C. M. Almada: a «cegueira» que deixa o povo às escuras! [EDITADO às 14h, com resposta da CMA]

À hora a que vos escrevo, é esta a «paisagem» captada pela câmara do meu telemóvel, nas traseiras do prédio onde vivo.

Laranjeiro, Almada, 26 de Julho de 2012, 5h36

Antes de mais, isto é algo que deixa perceber, claramente, que continuo a não saber adequar os meus horários aos do horário solar. Como um mal nunca vem só, isto significa ainda que, ao fim de largos meses de contestação popular, o Executivo da Câmara Municipal de Almada (CMA) e, principalmente, a sua Presidente, não tiveram, ainda, tempo de reconhecer o erro que cometeram ao passar a gerir a iluminação pública do Concelho da forma que aqui foi noticiada.

Há uns meses, numa sessão pública, na Cova da Piedade, disse à Sra. Presidente Maria Emília de Sousa que, para uma autarca que está a terminar aquele que será o seu último mandato, se está a arriscar a ser recordada como a Presidente que apagou a luz ao povo!

Fonte: TSF (http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Interior.aspx?content_id=1388472)

As «sete reeleições» de Maria Emília de Sousa, sendo dignas de registo, não escondem a ironia patente naqueles «olhos postos no futuro» com que foi saudada a mais recente vitória eleitoral. É que se o futuro se proporcionar a certas horas… não haverá olhos que o vejam!

ADENDA

Resposta do Vereador António Matos, do Executivo da C. M. Almada. No Facebook. Às 13h30 do dia em que este artigo foi publicado.

Agradeço ao Vereador António Matos quer a rapidez, quer a gentileza da resposta. Para quem conhece a «resposta-padrão» que esta situação vinha merecendo por parte, quase sempre, da Sra. Presidente da Câmara (a quem não conhecer aconselho uma rápida visita à caixa de comentários deste post) é evidente que se nota uma atitude diferente. A evolução, ainda que tardia, é sempre positiva. Vamos então ver no que isso vai dar!

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

41 Responses to C. M. Almada: a «cegueira» que deixa o povo às escuras! [EDITADO às 14h, com resposta da CMA]

Os comentários estão fechados.