Pelo Fim do Desemprego!

As teorias do direito ao não trabalho, em voga sempre que há um luta social, mascaram o problema do desemprego com a questão de oposição de princípio à exploração. Os militantes que se recusam a fazer da batalha contra o desemprego uma luta estão em sintonia com o desenvolvimento capitalista. No capitalismo cada vez há menos trabalho, cada vez vai haver menos trabalho, porque agora não são os carneiros que devoram os homens, como no tempo da revolução indústrial, mas as máquinas e a tecnologia que convidam as pessoas a ir à segurança social mendigar um rendimento mínimo vegetativo.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 Responses to Pelo Fim do Desemprego!

Os comentários estão fechados.