Solidariedade com os trabalhadores e o povo da Grécia!

Os signatários manifestam o seu mais veemente protesto perante a brutal pressão que está a ser exercida sobre os trabalhadores e o povo da Grécia com o objectivo, por vezes cinicamente confessado, de influenciar os resultados das eleições legislativas do próximo dia 17 de Junho.
Tais pressões que chegam a assumir os contornos de autêntico terrorismo ideológico, desenhando cenários de catástrofe e infundindo sentimentos de insegurança e medo, visam alcançar nas urnas resultados viciados que legitimem no plano eleitoral aquilo que os trabalhadores, a juventude, o povo grego têm condenado nas ruas através de lutas de grande coragem e dimensão de massas: a brutal política de extorsão do trabalho e do erário público e de ruína da economia grega que o grande capital em aliança com o FMI, o BCE e a União Europeia, estão a impor ao martirizado povo helénico.
Os signatários, empenhados em Portugal em idêntico combate do povo português, expressam a sua activa solidariedade aos trabalhadores e ao povo da Grécia.

Subscrever o Abaixo-assinado

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

1 Response to Solidariedade com os trabalhadores e o povo da Grécia!

  1. Rocha diz:

    Há cada vez mais alemães opostos, não à senhora Merkel, mas à causa profunda de toda a austeridade: a zona euro. Segundo uma sondagem, 70% dos alemães são pela saída da Grécia da zona euro, mas 30% dos alemães são pela saída da própria Alemanha da zona euro – a mesma sondagem diz que apenas 52% apoia a permanência da Alemanha na zona euro e os restantes são indecisos.
    http://www.spiegel.de/international/europe/eu-may-renegotiate-the-terms-of-the-greek-bailout-to-soften-austerity-a-838583.html

    Estes 30% de alemães são um número muito maior que a representação parlamentar da esquerda ou qualquer força eurocéptica, é um número crescente e completamente inédito.

    Não haja dúvida, como se viu em diversos referendos a tratados e à constituição europeia, os povos europeus rejeitam a União Europeia e cada vez mais. Esta é precisamente a solidariedade de que a Grécia precisa.

Os comentários estão fechados.