Aviões não tripulados (drones)

Nos EUA, numa base militar, um militar olha para um conjunto de ecrãs e recebe autorização para bombardear um alvo. A realidade virtual com que está a lidar não difere da fantasia de um programa de computador. Mas o avião e armamento que controla não são inteiramente virtuais. Controlam um avião não tripulado real com armamento real que quando largado atinge e mata vítimas reais.

No passado fim de semana, um conjunto de ataques de drones dos EUA no Paquistão foram responsáveis pela morte de 16 pessoas. No sábado, um ataque no sul do Punjab, matou 6 pessoas. No domingo, dois ataques no norte-centro do Paquistão, um atingindo dois veículos e matando 7, o segundo atingindo uma casa e matando   3 pessoas. Terão sido, como indicam os média, todos Talibã e suspeitos terroristas?

O que não é disputado é que estes ataques foram realizados sem o consentimento do Paquistão. O Ministro dos Negócios Estrangeiros do Paquistão reiterou que estes ataques são uma violação da soberania e integridade territorial do Paquistão, e violam o direito internacional. A legalidade da acção dos drones é também questionada pelo o Alto Comissário dos Direitos Humanos das Nações Unidas, Navi Pillay.

Um relatório, em Junho, do relator e investigador especial do Conselho dos Direitos Humanos das NU sobre execuções extrajudiciais, sumárias e arbitráriasChristof Heyns, condenou o uso continuado dos drones dos EUA para assassinar suspeitos terroristas, indicando que “enquanto estes ataques são lançados sobre pessoas suspeitas de serem lideres ou membros activos do al Qaeda ou Talibã, no contexto do Afeganistão e Paquistão civis inocentes têm sido também vítimas.”

Quem pensa que a guerra dos EUA no médio oriente acabou, pode bem tirar o cavalinho da chuva.

Sobre André Levy

Sou bolseiro de pós-doutoramento em Biologia Evolutiva na Unidade de Investigação em Eco-Etologia do Instituto Superior de Psicologia Aplicada, em Lisboa
Este artigo foi publicado em André Levy, Imperialismo & Guerra. Bookmark o permalink.

17 Responses to Aviões não tripulados (drones)

Os comentários estão fechados.