Os que lutam*

“We can’t afford a decent life. We live like animals because of poor salaries we are getting. We are being exploited. Both the government and the unions have failed to come to our rescue. Companies make a lot of money at our expense and we are getting paid almost nothing.” - “We are not going anywhere. No one is going back underground until our wage demands are met.” Thuso Masakeng e Alfred Makhaya, grevistas, à AFP.

*Título roubado ao Beltold Brecht.
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 Responses to Os que lutam*

  1. JgMenos diz:

    Empunhando tais ‘bandeiras’ não esperam levar uns tiros quando avançam para a polícia em passo de corrida? São muito optimistas!

  2. waldo mermelstein diz:

    Atenção, atenção, companheiros que estão tocando a campanha de solidariedade aos mineiros massacrados na África do Sul: a greve não terminou e a maldita Lonmin expediu um ultimato para voltarem ao trabalho amanhã sob pena de demissão sumária. A pressão é urgente, pois a luta continhttp://mg.co.za/article/​2012-08-19-marikana-action-is-a​-strike-by-the-poor#comment_th​read

  3. Pingback: A cor da exploração | cinco dias

Os comentários estão fechados.