BURNING SCREAM | 3 day

BURNING SCREAM | 3 day
What is a people without culture, without art, without identity?
A slave people. A people who doesn’t live, only survives.
If we artists are forced to stop creating our culture, if the people culture and art cannot be alive anymore, we are as people condemned to death.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

12 respostas a BURNING SCREAM | 3 day

  1. João diz:

    Que choramingas. Perguntem ao fernando pessoa ou ao cesário verde se precisaram de subsídios para criar arte, e perguntem se os actuais artistas do sistema, que parasitam o estado, foram capazes de criar algo digno de registo.

    Se querem dinheiro, trabalhem.

    • De diz:

      Há algo de néscio nestes pedantes travestidos de anónimos joões.
      A choraminguice que apontam nos outros esconde geralmente uma outra coisa.O medo que esta cambada tem de tudo o que pode questionar este mundo.
      Feitos outros goebbels, a sacarem da pistola quando.Mas agora envernizados com o paleio neoliberal que esta canalha que (se) governa usa e abusa.

      “Art is a line around your thoughts” escreveu Klimt, que nasceu precisamente há 150 anos.
      Voltaremos ao assunto.

      • licas diz:

        À primeira vista parece absurdo os comunistas de cá serem ferozmente anti-semitas . . . (se assim se podem designar os que abominam os judeus). Na verdade apenas o defunto Joseph Gobbels lhe equivale no enciclopédico manancial objurgatório.
        Estranho? Nem por isso . . .
        Pensando que os Estados Unidos representa para eles a súmula do detestado capitalismo, e que, por um lado, o estado judaico tem-se mostrado, comme ci, comme ça, pró americano, e por outro, os estados do norte de África são regra geral contra *O Império* ficando assim estabelecido o *teorema* .
        O que equivale à fraude da Lógica: “os inimigos do meu inimigo meus amigos são”. O tão evidente, *não necessariamente* olvidado por motivos apenas táticos (tácticos).
        Daí que:
        Saddam Hussein e Muammar Khaddafi sejam tidos como mártires às imundas mãos dos estados unidos e Bashar al-Assad um amigo a proteger do possível ataque armado Ianque . . .

        • De diz:

          Sorry “licas”.
          O tempo já acabou para um pequeno torcionário que ansiava por pancada e violência gratuita.
          http://5dias.net/2012/07/12/jogo-da-coragem/
          Ou para uma aventesma imunda que se baba e verte o mais vil machismo escrito por aqui.
          http://5dias.net/2012/07/11/2o-day-of-burning-art-burning-song-ouvi-dizer/#comments
          Espero que “licas” reconheça os seus qualificativos utilizados por ele da forma canhestra como o costuma fazer
          O resto do paleio nem sequer interessa.É apenas fruto do desespero do dito cujo, a tentar atirar para o ar, enquanto faz o seu jogo sujo.
          Cerrou o pano.

          • licas diz:

            Eu sei que a crise é temível: há gente que precisa de
            arranjar emprego der por onde der. Os de baixa
            cotação ética até agarram o lugar de Agente Provocador (Agit-Prop) mascarado de Comissário
            Político. Feitios . . .nada a fazer : estamos em regime Democrático _____ na URSS andariam na KGB (como o Putin) à caça na DDR dos *coelhos* que escapavam pelo Muro de Berlin.
            Uma pergunta impertinente: não será De, afinal,
            D. Oliveira?

          • De diz:

            Sorry “licas”.

            Não estou interessado minimamente em saber o motivo pelo qual arranjou o emprego onde arranjou.Nem que ande disfarçado de Coelho ou de Oliveiras
            Cerrou já o pano.

  2. raquel freire diz:

    está-me chamar piegas? dê-se ao menos ao trabalho de ser original… isso o 1º ministro já fez axs portugueses. não seja tão preguiçoso, vá lá, trabalhe um bocadinho e vai ver que consegue escrever qualquer coisa de inteligente.

    • João diz:

      Reacção típica: evita a todo o custo encarar a realidade e em vez disso optar por lançar ataques pessoais.

      Eppur si muove.

      Os artistas por detrás da produção artística clássica portuguesa nunca precisaram de subsídios para criá-la e os actuais parasitas doestado não produzem nada digno de registo. E, sobre isso, nada se diz. Apenas se choraminga que o estado deve continuar a dar a mama a esses parasitas. E ai da gente burra e inculta que ouse pôr isso (essa mama) em causa.

      • De diz:

        A citação de Galieleo Galilei não permite que escape a ser definido como o que é.
        Um parasita a tentar continuar na mama,enquanto choraminga por mais mama. Desde que dê para continuar a encher o bandulho dos interesses privados dos ditos joões desta terra e a manter na menoridade os cidadãos na choldra onde os querem
        Nem a supra-citada citação com que tenta dar ares de “letrado” consegue esconder o que é:
        Um burro inculto
        Um Relvas em potência.Que bolsaria exactamente o mesmo paleio neoliberal

  3. licas diz:

    Quando do 2º Queimanço do Rasganço comentei devidamente o *feito*, o qual foi *democraticamente* suprimido por algum zeloso Comissário Político em funções.
    Nessa ocasião verberei a atitude da autora do vídeo classificando-a (se estou bem lembrado) de PUERIL, INCONSEQUENTE, e RIDÌCULA pois só uma criança atrasada mental aceita que se trata realmente se um protesto (como a autora deseja) que o absurdo episódio de destruir COPIAS (quantas do total?) equivale a auto-imolação da *obra *. . .
    Olhe,
    QUEIME TUDO que, pelo que me foi dado ver, a cultura nacional fica exatamente (exactamente) na mesma . . .ORA A MENINA ! . . .

    • Elvis diz:

      Concordo licas *!*…Está tudo do avesso
      Diz um amigo meu que na imagem em “grande plano”a PUERIL da Raquel devia ter queimado simbolicamente esta Assembleia da República tendo em fundo um montão de bobinas abertas como sementes espalhadas pelos campos e ruas esperando florir na primavera
      Mas esse meu amigo é maluco *!*

      ps
      O Napoleão perguntou por ti

  4. domingos diz:

    What a dreadful English!

Os comentários estão fechados.