Contra a impunidade… e a amnésia.

Devia ter sido preso, uma vez que atentar contra a liberdade de imprensa não pode passar a ser resolvido com medidas pecuniárias, mas já não é mau ver o Ricardo Rodrigues a ser condenado pelo caso do furto de gravadores. Na sequência da condenação foi obrigado a suspender a sua participação nos órgãos dirigentes do PS e a abandonar a vice-presidência da bancada parlamentar. Com mais tempo livre, é provável que também receba um telefonema para fazer parte do congresso das alternativas democráticas.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

38 respostas a Contra a impunidade… e a amnésia.

  1. Gentleman diz:

    E acerca das greves anunciadas pelos aristocratas da TAP e da NAV não há nada a comentar?
    Compreendo que é demasiado embaraçoso para a esquerda radical ver que quem mais usa e abusa do direito à greve é afinal a malta do caviar, dos Bentley e do golfe!
    Greves iníquas que comprometem seriamente o emprego de muitos outros que realmente precisam.
    Nestes dois casos, a requisição civil impõe-se como medida de emergência e de elementar justiça social.

    • Nuno V. diz:

      Talvez não fosse pior estudar um bocadinho a história desses sindicatos, para perceber se foi a “esquerda radical” que os fundou! Talvez assim conseguisse perceber quem é que tem que se sentir “embaraçado” tendo a sua opinião…

      Cumprimentos!

    • Augusto diz:

      Quem nunca faz greve é o Proença de Carvalho, VINTE SETE TACHOS..

      Ou o Mexia, ou o Catroga, ou o Paulo Teixeira Pinto, um dia de greve já viram quanto custava a cada um destes senhores, mais do que a esmagadora maioria ganha num mês….

    • Francisco d'Oliveira Raposo diz:

      Gentleman… dispara ao lado – com disparates- mas não comenta o conteúdo.
      Um deputado apropria-se indevidamente de gravadores, (tecnicamente é fruto ou roubo?) atenta ao direito à informação, é condenado – segundo diz o publico – tendo em conta a sua situação socio-profissional etc e tal… uma fracção do seu salário.
      Bem, lembram-se do pacote de bolachas e o creme do desempregado? Prisão efectiva, não foi?
      AH mas é deputado dum partido da troika… até faz sentido não é?

    • Carlos Carapeto diz:

      E o que tem a esquerda a ver com estas greves? Uns comem as ameixas e os outros debotam-se-lhes os dentes.

      Consegue informar quais são os sindicatos que promovem estas greves?

      Cresça politicamente, para perder o medo do papão de esquerda.

    • Baresi88 diz:

      Tu gostavas era de ir namorar esses chulos do PS PSD e CDS! Estás desertinho para arranjar um tacho e lamber-lhes as botas imbecil!

    • eu diz:

      Gentleman,não te esqueças de beijinhos e abraços para o ferreira do amaral,cardoso e cunha,dias loureiro,isaltino,e o matador de velhinhas mais a malta dos submarinos…durão barroso?Eh pá,c’a ganda bronca.Tudo bons rapazes!!!!

    • V Cabral diz:

      Pracaso no meu bairro as greves são marcadas plos carochos, estúpidos e ladrões … os trabalhadores só têm tempo pra dormir e trabalhar, como um burro que tenho lá na Terra.
      Se calhar o mê burro tá pensando: Só os trabalhadores, podem fazer greve, como gostaría de ser Pessoa !

  2. De diz:

    Gentleman é malta do caviar dos bentley e do golfe.É também adepto ferrenho da pandilha que nos governa e frequentador assíduo de.
    Tudo motivos para que seja fã de medidas iníquas deste governo de canalhas, que comprometem seriamente o emprego de quase todos os que trabalham.
    Costuma andar por aí a tentar fazer com que os pulhas que nos governam mostrem ainda mais a ferocidade que lhes é característica.Uma espécie de capo marcador das medidas à Gaspar e à Álvaro.Com a subserviência alemã que pediu emprestado a Coelho
    Tem além disso outra característica interessante.Quando não lhe apraz o tema costuma ruminar em direcção oposta.
    Como é o caso.Aproveitando para exprimir em voz alta o que vai nos meandros dos trauliteiros castanhos

    • LAM diz:

      Raisparta, ó De: eu não concordo com o Gentleman, mas vc não consegue fazer um comentário sobre tema algum em que, para variar ao menos, use argumentos e não seja da 1ª à última linha um chorrilho de insultos?

      • Samuel B diz:

        HAHAHAHAHAHA

      • De diz:

        Caro LAM:
        Se estes meus comentários o afligem tanto, pode continuar a verberá-los com mais outros “raisparta”.
        Não me incomoda mesmo nada.
        O que de facto me incomoda é o que se passa no meu país.E no mundo.
        Ponto parágrafo.

        Acontece que cada vez tenho menos paciência para uns tantos que se arrastam por aqui (e por ali), usando bastas vezes nicks diferentes, chorando e fazendo queixinhas de uns blogues para outros e que insistem em continuar a espalhar a sua baba ideológica.As mais das vezes de uma forma pouco séria.Baba ideológica que tenta justificar ( e abençoar) de resto a situação em que nos encontramos.
        Se o LAM considera que esta é uma sala da sociedade burguesa bem-comportada, que se permite assistir passivamente aos factos, sem responder (ao menos por esta via) da forma como acha por bem….
        É um problema seu.
        O meu é outro mesmo.Embora creia que v. anda a ler os posts de forma enviesada
        Entretanto pode levar o riso néscio de Samuel B. Um exemplo do citado atrás
        🙂

        • Samuel B diz:

          Olhe que não… Olhe que não…

          Olhe que o meu nick é sempre igual!
          Olhe que só comento o que acho que deva comentar!
          Olhe que não tenho agenda!
          Olhe…
          Olhe…
          Olhe…

          O meu caro De é que não olha para nada a não ser para o seu umbigo. Nem que com a “admoestação” de um “concorde”, o meu caro admite que a sua linguagem para além de ser ofensiva e despropositada, tira-lhe qualquer substancia para quem a lê.

          E se o meu caro vem para aqui para não ser lido e compreendido, então o seu caso ainda é mais grave do que pensava.

          Afinal, o que está aqui a fazer? Para onde quer ir?

          A sua escrita tem sido até agora, como o seu “concorde” anotou, incipiente e oca. O De por não acrescentar nada não faz cá falta nenhuma!

          E agora ande lá, e dispare mais uns quantos insultos e mais não sei o quê! Raisparta o home (esta é à CR7)!

          • De diz:

            Um concorde?
            🙂
            Admoestação?
            🙂
            Ora leia lá melhor,se possível num outro intervalo do trabalho de funcionário público em serviço governamental
            🙂

            Desculpe os bonecos.Mas gostei de o ver sair da toca. presto e saltador.
            ( e a mostrar o quão atento está à minha prosa,que se preocupa tanto com ela
            🙂 🙂 🙂

  3. António Carlos diz:

    Sem querer entrar em polémicas (nomeadamente com o comentador anterior), gostava realmente de saber o que pensa o Renato Teixeira sobre a greve dos controladores aéreos. Por exemplo, será esta greve também ela alvo de uma carta de solidariedade do MSE?

  4. licas diz:

    *Parece* que se está a evitar comentar a *ação direta *
    do Ricardo Rodrigues . . .
    Claro que o roubo dos gravadores não foi o maior dos crimes, foi, sim,
    o *objetivo* dessa *subtração* . . .

  5. Augusto diz:

    E o Renato a dar-lhe com o Congresso, está a fazer-lhe mossa.

    Mas vá lá homem, já pode ficar satisfeito, tem agora a companhia do Vital Moreira, também ele não quer ouvir falar do tal Congresso.

    Quem diria…. o Vital Moreira e o Renato Teixeira do mesmo lado da barricada…..

    • Samuel diz:

      Que inteligência!
      Deixe lá ver se entendi:

      Um membro do Ku-klux-klan, numa praia norteamericana qualquer, não entra na água por esta estar gelada. Eu, aqui na Costa de Caparica, recuso-me a entrar na água… porque está gelada.
      Única conclusão possível: estamos do mesmo lado da barricada.

      Brilhante!

  6. António Carlos diz:

    Parabéns!
    O movimento sindical e os trabalhadores portugueses estão de parabéns: os trabalhadores da NAV obtiveram resposta positiva às suas reivindicações graças à ameaça de greve. O Governo teve de recuar e a luta dos trabahadores sai assim reforçada em toda a linha. Uma notícia para dar alento às manifestações do dia 30 e aos esforços do MSE, Precários Inflexíveis, … !

    • Gentleman diz:

      O movimento sindical-aristocrático está de parabéns… LOL
      A esquerda radical ainda não compreendeu que ao apoiar acções dessas ainda perde mais apoio popular. O povo considera essas greves execráveis.

  7. Pôncio Fagundes diz:

    Nota do Gabinete de Imprensa do PCP:

    Esclarecimento sobre um anunciado congresso
    Quarta 27 de Junho de 2012

    Face a várias solicitações de diferentes órgãos de comunicação social o PCP julga necessário esclarecer:

    A propósito do anúncio de um referido “Congresso democrático das alternativas” têm sido atribuídas ao PCP alegadas posições de “bom acolhimento” ou “demarcação”.

    Importa assim sublinhar que: não são possíveis “demarcações” de algo a que se é totalmente alheio e sobre o qual ainda não se tinha pronunciado; como é igualmente absurda qualquer confusão entre uma mera informação para dar a conhecer algo inteiramente já decidido e formatado por terceiros, com um qualquer alegado “bom acolhimento” que só abusivamente pode ser invocado.

    Num quadro em que, movidos por uma sincera inquietação com o rumo de desastre do país, alguns se possam sentir atraídos pela iniciativa, o PCP considera necessário desde já registar a sua clara reserva quanto à sua natureza e origem.

    O PCP sublinha que qualquer alternativa real – inseparável do desenvolvimento da luta dos trabalhadores e do povo e incompatível com actos sectários e de objectiva marginalização – exige uma clara ruptura com a política de direita e os seus promotores nos últimos 36 anos (e não só com o actual governo) e a rejeição do Pacto de Agressão (e não com um pretendido reajustamento quanto à sua aplicação).

    (http://www.pcp.pt/esclarecimento-sobre-um-anunciado-congresso)

  8. Carlos Carapeto diz:

    Bhor disse; que na natureza tudo está relacionado com tudo e nada existe fora dessa relação. O ser humano faz parte da natureza.

    O cerne do problema não está no Ricardo, no Álvaro no Vitor, no Coelho, na lebre ou em qualquer outro bicharoco. As pessoas servem e obedecem. Este tipo de irregularidades são próprias do sistema dominante. São consequências do paroxismo ultra liberal burguês. Porque o dominio capitalista na Europa atingiu um patamar tão perigoso que o passo seguinte só pode ser o fascismo.

    A Europa atravessa hoje uma situação quase identica àquela que viveu há algumas décadas atrás, nessa altura as coisas descambaram para aquilo que todos nós sabemos. Felizmente nesse tempo os povos da Europa tinham aqui ao lado uma União Soviética que os salvou . Se a situação presente continuar a evoluir no sentido que tem vindo a caminhar nos ultimos anos ,desta vez não vamos ter quem nos socorra. A situação pode tornar-se irreversivel. Cuidado!

    O fascismo já aí está implatado e em força em vários países. É aceite e tolerado, os lideres Europeus atuais convivem com ele, só falta conquistar o poder num dos grandes países, e nessa altura saiem todos da hibernação em que se encontram. O que fazemos depois? Vamos empurrar as culpas para cima uns dos outros como continuamos ainda a fazer em relação ao nazismo?

    Os partidos Social-democratas hoje como nos anos vinte e trinta do seculo passado são os principais responsáveis por a ascenção dos partidos fascistas.

    Atualmente as politicas sociais e economicas que defende o Partido Socialista dirigido por Seguro nada diferem das seguidas por Victor Orbán da Hungria. Passos Coelho senta-se na mesma mesa dos fascistas da Letónia, da Roménia ou da Bulgária, assina as mesmas leis e concorda com as mesmas politicas.

    Por outro lado as campanhas de desinformação contra os sindicatos e os outros organismos de classe que não se deixam dominar por o poder ultra liberal, são cada vez mais intensas, infelizmente há por aí muito “boa” gente que se diz de esquerda que embarca nessa carruagem . Aqui neste espaço (5 dias).

    A escabrosa campanha de desinformação contra o KKE durante as eleições na Grecia é bem sintomático disso.
    Porque razão se preocupam tanto com um partido que teve uma votação tão “reduzida”?( na linguagem deles) .
    O problema é outro. Pretendem o dominio da poderosa PAME que continua a merecer a confiança da maioria dos traballhadores Gregos (e que tantas dores de cabeça lhes tem dado).

    Hoje já ninguém fala das CCOO de Espanha. Porquê?
    Desde que Marcelino Camacho saiu, passou a ser dirigida por um bando de oportunistas subservientes aos interesses do patronato, a partir daí apagaram os olofotes da propaganda demoniaca com que ofoscavam a visão dos trabalhadores Espanhóis.

    O perigo do fascismo voltou a ser uma ameaça real na Europa e nós andamos por aqui a discutir mundividências de pouca ou nenhuma importância.

  9. Zegna diz:

    Este home do gravador apenas está a usar os mecanismo da lei , usa o recurso e a amnésia, cabe agora ao tribunal em agir rápido no recurso. Esta suspenção apenas lhe confere umas férias mais cedo.
    Falando agora da TAP……….
    TAP e a NAV são empresas publicas ao serviço de privados , são do tipo PPP mas com mais glamour , estas greves pouco afectam os salários destes senhores porque após a greve a TAP tem de os contratar para horas extra para dar conta do trabalho que ficou por fazer assim sendo no fim do mês ainda ganham mais do que fossem trabalhar no dia da greve. Abispados são estes………..

  10. Bolota diz:

    Renato,

    Quanto ao RR de palhaços só se esperam palhaçadas.

    O congresso das alternativas democráticas??? Tenho uma duvida…a Ana Gomes já assinou???

    Abraços

  11. David Silva diz:

    Há quem ande ai a roubar a grande e à francesa e não se passa nada. Este rouba( leva ) dois gravadores e devia ir preso. É justo, deves ter tirado o curso de juiz em 1963.

  12. eu diz:

    Farfalha?????

  13. ricardosantos diz:

    Sectarismo dizem eles ahahahahahah.não controlam logo sectarismo.

  14. Rocha diz:

    Saaaaalvem os xuxas! A-ju-dem os mi-li-o-ná-rios!

    Lembram-se da cançoneta?

    Enquanto se prepara o caviar para o “congresso da alternativa” (ou será da alternadisse?), os êxitos da Interncional Xuxialista vão somando com o “abraço da morte”/salvamento pela austeridade do FMI e da União Europeia em estilo dominó:

    Letónia, Grécia, Irlanda, Hungria, Roménia, Portugal, Espanha… agora é o Chipre e daqui a pouco será a Itália e a Eslovénia (última novidade).
    http://economico.sapo.pt/noticias/eslovenia-arrisca-ser-o-sexto-pais-da-ue-a-pedir-ajuda-externa_147378.html

Os comentários estão fechados.