RTP: É sempre possível um cenário pior

Daqui

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 respostas a RTP: É sempre possível um cenário pior

  1. imbondeiro diz:

    Este “caso RTP” é o retrato fidelíssimo deste Governo: privatiza-se aquilo que é de todos, aquilo que foi pago por todos e que, em princípio, a todos deveria servir; privatiza-se ( dá-se?) a empresas de amigos, formadas “ad hoc” para a grande festança da rapina a haver. Como cereja no topo do bolo ( bolo deles, entenda-se ) há o “pormenor” de todos nós, no caso da pantalha da grei, pagarmos com a taxazinha do “serviço público” ( aquela que irritava tanta gente, lembram-se?) o negócio chorudo e, pasme-se, pelo curtíssimo período de vinte aninhos.
    Enquanto estes senhores deste ilustradíssimo Governo abatem, a furiosas cutiladas de hipócrita demagogia, os beneficiários do RSI ( essa malandragem altamente qualificada que não quer trabalhar e que vive afogada num luxo asiático), vão, ao mesmo tempo, garantindo o Rendimento Máximo Garantido aos pobres dos seus amigos, os quais, coitadinhos!, vivem uma vida espartana minada de dificuldades e de carências. Bem hajam, bem hajam pela sua conduta tão justa e generosa!

    • Bolota diz:

      Tiago,
      E se o concessionario que vai ficar com a RTP1 for Luis Montêz e companhia???
      Pode ser que muitos/as dos/as meninos/as bonitas/os da televisão que sempre alimentaram o sistema, fazendo o jogo do poder que na iminencia de ficar sem trabalho tinham um pingo de vergonha e desmascarem a prodridão que por lá pulula.

  2. Um “Bem Haja” às suas palavras, imbondeiro.

  3. Miguel Castro diz:

    Com governantes deste calibre, estavam à espera de que? É que as pessoas podem não ter um “canudo” e serem cultas e inteligentes , mas pelos vistos estes governantes , nem uma coisa, nem outra, são simplesmente incompetentes !!!

  4. Dezperado diz:

    Cenário pior do que andar a enterrar 400/500 milhoes por ano na RTP, não me parece possivel. Lá vão as Catarinas desta vida terem de procurar outro tacho. Temos pena!!!!

    • Tiago Mota Saraiva diz:

      Esteja descansado que o Borges ainda arranja maneira de lhe continuarmos a pagar o salário. O privado amigo do Borges não pode arcar com os custos de gestão do administrador público amigo do Borges.

      • Antónimo diz:

        O meu deZespero é que o mal e a caramunha que o PSD e o CDS-PP não se reflictam apenas sobre quem votou neles. Para boa parte, seria ao menos didáctico. Outros continuam a achar que se vai privatizar a RTP para que se deixe de pagar não sei quanto milhões anuais.

        A esses nem vale a pena dizer que não é o Pai Natal que lhes leva os presentes no Natal. São enganados e gostam. Acho que é aquilo a que se chama eleitor manso. Eu cá não tenho pena nenhuma deles.

      • Dezperado diz:

        È esse o unico argumento que têm???? Ou seja, posso ser a favor da privatização RTP??? Ou teria de ter um tacho para ser contra a privatização?

        Acho que me está a confundir com a Catarina que mama 30 mil, com o Malato que mama 20 mil, com o gordo do preço certo que mama 20 mil.

        Gostava da proxima vez de ler argumentos que defendam a não privatização da RTP, só para variar….

  5. JgMenos diz:

    Um chorrilho de má-língua.
    Ninguém a defender o ‘Preço Certo’ e o seu contributo para o equilíbrio das contas externas através da consciencialização do valor dos bens e da importância do que é nossa produção!
    Ninguém a recear a perda do contributo para a cultura da nosso povo do programa do Malato!
    Ninguém a exigir a manutenção do forte programa de teatro de qualidade em horário nobre da RTP!
    E o ‘Mentalista’ da RTP2, única oportunidade para quem não tem cabo?
    E mais, muito mais!

  6. Gentleman diz:

    Por mais comunicados de sindicatos e CTs que leia, nunca deixo de ficar espantado com o tom e a linguagem utilizada…
    Que poder de persuasão e negociação podem ter organizações que utilizam argumentação e fraseologia deste calibre?
    Como é que o nosso sindicalismo quer ser levado a sério?

Os comentários estão fechados.