“Não estamos fortes, estamos muito fortes”

Disse Sá Pinto, depois de quatro jogos consecutivos sem ganhar, de deixar fugir o Jamor para a Académica, de praticamente sacrificar a presença na Liga Europa e a disputa do campeonato. Nada de novo. O Passos Coelho também diz que em 2013 é que é. Não terá chegado a hora de deixar jogar o Governo B?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

9 respostas a “Não estamos fortes, estamos muito fortes”

  1. um gajo qualquer diz:

    oh meu ganda animal fanatizado plo clube dos “capas negras” praxitas:
    preocupa-te antes com esse clubezeco que ganha taças de 60 em 60 anos.

  2. Tiago diz:

    Terá o Sá Pinto lido Renato Teixeira e o seu “72 anos depois, o Troskismo venceu” ? Se a influência aumentar, teremos o Sá Pinto a dizer mal de todos os jogadores e a gritar que ama o futebol acima de tudo.

    Recordo o brilharete à nota de imprensa do PCP sobre o massacre na África do Sul e coloco legendas à Renato Texeira:

    “Face aos trágicos acontecimentos recentemente ocorridos nas minas Lonmin, na região de Rustenburg, África do Sul, o PCP, para lá do necessário esclarecimento sobre as reais razões e motivações que estiveram na origem destes acontecimentos”

    Claramente desnecessário procurar esclarecimentos, se o 5dias está cheio de iluminados à Marcelo Rebelo de Sousa que nos seus infinitos conhecimentos, conhecem em rigor toda a situação dos mineiros na África do Sul.

    ” – que têm raízes nas condições de sobre-exploração e de ataque aos direitos laborais e sindicais daqueles trabalhadores por parte das empresas mineiras”

    Ah porra… o PCP sempre contra os trabalhadores! Malvados…

    ” – expressa a sua solidariedade aos trabalhadores mineiros sul-africanos, à sua luta e ao seu movimento sindical de classe unitário e condena a violência ocorrida”

    Porra… PCP sempre contra os trabalhadores!

    “, nomeadamente das forças policiais, que culminou na morte de dezenas de pessoas, na sua maioria trabalhadores.“

    Citando Renato Texeira: “claro, o que pensa o PCP dos mineiros em luta, “nomeadamente” a “maioria” dos trabalhadores que perderam a vida.”

    Esta é de mestre… citar, alterando por completo o sentido das frase. E o que pensará o PCP da luta dos trabalhadores… ninguem sabe (à excepção é claro das pessoas que saibam ler).

    Ah como é bom saber que a exploração continua e o capital continua a saber jogar de ambos os lados. Perfeito.

  3. Dezperado diz:

    Concordo, tambem acho que o 5 dias deveria começar a recorrer à sua equipa B, que esta já não vai lá.

  4. Tiago B. diz:

    Após mais uma campanha de difamação contra o PCP que vários autores deste blog fizeram tendo em conta a tragédia ocorrida na África do Sul, seria interessante esclarecer os leitores sobre o verdadeiro posicionamento do Partido sobre estes acontecimentos, e fica aqui o endereço para um artigo que saiu ontem no Avante!:

    África do Sul e a luta de classes : http://www.avante.pt/pt/2022/opiniao/121652/

Os comentários estão fechados.