se bem que isso cause ainda incómodo a alguns saudosos das monarquias e afins.
      -“Democracia verdadeira já” ? E tal reduzido ao direito de veto? De quem paga? A “democracia verdadeira” é isso? E que contribuinte(s)?De acordo com a contribuição em impostos?De acordo com a quantidade dos contribuintes?Mas ainda há quem defenda tais modelos teórico-contributivo-vetais? (Pena que não haja quem tenha posto um veto ao dinheiro gasto no apoio às guerras de pilhagem e de saque no Iraque,Afeganistão,Líbia)
      -“Propostas de Orçamentos”?Em vez de propostas de aumentos?Há por aí muita confusão sobre as diferentes funções de diferentes órgãos e de diferentes entidades. Que acaba por resultar na velha desculpabilização dos verdadeiros responsáveis pela presente situação
      -Terrorista?Aqui a coisa descamba.Não se percebe o que menvp quer dizer.Falará ele dos terroristas sociais que nos governam? Ou dos terroristas do grande capital que se governam?

      Há mais e 35 anos.A direita no poder,ora mais caceteira ora mais neoliberal,ora caceteiro-neoliberal….governa-nos.Há mais de 35 anos.Com os resultados à vista

    • De diz:

      Há qualquer coisa de incompreensível neste comentário.Aliás, múltiplas coisas incompreensíveis, algumas resultantes do (mau) uso da língua mãe.

      -Eleições antecipadas?Mas donde vem o medo destas, se necessário? Há algo de ilegal em fazê-las se se chegar a tal conclusão? Não há sempre outras saídas para além dos caminhos estreitos que nos querem impingir?
      -Vigiar o cumprimento das promessas eleitorais?Mas claro que sim.Há mais de 35 anos que se pugna por isso.Não é de agora,nem de ontem.De resto,aqui no 5 dias até há um vídeo muito apropriado sobre o que Passos prometeu e o que tem de facto feito.
      -Contribuinte? O direito do contribuinte?Mas que ideia peregrina essa de se tentar substituir o direito do cidadão pelo direito do contribuinte.A tentativa de se reduzir os direitos de cidadania sempre foi um dos alvos preferenciais de alguma gente.O fulcro das sociedades ainda é o cidadão.Se bem que isso cause ainda incómodo a alguns saudosos das monarquias e afins.
      -“Democracia verdadeira já” ? E tal reduzido ao direito de veto? De quem paga? A “democracia verdadeira” é isso? E que contribuinte(s)?De acordo com a contribuição em impostos?De acordo com a quantidade dos contribuintes?Mas ainda há quem defenda tais modelos teórico-contributivo-vetais? (Pena que não haja quem tenha posto um veto ao dinheiro gasto no apoio às guerras de pilhagem e de saque no Iraque,Afeganistão,Líbia)
      -“Propostas de Orçamentos”?Em vez de propostas de aumentos?Há por aí muita confusão sobre as diferentes funções de diferentes órgãos e de diferentes entidades. Que acaba por resultar na velha desculpabilização dos verdadeiros responsáveis pela presente situação
      -Terrorista?Aqui a coisa descamba.Não se percebe o que menvp quer dizer.Falará ele dos terroristas sociais que nos governam? Ou dos terroristas do grande capital que se governam?

      Há mais de 35 anos.A direita no poder,ora mais caceteira ora mais neoliberal, ora caceteiro-neoliberal….governa-nos.Há mais de 35 anos.Com os resultados à vista

Os comentários estão fechados.