Liana Kanelli, a deputada comunista que enfrentou o porta-voz da Aurora Dourada


Esta é a deputada grega Liana Kanelli. É a militante do Partido Comunista da Grécia que se levantou e se defendeu das agressões do porta-voz do partido nazi Aurora Dourada durante um debate televisivo. Este é o discurso que dirigiu ao Conselho Europeu quando foi proposta a criminalização da ideologia comunista.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

29 Responses to Liana Kanelli, a deputada comunista que enfrentou o porta-voz da Aurora Dourada

  1. Luis Rainha diz:

    Ter sido brutalizada por um neanderthal agora é uma medalha?

    • Bruno Carvalho diz:

      Tê-lo enfrentado enquanto os representantes da troika se mantinham sentados na sua neutralidade a la Pacto de Munique parece-me digno de ser referido.

      • maradona diz:

        Concordo totalmente. (se bem que a escolha da imagética “pacto de munique ” é de um desespero totalmente injustificado, e muito muito desingeniuous; quer dizer: quem por final colocou em risco a sobrevivencia da sua nação contra hitler por causa de uma agressão a um país terceiro foi churchill e a inglaterra, não foram outros; o bruno de carvalho mancha algo de extremamente sublinhável e merecedor de encómios de estado com uma parvoice, uma idiotice; uma pena, uma pena, que esta grande mulher seja exposta a estas merdices; blherc)

      • miguel serras pereira diz:

        O Syriza já foi promovido a representante da troika?

        • Bruno Carvalho diz:

          Não referi o Syriza porque me pareceu óbvio que tendo sido o primeiro alvo do capanga nazi teve esse mérito.

      • JDC diz:

        Sugerir que os restantes sentados à mesa não reagiram por serem representantes da troika é mesmo sinal de desespero.
        Só quem nunca esteve numa situação daquelas é que pode achar que há espaço para a racionalidade, ali. Eu já tive o meu melhor amigo a ser agredido à minha frente e fiquei estupefacto com o que estava a acontecer, acabando por nem reagir de tal maneira rápido que tudo me pareceu.
        Tentar ver uma posição política no que foi simplesmente um acto de selvajaria é triste.

  2. eu diz:

    A criminalização da ‘demos cracia’

  3. Rinka diz:

    Ora portanto. Resumindo a coisa.
    1) É anti democrático banir o Comunismo? Então também é anti democratico os Comunistas banirem outros e não foi o que fizeram? E já agora não é anti democrático banir partidos nacionalistas também?
    2) Lutaram e derrotaram o Fascismo na 2ª Guerra. Bem… Chang Kai Chek, também, isso faz da sua ditadura algo bom?
    3) Eu falo por 11 M de Gregos, diz ela. Pena que a maioria desses 11 M não votem nela…
    4) Ela estava mesmo a tentar branquear os crimes Comunistas que mataram mais gente que qualquer outro regime no mundo?
    5) A velha lenga-lenga do Imperialismo. Bah, o Pacto de Varsóvia não era em si um tipo de Imperialismo?

    • Rocha diz:

      Ora portanto resumindo. É pidesco. Estamos conversados.

    • Carlos Carapeto diz:

      “Bah, o Pacto de Varsóvia não era em si um tipo de Imperialismo?!

      A OTAN foi criada com a intenção de praticar a caridade?

      • antónimo diz:

        Atão, mas no âmbito da OTAN, Portugal vai dar agora um milhão de euro às Forças Armadas afegãs, . Acho que radica na tal ideia de caridade.

        Só falta mesmo ver-se a Senhora Dona Isabel “Madre Teresa” Jonet desembarcar em Cabul para fundar o Bunker Alimentar e começar a fazer recolhas de produtos de supermercados junto aos supermercados Pingo Dópio.

    • Carlos Carapeto diz:

      “Rinka says:
      Então também é anti democratico os Comunistas banirem outros e não foi o que fizeram?”

      Não foi isso que fizeram a Pol Pot?
      Foram os comunistas que o escorraçaram do poder.

    • A.Silva diz:

      Não Rinka, os comunistas não baniram os “outros”, baniram foi os criminosos, os ladrões, as organizações de malfeitores, como um dia em que Portugal tenha um governo SÉRIO vai acontecer aqui!

      Há muita gente por ai que merece estar na prisão e que são do PS,PSD,CDS, mas não é pelas suas idéias politicas (se é que as têm), é porque se usaram de cargos públicos para ROUBAR os portugueses, porque são criminosos… e a lista seria longa, com nomes bem conhecidos de todos nós.

      Os comunistas não banem ninguém pelas suas idéias politicas, quando são sérias e não meros pretextos para que sob a capa de uma organização “politica” se encobrir um bando de mafiosos.

      • xico diz:

        Eu vivi num país comunista e trabalhei com o partido comunista. Às suas declarações não sei se chore se ria. Se os comunistas entenderem que todos as ideias políticas diferentes da sua não são sérias e são meros pretextos para encobrirem um bando de mafiosos, você até tem razão. É como o Ford. Todos podem escolher a cor do seu carro, desde que escolham o preto.

        • Rocha diz:

          Eu fui astronauta e lá de cima estive-me a cagar para vocês todos Rinka, xico e quejandos.

          Fascistas e agentes provocadores são tudo a mesma merda. A vossa solução para a crise é a Aurora Dourada, o PNR e ilegalizar os comunistas. Pois ponham-se finos que temos aqui trabalhadores em número mais que suficiente para vos correr à chapada.

  4. Vítor Vieira diz:

    Às tantas ainda a vão acusar de tentativa de homicídio pelo sinistro método do lançamento de papéis.
    É isso que alega em defesa da atitude do rapaz o seu partido, Aurora Dourada/Golden Dawn (não sei porquê, mas só me vem à ideia a expressão “golden shower”, que até tem uma designação grega; deve ser do mesmo género).
    Enfim, por estas fotos dele e seus amigos em amenos convívios percebe-se que é um miúdo encantador e inofensivo: http://goo.gl/4QBL3

    • antónimo diz:

      O partido é Aurora Dourada. Golden Dawn é a tradução do grego para inglês.

      E Golden Shower também tem – embora menos pesquisável nos sítios especializados da net – tradução portuguesa. É um Duche Dourado.

      Já agora, que o tema é a correcção do idioma, fellatio também existe em português como felação. Dizem os linguistas que é a mesma coisa, só que o segundo em português de lei.

    • alias diz:

      tem piada… na rua fazem a saudação nazi, a pousar para a fotografia com as caras devidamente desfocadas
      nos dois dias que pisaram o parlamento grego para as televisões esticam o braço para fazer “figas”
      uns meninos… não passam de uns meninos

  5. xico diz:

    A diferença entre Liana Kanelli e o porta-voz Aurora Dourada é que a senhora é amável e o porta-voz é uma besta. Isso não qualifica, no entanto, aquilo que defendem. Uma defende uma ideologia que integra, outro defende uma que discrimina. Como Cristão a minha balança pende para a primeira. Infelizmente ambos são contra a democracia parlamentar e preconizam a instauração da sua ideologia através da revolução. Uma revolução física, à força, em vez de uma revolução das mentalidades. Isto é, não admitem estarem errados, uma vez que estão dispostos a impor a sua opinião à força. O parlamentarismo das assembleias gregas era outra coisa. Era falarmos e ouvirmos os outros. Convencermo-nos que estamos certos ou que estávamos errados.
    Uma é amável o outro é uma besta. A bela e o monstro estiveram muitas vezes, demasiadas vezes, do mesmo lado da violência, da censura, e da intolerância.

    • antónimo diz:

      A Questão é: Alguma vez o lado da amável senhora se conseguiu impôr por via democrática? É que os habituais exemplos soviético e chinês não colhem. São países que são o que foram no passado e que ainda hoje são o que são: Ditaduras, olhe-se por onde se olhar. Mas a falta de democraticidade do seu poder decorre mais da natureza milenar desses países do que do regime económico adoptado.

      Em Espanha, iam pelo caminho socialista, via democracia, veio o Franco. No Chile, a mesma coisa, veio o Pinochet. Nas Honduras, ainda há três anos, veio mais não sei quem. É que há doutrinas que ou se impõem à força ou então há quem as desimponha à força, por acaso com cumplicidades várias da liberal democracia. Não vejo, aliás, onde poderá estar a superioridade da democracia parlamentar representativa em relação à democracia participativa, que haja quem goste que outros decidam por si é problema deles. Podiam era não impôr a sua alienação aos outros.

      • xico diz:

        Posso compreendê-lo quanto à China. Sobre a Rússia não sei. Mas a Espanha não me parece um bom exemplo. Seria se a natureza milenar e imperialista da Rússia não tivesse entrado no jogo. Pergunte aos anarquistas o que os russos fizeram em Espanha e como ocuparam os centros decisores do poder.

    • De diz:

      Não.
      Foram e são inimigos mortais
      E contra a besta nazi não pode haver contemplações.

    • Caxineiro diz:

      Pois….nem esquerda nem direita, antes pelo contrário
      Este tipo de discurso serve sempre o poder instituído, tal como a besta, a quem o capitalismo recorre quando sente o poder a fugir-lhe das mão. A espaços, já lhe podemos sentir o bafo
      Não. A senhora navega outras águas

  6. Rinka diz:

    1) Não entendi o desviar da conversa para a OTAN.
    2)Não Rinka, os comunistas não baniram os “outros”, baniram foi os criminosos, os ladrões, as organizações de malfeitores, como um dia em que Portugal tenha um governo SÉRIO vai acontecer aqui!

    Há muita gente por ai que merece estar na prisão e que são do PS,PSD,CDS, mas não é pelas suas idéias politicas (se é que as têm), é porque se usaram de cargos públicos para ROUBAR os portugueses, porque são criminosos… e a lista seria longa, com nomes bem conhecidos de todos nós.

    Os comunistas não banem ninguém pelas suas idéias politicas, quando são sérias e não meros pretextos para que sob a capa de uma organização “politica” se encobrir um bando de mafiosos.
    Não baniram ninguém? Olha para as muitas eleições livres que existiram no Leste europeu entre o fim da 2ª Guerra e o a Queda do Muro. Foram tantas e com tantos partidos aceites pelos Comunistas.

  7. Rinka diz:

    E então? Mesmo que a NATO seja horrível já justifica uma cópia do outro lado?
    Que raio de argumento é este? É do estilo: “Oh Professora! Ele é que começou!”

    • Caxineiro diz:

      Só escreve asneira, Rika
      A ver se entende desta vez sem ser preciso chamar a stora:

      Quando os USA fundaram a Nato ( o Portugal salazarista tambem fazia parte) os países socialistas não ficaram de cuzinho para o ar, como sugere que deveriam ter ficado, e responderam com o pacto de Varsóvia

      Agora vá lá; leia os coments por ordem outra vez e veja se percebe o disparate que escreveu, Rika
      “Bah, o Pacto de Varsóvia não era em si um tipo de Imperialismo?!”

  8. Carlos Carapeto diz:

    “Rinka says:
    Olha para as muitas eleições livres que existiram no Leste europeu entre o fim da 2ª Guerra e o a Queda do Muro. Foram tantas e com tantos partidos aceites pelos Comunistas.”

    Correto: E em vinte anos quais foram os problemas que essas eleições resolveram?

    Além de terem criado outros problemas piores, agravaram os já existentes.

    Qual foi o desenvolvimento que tiveram esses países daí para cá?

    Regrediu tudo, a todos os niveis sem exceção.

    Os tronchos de direita se tivessem um pouco de vergonha, nem beliscavam neste assunto.

Os comentários estão fechados.