Afinal a UEFA não parou o jogo e se Nani se tivesse manifestado acabava expulso

No estádio, sempre que Nani pegava na bola eram audíveis os gritos a imitar macacos. Algo que a UEFA condenou através dos microfones do estádio.

Aqui

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 respostas a Afinal a UEFA não parou o jogo e se Nani se tivesse manifestado acabava expulso

  1. estrangeiro diz:

    UEFA o espelho da Europa…. nada fora do “normal”….

  2. Vladimiro Guinot diz:

    Parar o jogo por manifestações racistas e, ainda por cima, num jogo com a Alemanha que, na sua história, não conta com exemplos significativos? só podem estar a brincar!

  3. Rafael Ortega diz:

    Os jogadores estarem com essas coisas (principalmente o Balloteli que está sempre a choramingar com isto) só tem um resultado, é que os actos de provocação racista aumentem. Pois se os jogadores se mostram visivelmente afectados, os adversários que insultam irão insultar ainda mais.

    Ignorem e isso acaba.

Os comentários estão fechados.