72 anos depois, o trotskismo venceu.

Ramón Mercader, o filho da puta que a mando de Estaline assassinou o mais soviéticos dos revolucionários de Outubro, não conseguiu acabar com o sonho socialista. Ao pesadelo estalinista e ao longo inverno siberiano não se seguiu o fim da história. Os povos podem ainda não ter aprendido o caminho para uma sociedade mais justa, mas já ninguém ficará contente com a repetição do fracasso.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

47 Responses to 72 anos depois, o trotskismo venceu.

  1. Pingback: Massagem? Não! Mensagem |

Os comentários estão fechados.