PAULA REGO sente-se incomodada (com razão, naturalmente: o que há a esperar deste asco de [gover]nação?), e espero que feche a porta (do museu) no, digamos, “alçado frontal” do abjecto Vítor Gaspar

Aqui.

Em relação a este “governo” é estúpido argumentar. O problema deve e tem de ser resolvido de outro modo.

PAULA FIGUEIROA REGO – “Salazar a Vomitar a Pátria”. 1960.

(Este post é dedicado ao Assistente Estagiário Rui Ramos,

 

 

 

com muito carinho. Sim, é um “negacionista” claro e não assumido que, algures na sua “história” e a partir de uma recensão, sublinha ter o Estado Novo morto 41 pessoas no meio de inúmeros muitos sucessos, e eu não sei se o Assistente Estagiário está a contar com os 5 mortos pela PIDE a 25 de Abril, 1974; se está, ó Assistente Estagiário, retire lá esses 5 mortos porque no último dia a coisa já não devia para si contar; o Estado Novo já tinha acabado – por isso…. foram apenas 30 e poucos mortos por repressão! E porquê falar no sinistro Rui Ramos neste post? Porque Ramos, Salazar a vomitar a pátria e este “governo” é um pouco do mesmo – diria mesmo, tudo é pior que tudo, Ramos é pior que Salazar, Salazar é pior que Ramos, a PIDE é pior que Ramos e vice-versa…. Por isso a dedicatória inicial – e que Ramos subtraia os mortos um a um até ZERO, a coisa bem contextualizada assim o permitirá, para vermos o sr. JMFernandes acabar o dia a chorar feliz, como na humanitária invasão iraquiana. Ah, esquecia-me: em vários países o “negacionismo” pode ser premiado com cadeia. Aqui, não. Sortes.)

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , . Bookmark the permalink.

80 Responses to PAULA REGO sente-se incomodada (com razão, naturalmente: o que há a esperar deste asco de [gover]nação?), e espero que feche a porta (do museu) no, digamos, “alçado frontal” do abjecto Vítor Gaspar

  1. Pingback: Cartaz do psd/jsd na Praça de Espanha |

Os comentários estão fechados.