Vergonhoso

Comandante da PSP exige multas e presos
Insatisfeito com o rendimentos dos agentes da Esquadra de Intervenção e Fiscalização Policial (EIFP) da PSP de Sintra, pelos reduzidos números obtidos na caça à multa e nas detenções por crimes diversos, o comandante enviou um e-mail, já este mês, a arrasar os seus 43 elementos e a exigir resultados.
“O rendimento da EIFP pode cada vez mais integrar-se na categoria de vergonhoso. Para vossa informação, em Maio a produção foi de duas detenções e três autos de identificação. O que foi feito neste mês tem de ser feito por cada equipa a triplicar, no mínimo”, diz o subcomissário Rui Santos. O e-mail está a revoltar os agentes, pressionados a fazer detenções e a passar mais multas.
“Parece que se está a tirar férias do trabalho! Pois eu também vou tirar! Enquanto não aparecer um mês minimamente digno de uma semana de trabalho, não vou considerar pedidos de excessos e outras concessões”, acrescenta.
Na mensagem, o comandante da esquadra, sediada em Massamá, escreve ainda que vai exigir aos agentes que estejam no posto de trabalho 15 minutos antes da hora e não os vai deixar sair “meia hora ou quarenta minutos antes”.
“Para já, não vou colocar o oficial de serviço, o supervisor ou um graduado a controlar-vos nas minhas ausências”, acrescenta, mas deixa o aviso: “Espero que não pensem, com isto, em ficar melindrados, até porque menos do que fizeram em Maio (quase) não podem fazer.”

Aqui

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

15 respostas a Vergonhoso

  1. Baresi88 diz:

    Pressões vindas do Governo, e do coiso que tem o nome parecido com Vagina, e que engraçado são todos Nazis e andam todos a mostrarem-se. Só que nós temos que acabar com isto tudo, fazermos uma grandiosa revolução e tratar destes gajos como não se tratou com os Pides e respectiva escumalha depois do 25 de Abril.

  2. Rocha diz:

    Este comandante devia ser demitido e banido de qualquer trabalho de chefia.

    Se houvesse justiça nunca mais trabalhava nem para a polícia nem para o Estado.

  3. Caxineiro diz:

    E ainda há quem chame à Polícia de ” Segurança Pública”

    Deve estar filado na privatização e quer dar uma de bom gestor. Será que pensa colocar acções da PSP em bolsa?

  4. Rafael Ortega diz:

    Eu vivo em Massamá e digo-lhe que vergonhoso é haver assaltos sem culpados.

    Vergonhoso é de num assalto de que tenho conhecimento a polícia saber quem foi a pessoa que roubou (deu o nome na loja onde vendeu o material em 2ª mão). Saber a morada. Saber os antecedentes criminais. O assalto foi há meses e ainda ninguém foi incomodar sua excelência.

    • Antónimo diz:

      Pudera, andam distraídos a bater nos pretos e em pessoal que não chateia, e aos criminosos evitam-nos.

  5. Zuruspa diz:

    Olhando para o estado dos passeios deste “país”, é caro e óbvio que a polícia anda a dormir na forma, guardando todas as energias para malhar em manifestantes pacíficos. Aliás, a troyka devia exigir que 1/2 da bófia fosse despedida, porque näo faz nada.

    http://anossaterrinha.blogspot.com/

    Sim, se näo atentam a uma coisa simplicíssima e que näo dá trabalho nenhum controlar, como é o estacionamento, como väo ligar a coisas que däo muito mais trabalho, como perseguir criminosos?

  6. Jorge Towers Lx diz:

    Se quer serviço feito, prendam-no a ele e multem-no também!!!
    Normalmente os tipos desta estirpe, são vaidosos e fora do serviço, têm a mania k podem fazer o k lhes dá na gana!!
    Por isso, é segui-lo e quando ele meter a pata na poça, TOMA lá multa e ordem de prisão!!!
    Pode ser k assim fique satisfeito!!! São mais papista k o Papa!!!

  7. notrivia diz:

    Pois, e quem leva com eles é o Zé.
    Que anda a pagar multas, a ser detido e identificado só porque os meninos têm que apresentar trabalho.
    Os bófias subalternos que se rebelem se não quiserem ser metidos no mesmo saco (de merda, diga-se)!

  8. António diz:

    É increditável como alguém exige aos seus subordinados que cumpram as suas tarefas. Isto é inadmissível.Temos direitoa um emprego mas não nos podem pedir que trabalhemos em simultâneo. Vamos convocar uma manif contra esta vergonha. Vou já forma um movimento e peço a todas as pessoas que assinem a petição: “Contra o trabalho no emprego”!!!!

    • Antónimo diz:

      Mas alguém os está a mandar cumprir as suas tarefas?

      Por razões óbvias as tarefas dos polícias não são o mesmo que pintar uma parede. Eu posso dizer aos meus empregados para pintarem mais paredes porque há mais paredes para pintar

      Já não posso dizer aos polícias para prenderem e multarem mais se não houver mais gente para multar e prender. Multar e prender depende um pedaço de haver gente a fazer coisas para ser multada e presa, de contrário trata-se de abuso de autoridade que entupirá tribunais e, mais grave, hospitais.

      A não ser que sugira eles vão ali para Cascais e entram na Quinta da Marinha para prender os criminosos de colarinho branco que estão por deter e multar quem construiu em cima da praia, mas aí ainda mais confusão ia dar com os tribunais, tal seria a quantidade de prescrições e de pedidos de indemnizações ao Tribunal Europeo dos Direitos do Homem.

  9. alexandra diz:

    Que formas de pressão tão suja sobre as vidas.

  10. Pai dos Povos diz:

    Basta andar pela cidade de Lisboa para observar a falta de civismo. Constante, permanente, salta à vista.
    Se crítica deve ser feita à Polícia é de excessiva passividade.

  11. ISR diz:

    Caros comentadores.
    O que aqui leio é surreal. Afinal queremos ou não uma policia ativa? queremos ou não uma policia que cuide da nossa segurança? Queremos ou não ser livres de circular. Se nada disto lhes interessa, então não faz sentido pagarmos impostos para termos policia fechada nas esquadras. Moro em Sintra. Ao fim de semana mete medo andar de comboio. Para quem trabalha de noite, circular na linha é aterrador. Andar na rua de dia ou de noite há uma falta de civismo nas classes sociais. A policia não atua convenientemente. Estaciona-se em dupla fila e quem é prejudicado espera horas para que lhe abram caminho e a policia não atua. Já estive duas horas à espera da policia e do dono de um carro para que me desocupasse a entrada da garagem ao fim chega surrateiramente como nada tivesse a ver com o assunto e a policia nada fez, encolheu-se. A vizinhança é louca. De dia ou de noite, morar em Queluz, seja do de cima do de baixo ou do centro, o barulho ensurdecedor das colunas dentro dos prédios é de loucos. Chama-se a policia e esta nada faz. Será que nada pode fazer ou porque não quer?

Os comentários estão fechados.