Comissão de Trabalhadores da RTP promete lutar pela empresa e pelo serviço público

Entrevista à Comissão de Luta aqui

Partilho um texto do jornalista Marcio Candoso (via António Paço)

Nunca tive a menor ilusão sobre as razões que levaram o Governo a chamar António Borges para o ‘dirty job’ de conselheiro para as privatizações… É a função dele, a sua razão de estar na vida, estragar tudo onde toca para transferir fundos de onde os há para quem lhe paga… E então se as tramóias puderem ter o aval estatal de uma democracia, melhor ainda, é limpinho!

Mas, dito isto, o negócio/e…squema hoje apresentado para a RTP roça as raias da loucura, de alguém cuja falta de vergonha atingiu todos os limites…

A RTP é cara, dizia-se… Mas cara vai continuar a ser, porque eu, você e toda a gente vamos continuar a pagar uma taxa de 140 milhões de euros por ano, por conta – claro – dos encargos do serviço público… Mas há uma mudança: o dinheiro não entra nos cofres do Estado, vai direitinho para o bolso do felizardo que ganhar a licença de concessão… O feliz contemplado poderá ainda continuar a transmitir publicidade.

Mas só na RTP 1… Porque a RTP 2 é para fechar, custa muito dinheiro – lá está – e quase não tem audiência (e eu que julgava que uma parte da taxa de serviço público era para pagar a RTP-2)… Nem os ‘rednecks’ dos EUA se atrevem a fechar a PBS (televisão pública), mas Borges vai sempre um passo à frente!

A RTP, por outro lado, dá ao novo proprietário tudo o que lá tem dentro, material do melhor, equipamentos de milhões e funcionários… Mas alto: nem todos os funcionários, porque – como qualquer gestor privado que se preze – o vencedor do euromilhões erre-tê-pício poderá despedir umas centenas! Para quê?… Par aquilo ficar mais barato, claro!

E, ao que tudo indica, o Estado (a gente) ainda vai ficar com o serviço da dívida, que não é pequeno!

Querem coisa mais limpinha?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

9 respostas a Comissão de Trabalhadores da RTP promete lutar pela empresa e pelo serviço público

  1. ignatz diz:

    tão-se borrifando para a empresa e cagando para o serviço público, querem é manter o emprego, o que é legítimo, mas escusavam de ser tão envergonhados a dizê-lo.

  2. Este faz-de-conta-que-é-ministro sem o ser e sem se sujeitar às consequências das suas actitudes,é,de facto,o manda chuva oligárquico nomeado pelo banco onde trabalhou,ou ainda trabalha.
    É o presidente da comissão liquidatária.

    É necessário e urgente recuperar a independência nacional e a legalidade democrática de um estado de direito,ANTES QUE NÃO SOBRE NADA.

    mário

  3. Dezperado diz:

    Mas porque é que em todos os posts que leio sobre a defesa da RTP, nunca dizem quanto desses 140 milhoes são para pagar salarios….

    Não sei se só eu acho estranho….mas sabendo que dos 140 milhoes, 2/3 são para pagar salarios….não será muito?

    Independentemente se o dinheiro entra no Estado ou irá entrar nos privados, como é que um empresa consegue viver com esta carga salarial?

    • Raquel Varela diz:

      Só faltava uma campanha para denegrir os trabalhadores da RTP, que ganham muito! E eu que achava que quem ia ganhar muito é quem vai ficar com a TV, nossa, e mais as taxas, pagas por nós.

      • Pedro diz:

        Fico satisfeito pelo facto do pessoal de esquerda não considerar que um salário de 30 mil euros mensais para apresentar um qualquer concurso televisivo seja elevado ou ofensivo para o comum dos trabalhadores.
        Desta forma, colocando a bitola nos 30 mil euros mensais como o que será um salário normal e justo, podemos então considerar que a maioria dos administradores de empresas, públicas e privadas, são demasiado mal pagos.

        • Antónimo diz:

          Acho mal um salário dessa dimensão seja em que sector seja, seja para fazer o que for. O efeito perverso dos salários muito grandes é mais que evidente.

          Mas na lógica instalada por partidos que como o PSD anos após ano tem prejudicado o Serviço Público (saqueando e minando património construído, escolhendo administrações para minar a programação, promiscuindo a informação, etc.) para depois se poder dizer que a RTP não faz Serviço Público possivelmente esses salário até serão um investimento pelo que trazem de espectadores e com eles em publicidade..

          O Pacheco Pereira não estaria a levar dez mil euros pela coluna do Público – ao qual nem garante exclusividade – com um avo das audiências do Fernando Mendes?

        • Zuruspa diz:

          E só faltava o idiota de serviço a querer provar que o salário que só umas 5 pessoas ganham é o que ganha a generalidade dos trabalhadores da RTP. Era bom, era!

          Acabem com os salários milionários de Malatos, Mendes, e Furtados, isso sim!

      • Dezperado diz:

        Engraçado, quem defende a RTP tem esta dificuldade em olhar para os números….

        Ninguem está a denegrir nada, os numeros são factos…

        Eu percebo que na sua cabecinha se sinta mais confortavel em agarragar-se à celebre frase: “os privados vão ficar com 140 milhoes pagos por nós”…..e o resto não se fala????

  4. José Casimiro Ribeiro diz:

    Que acham da ideia de a querida RTP acabar com a transmissão das touradas?!

Os comentários estão fechados.