Standard & Pire’s continua a sua cruzada de banalidades

O Samuel de Paiva Pires faz um exercício típico das tácticas de desinformação comunistas fascistas, onde a lógica é coisa inexistente e a demência um mal sempre presente. Claro que não podia faltar o epíteto de fascista comunista. Nada de original ou digno de assinalar, portanto. Como a minha paciente faceta pedagoga não gosta de perder tempo com casos perdidos, vai daqui com uma mera sugestão: estude qualquer coisa antes de dizer /escrever parvoíces, e se não resultar, procure um bom psicólogo que lhe trate essa demência. A mesma serve para todos os comunistas fascistas deste mundo.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

15 respostas a Standard & Pire’s continua a sua cruzada de banalidades

  1. Diogo Silva diz:

    Desculpa mas não vejo onde está a pedagogia neste teu post e mais do mesmo lixo

    • De diz:

      Uma questão de opinião.
      E esta é para ser respeitada até prova em contrário.

      Mas a questão aqui não passa só pela pedagogia ( que a tem).Passa por muito mais.Passa por colocar a nu as vacuidades dos pequenos que salivam feitos de paiva (esta é roubada ao João José Cardoso).
      Pequenos que continuam,feitos pilhas duracell.
      Com o apoio expedito de outras coisas salivantes quais castelos brancos em época de saírem em defesa do neoliberalismo serôdio e ominoso.

  2. PM diz:

    You’re too kind, sir.

  3. PM diz:

    Banalidades? You’re too kind, sire.

  4. Pingback: Mentalmente parvo – Aventar

  5. Pingback: Temporada Parva « O Insurgente

  6. André diz:

    Quando alguém, na tentativa de responder a uma mensagem, não faz mais nada do que lançar ataques pessoais tão pueris quanto estes então não só fica claro onde está a razão (ou melhor, onde não está) como também o nível intelectual de quem está por detrás dela.

    E claro, não podia faltar a tentativa de diabolizar outros recorrendo aos rótulos de estimação dos comunistas. Porque pensar custa, e o comité central não deixa.

  7. AA diz:

    O Tiago Mota Saraiva assume-se como comunista, o Samuel de Paiva Pires, não o vi a assumir-se como fascista, vi-o a assumir-se como liberal.

    Por isto acho que…. Ditadura é Ditadura, NÃO É POR SER DE ESQUERDA QUE É MENOS DITADURA.

    VIVA O 25 DE ABRIL, VIVA O 25 DE NOVEMBRO

    • Antónimo diz:

      Diria mesmo mais, ditadura é ditadura. Não é por ser de direita que é menos ditadura.

    • De diz:

      Alcoólico Anónimo?
      Não resistiu e voltou a beber não foi?
      (Faz lembrar o sargento Cunha e o seu idolatrado Jaime Neves, lol)

  8. JÊPÊ diz:

    Qual é o direito que a Raquel Varela tem de apagar comentários neste blog? Se calhar é censura!

    • Gentleman diz:

      O grau de censura praticado por Raquel Varela excede, e muito, o praticado no sites dos “ultras” (sic), O Insurgente…

  9. Pingback: É o que dá terem deixado sair as hienas da prisão em liberdade. Cães que rosnam, cães que traem, agora passeiam na cidade mas felizmente já não são mais que 89. | cinco dias

Os comentários estão fechados.