Mudar para que tudo fique na mesma

Aqui está um dos motivos pelos quais não me vou manifestar amanhã pela demissão de Miguel Relvas: “Isto não é nem uma manifestação partidária, nem contra a crise, nem contra a ‘troika’, nem contra o poder político, nem contra o estado miserável em que o mundo está”, disse à Agência Lusa Miguel Gonçalves Mendes, um dos organizadores da manifestação convocada para amanhã. Portanto, quando Miguel Relvas abandonar o cargo e for substituído por alguém que nos lixe a vida mas que tenha uma licenciatura legítima já não há problema. Afinal é só a diferença entre ser violado com ou sem preservativo.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

16 respostas a Mudar para que tudo fique na mesma

  1. João diz:

    Ou seja, não se critica o Miguel Relvas por motivos concretos. Critica-se por oportunismo politico, na esperança que fazendo o barulho suficiente seja capaz de fazer por via da força aquilo que não se conseguiu pela via democrática.

    Assim se vê a força do PC.

    • De diz:

      Para quem treslê o que lê ,recomenda-se umas aulas junto duma qualquer instituição ao gosto do joão(agora é joão?)
      Critica-se Relvas por motivos bem concretos.Por tudo o que este fez e pelo perfil de cacique ladrão, aldrabão, chantagista e venal ( ou não fosse da direita baixa).Mas critica-se por muito mais.Critica-se por ele ser um agente ao serviço de uma política de concentração do capital e de liquidação de tudo a que cheire a Abril.Por ser um dos agentes deste poder não só corrupto mas também criminoso,gerador de fome,miséria,desemprego e morte.Ao serviço de facto dos banqueiros e das merkel de ocasião.
      Daí que o joão tenha que começar a aprender que a tal via democrática também era recomendada pelos que conduziram Hitler ao poder.E que quem se comporta como este poder que nos governa tem que ter a resposta adequada aos tiranos de todas as estirpes.E o julgamento adequado.
      Mais uma vez: sorry joão
      Ah, e ficámos a saber que a força do PSD reside nestes crápulas encartados.E de quem lá os põe, capacho obediente das ordens gritadas em alemão.Daí que não baste ir Relvas.É preciso correr com a corja toda

  2. Bolota diz:

    Oportunismo politico??? O homem até podia ter a 4ª Classe e ser um grande Ministro ( Lula da Silva era Torneiro) e ninguem tinha nada a ver com isso…mas atenção, o Ervas é o trapaceiro em pessoa.

  3. Caxineiro diz:

    Poderá ser um sector do PSD a tentar liderar e direcionar o protesto antes que outros o organizem. Ao sacrifica-lo tentarão dar uma imagem de gente honesta
    Diz que o único objectivo é combater “um padrão de comportamento de mentiras e mudanças de versões de uma semana para a outra” (parece falar do Coelho)Depois diz que só quer atingir o Relvas
    O gajo se não é PSD é humorista, no mínimo, Mas a manif é sempre útil, vejo-a como um ribeiro mais a engrossar a corrente que os hão-de levar a todos em enxurrada. O ideal será participar, e com cartazes a denuncia-los A TODOS!

  4. Ai é, é…mas eu se fosse o Bruno ia lá na mesma…embora deixar Relvas talvez seja a coisa mais acertada…

    João Martins

  5. Dédé diz:

    Dizem os organizadores que a manif é contra “um padrão de comportamento de mentiras e mudanças de versões de uma semana para a outra”.”
    Então porque é que o Passos não está incluido, se dizia uma coisa antes de ser eleito e faz agora o contrario?
    Aquilo parecem apoiantes do Governo com um pouco de tino na tola, e que já perceberam o estrago que o Relvas está a causar aos correligionários.
    Por mim é deixá-los com o Relvas ao colo, a arder em lume brando, Com um artista como o Relvas, vamos ter folhetim pelo menos até ao Natal.

    • Semi-grego diz:

      “Dizem os organizadores que a manif é contra “um padrão de comportamento de mentiras e mudanças de versões de uma semana para a outra”.”
      Então porque é que o Passos não está incluido, se dizia uma coisa antes de ser eleito e faz agora o contrario?”

      Falemos então de José Sócrates, que após ter cumprido as suas maiores bandeiras de pré-campanha (falo do aborto e casamento entre pessoas do mesmo sexo), deixou felizes e contentes uma larga franja da população para depois acabar com as SCUT e eventualmente fazer o outro grande favor de enterrar 500 milhões de euros no BPN.

      O problema em Portugal é que os eleitores fazem do acto eleitoral um mero concurso de popularidade, premiando o mais sorridente ou o mais sexy – como se de um mero reality show se tratasse – ignorando por completo os programas eleitorais dos partidos.

      Correr com Relvas implicaria correr com Passos e não só! Implicaria primeiro de tudo criminalizar todo e qualquer governante que nos últimos 36 anos não tivesse num cargo público apenas e só para defender os interesses do povo.

  6. JMJ diz:

    Olha-se para a citação e percebe-se que há malta que não se importa de ser violado desde que lhes dêem beijinhos no pescoço.

  7. Muito bem. Só alinhamos nas justas convocatórias justamente e correctamente convocadas para sermos sempre os mesmos camaradas nas mesmas manifes.
    Boa Bruno. Assim se vê a cegueira de um (mas não de todos os seus militantes) pc.

    • Luís Coelho diz:

      Apoiado!
      Não será por um comentário de um dos manifestantes que a manifestação não deixa de ser importante.
      É necessário ir! É necessário mostrar que se está em desacordo com a permanência de Miguel Relvas no governo.

    • Vasco diz:

      Perdeste essa, João José Cardoso. Estavam lá quantos? Meia dúzia?

  8. Antónimo diz:

    Estou-me bem borrifando se optaram por não meter no leque da manif uma série de queixas que todos temos, optando por deixar a coisa focada numa coisa digna de contestação.

  9. Índio Joe diz:

    O pior de tudo isto são os traidores da sua geração…
    Aqueles que cantaram Jim Morrison e usaram t-shirts a dizer “Paz e Amor” e agora são todos fechados, engravatados e usam dos discursos dos que oprimem.
    Vivem das pequenas traições, dos risinhos e sorrisinhos copiados, tentando escapar à realidade que foram.

  10. renegade diz:

    Pois, o que é preciso é pessoas competentes e impolutas a dirigir os outros para o abismo. Se for assim, já está tudo bem. É trsite, este viver virado de costas para a política. Há uma costela de mundividência salazarista nisto tudo que constrange um bocado.

  11. Pingback: A METAMORFOSE – Antes de Dr. da Lagoa, Dr. das Antas. Depois de Dr. por decreto, Professor Dr. por despacho. Depois do Professor Dr. Relvas terá chegado a vez do Dr. Passos? | cinco dias

Os comentários estão fechados.