Aparece Pedro!

A maior parte da população já não apoia uma configuração política cujo propósito central é canalizar os esforços dos trabalhadores portugueses para pagar a banqueiros e outras excrescências parasitárias. Não estamos com a burguesia que sofre com a TSU (burguesia que perde com o recuo do mercado interno) contra a burguesia que ganha com a TSU (burguesia exportadora). Estamos com aqueles que encheram as ruas e disseram Basta!  Nem Troika, nem PS, nem PSD. Governos não caem sozinhos, têm que ser derrubados. E governos devem cair arrastando o regime, derrotando a troika, que é quem segura este regime hoje. Não há saída sem a suspensão do pagamento da dívida e sem o fim do Pacto Social. Aparece na rua Pedro! Os teus «amigos» esperam-te. Na próxima sexta-feira em frente ao Cavaco, a 29 com a CGTP e, como na Argentina, ir para a rua e não sair, dia e noite, até que «se vão todos!». Porque os portugueses sabem e podem governar-se a si próprios.

 

 

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 respostas a Aparece Pedro!

  1. tina diz:

    Vocês têm é inveja de não serem bonitos e inteligentes como o Pedro. Adivinho que devem ser todos feios e em média o vosso QI não deve passar dos 80.

  2. Pingback: Pedro, onde você vai eu também vou | cinco dias

  3. João Torgal diz:

    “Não estamos com a burguesia que sofre com a TSU”. Nem toda o pequeno empresário (seja o dono de uma pequena mercearia ou um simples canalizador com negócio próprio) é um burguês ou um patrão no sentido pejorativo do termo. E com os primeiros devemos estar incondicionalmente, até porque devem ter estado ontem representados na rua

  4. Jorge diz:

    Comunistas, embarquem e vão para a rússia, cuba, china e africa do sul e fiquem por lá. Esta luta não é vossa é do verdadeiro povo

Os comentários estão fechados.