Povo A(r)mado

19/7/12 Sabotage of the vans of Police Intervention Unit (UIP, best known as riot police) tonight, before the manifestation of officials called in Madrid. About a hundred vehicles this morning has dawned with flat tires, as reported by the Unified Trade Union of Police

Mais de 80 manifestações, a unidade entre sindicatos e os movimentos sociais, a combatividade de vários sectores em luta, a enorme lição dos mineiros das Astúrias, os jornalistas, os professores, os estudantes, os funcionários públicos, os pensionistas, a polícia, os bombeiros, o sector público, o sector privado e os desempregados. No Estado Espanhol, hoje, todos lutam contra um inimigo comum: a austeridade e os gestores da sua mais-valia. Às 20h, rumam todos à sede do governo e ninguém sabe o que poderá acontecer. Já que por cá todos parecem ter metido férias não faltará tempo para deixar os olhos bem abertos do outro lado da fronteira.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

13 respostas a Povo A(r)mado

  1. Raquel Varela diz:

    Renato,
    Aqui em Madrid onde estou diz-se que foi a própria polícia a furar os carros porque estavam estacionados num local onde só a polícia tinha acesso.

  2. PP diz:

    Sim, o mais certo é ter sido a própria polícia

  3. notrivia diz:

    Me gusta mucho! Hahaha! 🙂

  4. um gajo qualquer diz:

    claro! andamos sempre por aqui a salivar pela ultra-violence. e quando ela acontece é sempre resultado de provocadores e bófias…

    • Renato Teixeira diz:

      Eu não salivo por violência nenhuma – onde leu tal coisa? – Salivo pela combatividade que tarda em encontrar-se por cá.

    • Pascoal diz:

      Oh sacana qualquer
      Provocadores e bófias já por cá se mostraram capazes de tentar provocar confusão em manifestações legítimas.
      E mostram-se como demonstra o teu comentário dispostos a continuar o serviço.

      • Nuno Cardoso da Silva diz:

        Quando o poder político perde a legitimidade, perde o direito ao monopólio do uso da força. As comunidades oprimidas têm o direito a revoltar-se. Só não admite isto quem é lacaio dos oligarcas.

      • um gajo qualquer diz:

        Vai chamar provocador á tua tia!!

      • um gajo qualquer diz:

        Sacana, não! Pra ti é “senhor sacana”, morcego

    • Rafael Santos diz:

      A violência já existe há muito: chama-se austeridade. Vá dar uma voltinha prós lados da Igreja de Arroios e veja famílias inteiras em busca do alimento que já não podem comprar porque o salário já não existe.

Os comentários estão fechados.