Marikana, um exemplo

Milhares de mineiros, na maioria funcionários da empresa Anglo Platinum (Amplats), reunidos num estádio de Rustenburg, a noroeste de Joanesburgo, exigiram hoje salários muito superiores aos reivindicados no início da atual greve. Aos 12.500 rands (1.120 euros) de salário mensal que reivindicavam até agora, os mineiros acrescentaram agora aumentos nos subsídios de alojamento, risco, transporte e outros benefícios sociais.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

2 respostas a Marikana, um exemplo

  1. JgMenos diz:

    Avante!
    De reivindicação em reivindicação até à derrota final!

  2. Pingback: A cor da exploração | cinco dias

Os comentários estão fechados.