Acorrei, que matam a cultura!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Manifesto em defesa da Cultura, dando expressão ao sentimento generalizado de alarme e indignação pelo estado da cultura e do país, convoca e promove a iniciativa ACORREI QUE MATAM A CULTURA!!! – SEMANA NACIONAL DE LUTA EM DEFESA DA CULTURA, CONTRA A AUSTERIDADE, descentralizada, a decorrer na semana de 24 a 30 de Setembro de 2012.

Esta iniciativa tem como objectivos:

  • Denunciar a situação de catástrofe, social, cultural e civilizacional que as políticas de austeridade do Governo e da Troika estão a provocar;
  • Afirmar na rua a exigência de mais investimento na cultura, da nossa meta imediata de 1% do Orçamento do Estado para a Cultura, tendo como objectivo a atingir gradualmente, 1% do PIB para a Cultura;
  • Exigir o cumprimento da Constituição da República no que toca às garantias pelo Estado de um serviço público de cultura e do livre acesso à criação e fruição culturais.

Esta semana de luta, organizada em cada região consoante o programa a anunciar por cada núcleo, será voltada para a rua, para a agitação, mobilização e consciencialização dos cidadãos. O seu programa completo será anunciado em meados de Setembro.

O Manifesto em defesa da Cultura apela a todos os cidadãos, trabalhadores da cultura e das artes, a todas as estruturas de criação e produção culturais que partilham e lutam por estes objectivos, que se juntem a esta semana de luta, participando nas suas diversas iniciativas locais.

Manifesto em defesa da Cultura

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

3 respostas a Acorrei, que matam a cultura!!!

  1. cid simoes diz:

    Antes que a barbárie se radique.

  2. silva diz:

    Se não há corrupção digam como é possivél trocar trabalhadores por outros num despedimento coletivo do casino estoril com milhões de lucros e faz dois anos e meio na justiça e nada.
    Cada vez mais se dá a mostrar ao povo os verdadeiros corruptos pela boca de Candida Almeida.
    Que país poderá ser mais corrupto que este, quando esta senhora, que nas intervenções públicas aparece sempre revestida de uma serenidade e postura próprias de uma lady, vem com trejeitos histéricos, hiperexcitada, quase verborreica, afirmar o contrário que todos sabem e que ela própria deveria combater com o maior afinco?! Cada vez melhor percebo: não há forma mais perfeita de se roubar e corromper que através da Lei. Quer seja na elaboração de leis com fins protectores de interesses quer, como neste caso, “comprando” a Lei para a ter do seu lado. Portugal não tem futuro.

  3. Caro Pedro:

    Onde posso subscrever o manifesto? Procurei no blogue, sem conseguir encontrar uma ligação para a subscrição. Gostava também de entrar em contacto com o núcleo de Coimbra.

    Talvez me possa enviar estas informações por email.

    Abraço,

    Sérgio Dias Branco
    Professor Universitário (FLUC)

Os comentários estão fechados.