URGENTE (em actualizaçäo)

Na madrugada de domingo para segunda-feira, o Wellington foi detido pela PSP de Santa de Marta de Corroios. Hoje ligou para uma amiga (a única de quem se recordava o número de telemóvel, pois ficou sem o seu) às 8h40. Ligou do número 218470261. Disse que estava no Aeroporto, muito maltratado. Precisa de um advogado para impedir que seja posto num avião de volta para o Brasil.

Os dados de que disponho são poucos. Sei que o Wellington trabalha numa roullote em Corroios e que tem contrato de trabalho.

Liguei para o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras do Aeroporto de Lisboa e, para além de não me darem qualquer informação ainda conseguiram brincar com a situação. Acabaram por dizer que só um advogado pode ter acesso a qualquer informação.

Todas as tentativas que fiz para encontrar um advogado foram, até ao momento, infrutíferas.

ADENDA: o advogado apareceu. Em dose dupla. A caminho do aeroporto.

ADENDA 2: os advogados estão, neste momento, reunidos com o Wellington, nas instalações do SEF, no Aeroporto de Lisboa.

ADENDA 3: O caso é bastante complicado. Os advogados já saíram da sala onde puderam conversar com o Wellington durante quase duas horas. A detenção do Wellington aconteceu na sequência de um desacato entre ele e outra pessoa. Não estamos ainda na posse de todos os dados, pois mesmo a conversa com os dois advogados que me acompanharam ao aeroporto não permitiu esclarecer tudo. A falta de documentos aliada à ineficácia de uma advogada oficiosa que, em tribunal, permitiu que nos autos constasse que o Wellington não tinha trabalho nem residência fixa – o que não corresponde, de todo, à verdade – colocaram-no à beira da expulsão do país. Continuarei a acompanhar o caso e irei actualizando este post.

Quero, desde já, deixar um sincero obrigado a todos os que foram acompanhando este caso e, em especial, aos dois advogados que foram comigo ao aeroporto bem como à minha camarada que fez questão de para lá se deslocar para prestar, também, o seu auxílio! Não preciso de vos nomear pois vocês sabem quem são!

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

37 respostas a URGENTE (em actualizaçäo)

  1. Baresi88 diz:

    Os gajos estão a apertar o cerco, e a fazer estragos em todas as frentes. E não pode ser, a bófia e o governo não podem levar a melhor.

  2. Vítor Vieira diz:

    A julgar pelo que está em http://www.tugaleaks.com/recurso-es-col-a.html, a presença de advogado será essencial para esclarecer o que se passa.

  3. Licas diz:

    Wellington: para a sua terra______JÁ!
    Se for preciso, metem-no à força no avião . . .

    • Carlos Guedes diz:

      A sua vontade será cumprida. Triste e vergonhosamente.

    • Baresi88 diz:

      Você não devia ficar em Portugal, você devia ir para os Estados Unidos lá para a casa Branca, pois ai seria tão bem recebido. Pois podia combater ao lado deles todos os que são contra a sua ditadura do capital. Vá-se embora mentecapto. Licas não, NAZI!

  4. Jonas diz:

    Para o Licas: Vai tú fazer o trabalho dele, se fores capaz. Ou por acaso duvidas que quando nós emigramos não vamos fazer o que os outros não querem?

    • Thestudio diz:

      Jonas, se é verdade que precisamos de imigrantes para fazer os trabalhos que os portugueses não querem, então o milhão e duzentos mil portugueses que não querem trabalhar devem deixar de receber de imediato qualquer tipo de subsídio.

      • Carlos Guedes diz:

        Não saia do quadrado. Mantenha o passo. Pá… permita-me um desabafo: foda-se! Não é capaz de melhor que isso?

      • Baresi88 diz:

        ~Um milhão e duzentos mil portugueses que não querem trabalhar? O quê mas como é que você descobriu que eles eram calões como o senhor, e melhor quem lhe disse que é só um milhão e duzentos mil, não será o país inteiro e afinal o único gajo que quer trabalhar é o senhor, ou se calhar não se calhar é mesmo o oposto.

  5. Ernesto diz:

    Dá-lhe! Abraço.

  6. M.D. diz:

    Incrivel como uma advogada oficiosa, ao serviço do Estado e paga pelo Estado, não serviu para mais nada para além de fazer asneira. Mais uma vez lá teve o capitalismo que oferecer solução (mesmo que tenha sido pro-bono), através de um advogado em condições. Depois da educação e saúde, quantos mais exemplos é preciso para demonstrar a perfeita inutilidade e incompetência de todos os serviços prestados pelo Estado…?

    • Carlos Guedes diz:

      Incrível como o seu comentário falha um e todos os alvos para onde procura disparar. O problema com a advogada oficiosa é ter um caso entregue à última da hora para juntar aos muitos que já tinha para trabalhar. Provavelmente teve uma conversa de cinco minutos com o cliente antes de enfrentar o juiz. O problema, que existe, está criado pelo capitalismo que tanto tenta ilibar.
      Acresce que os dois advogados que se dispuseram a acompanhar-me (pro bono, como muito bem diz) são comunistas.

      • Pai dos Povos diz:

        “O problema, que existe, está criado pelo capitalismo que tanto tenta ilibar.”

        Importa-se de explicar em que medida o problema foi criado pelo capitalismo?

      • M.D. diz:

        Caro Carlos Guedes,
        Não é por uma pessoa ser comunista que não pode viver, e utilizar todos os beneficios que o capitalismo proporciona. Aliás, até permite que possam, livremente, decidir fazerem os pro bonos que bem entenderem, sem vir o povo berrar “Dumping, dumping” ou “Desonestidade e desigualdade, queremos borlas para todos”, ou “Todos iguais, todos diferentes, também quero justiça sem pagar”, etc.

        Quanto ao enquadramento que deu para justificar o fracasso do caso nas mãos da oficiosa, apenas vem reforçar o que disse: incompetência e ineficiência do sistema. Nada contra a advogada em si, é apenas um facto que se não fossem os seus amigos advogados e o dito estivesse dependente da advogada do Estado, estaria bem pior com toda a certeza.

        Por fim, em jeito de “provocação”, afinal não somos mesmo todos iguais. A “cunha”, o telefonema ao amigo para desenrrascar outro, o favor em não cobrar, etc não é vergonha nenhuma como querem sempre fazer crer. É apenas humano e normal…

        • Carlos Guedes diz:

          «Cunha»? «Telefonema»? «Desenrascar»? Consegue especificar cada um dos três?

          • M.D. diz:

            Cunha: aparece a vários níveis. Surge como um contacto a alguém conhecido para normalmente fazer um favor ao próprio ou a outro, contornando um sistema. Se reparar bem, até coloquei a palavra cunha entre aspas, pois nem é tanto este o caso.

            Telefonema para desenrascar: é do tipo, “vou ligar a um amigo do meu primo que conhece um gajo que dizem que é bom, e nem é careiro que talvez desenrasque a situação. Assim não temos que ficar nas mãos daquela incompetente daquela xxx (substituir por cargo e função à escolha).

            Mas gostei de ter pegado no único parágrafo em que assumi que era mais uma provocação do que outra coisa.

        • De diz:

          MD.
          Leia o comentário de Antónimo mais abaixo a “explicar-lhe “o que é a cena capitalista.
          É um favor que nos faz.Mas é sobretudo algo que a vai enriquecer.Deixa de parecer tão ignorante

      • De diz:

        Clap!Clap!Clap!

    • Antónimo diz:

      O capitalismo oferecer solução? Mas alguma vez o advogado oficioso é uma cena capitalista? A cena capitalista é procurar que só os mais miseráveis dos miseráveis tenham direito a oficioso, um advogado dos miseráveis para os que vivem do RSI.

    • De diz:

      Depois da educação e da saúde?
      O SNS antes da investida neoliberal acentuada por Correia de Campos mas que culminou neste monstro desbragado de nome Macedo apresentava padrões elevados de qualidade.
      Há uma década:
      “O Serviço Nacional de Saúde (SNS) é, porventura, o serviço público português com maior impacto na evolução de todo o colectivo nacional.
      O SNS é hoje amplamente reconhecido e citado como uma extraordinária realização social de Portugal. Foi uma promessa e um fruto da nossa Democracia e tem sido um instrumento valioso para garantir equidade e coesão social.
      No início dos anos 70, Portugal tinha os piores indicadores de saúde da Europa Ocidental. Vinte anos depois da sua criação, a Organização Mundial de Saúde, no seu Relatório Mundial de 2000, posicionava o desempenho do sistema de saúde português em 12.º lugar entre 191 países.”

      Agora parece que as políticas dos pulhas já estão a fazer efeito.Lembremo-nos das negociatas para beneficiar os interesses privados na saúde que culminaram na nomeação do banqueiro Macedo para ministro, um fulano ligado às seguradoras do sector e cujo objectivo maior é acabar de destruir o SNS.
      Os factos irrefutáveis estão aí.
      Um membro de um partido de direita dizia que quem queria saúde que a pagasse.A canalha neoliberal é assim.Olha primeiro para o bolso e para o lucro.
      E ainda há quem pigarreie e diga que lá teve o “capitalismo que oferecer a solução”
      Ainda não reparou que a degradação do sistema de saúde em português é função directa da investida neoliberal.Da criminosa e imperdoável ofensiva do Capital sobre algumas das conquistas de Abril.

      • M.D. diz:

        Esse SNS de que falou é aquele que conhecemos dos hospitais públicos, das alas pediatricas a chover lá dentro, da falta de médicos de familia, das filas de espera com mais de um ano, dos velhos à espera do nada deitados em macas nos corredores, ou é o SNS de que livro de poesia?

        • De diz:

          Não.
          A degradação do SNS foi feita e está a ser feita à conta dos privados negócios dos pulhas que nos governam.
          Como se pode observar nas chocantes declarações “ao vivo” duma tal Isabel Vaz´.Basta ver em baixo.
          Portanto vá de roda colher a sua prosa ao serviço dos negócios.Factos são factos.12ºlugar segundo a OMS em 191 países.Relatório publicado em 2000.
          Agora é o que se vê.Sem médicos de família,sem vagas nos hospitais, deixando os doentes morrerem sem medicação e sem acesso a cuidados.Os privados a comerem tudo.Os neoliberais a engordarem e a rebolarem-se por entre o sofrimento e a morte.
          Esta canalha tem que pagar o que está a fazer.

          SNS de poesia?Qual poesia qual carapuça.Os dados quando não convém são “esquecidos” pela coorte do poder.
          Há quem se bamboleie nos privados, orgulhando-se do que o dinheiro faz.Enquanto hipocritamente defende remunerações de 500 para arquitectos .
          A não vergonha mistura-se com quê?

    • Caxineiro diz:

      eheheheh
      O mauzão do Estado estava a dar cabo da vida a um pobrezinho, Eis se não quando (será um pássaro? Será um avião?) surge o capitalismo (pro bono) , ainda cansado de salvar a saúde e o ensino e resolve tirar o homem das garras da advogada paga com o dinheiro dos nossos impostos
      Privatizem o SEF, porra!

      Bravo!!

  7. Vanessa diz:

    O Marinho Pinto, tem sucessivamente denunciado casos de advogados oficiosos sem qualquer preparação, porque o Ministério da Justiça paga mal e porcamente, e a más horas.

    Este caso se fôr explorado por alguma televisão ou jornal brasileiro, pode ser muito embaraçoso para o governo português.

    Andam pelo Brasil de mão estendida a pedir que investimentos aos empresários brasileiros, o Paulinho das feiras vai para lá tentar impingir mais vinho e azeite.

    Neste momento , são muito mais os portugueses a caminho da Brasil, á procura de trabalho , do que brasileiros a virem para Portugal.

    E isto pode ser uma bomba, que pode rebentar nas mãos do Passos Coelho e do Paulo Portas, esperem pela pancada.

    • M.D. diz:

      “tem sucessivamente denunciado casos de advogados oficiosos sem qualquer preparação, porque o Ministério da Justiça paga mal e porcamente, e a más horas.” O quê, o Estado como mau patrão?! Pensava que isso estava apenas reservado aos capitalistas-neo-ultra-liberais dos patrões que apenas querem lucro fácil…

      • De diz:

        Por favor.
        A piada tem humor quanto dela se retira algo.Agora quando sobra um neo-ultra qualquer coisa
        associado a essa concepção tão peculiar do Estado.
        Resta-nos o sorriso,a comiseração…mas a denúncia sempre.

        Que mania essa de considerar o estado como uma questão abstracta.
        O estado serve a classe dominante.Ponto final parágrafo.
        Quem nos tem governado tem sido Cavaco,Barroso,Dias Loureiro.Sócrates, Passos Coelho,Belmiro,Mellos,Espírito Santos,o patrão de MD.Que têm usado o estado a seu bel-prazer.Servindo os interesses que se sabe
        A responsabilidade da situação não pode assim ser imputada a uma entidade obtusa e longínqua.
        Os responsáveis têm nome.Governam-nos há muito
        Eu sei.Uma má notícia para MD.Já não pode saracotear-se a tentar sacudir as culpas para o além

        “É o capitalismo estúpido”

  8. Licas diz:

    ACREDITO MUITO mais que o tal Wellington cometeu
    ilícito do que estar inocente, mesmo , et pour cause, ter sido
    *caridosamente* ilibado pelos camaradas, AFINAL desejosos,
    a torto e a direito, de provar que a Polícia (a bófia) é uma
    cambada de assassinos . . . Tenho dito: na sociedades modernas
    (principalmente as *socialistas*. . . NOTE-SE) não descuram o seu dever
    de zelar, com os meios ao seu dispor, pela tranquilidade pública.

  9. Caxineiro diz:

    Acho isto um pouco confuso, Ou há qualquer coisa que me escapa
    Ao mesmo tempo em que se “convidam” os jovens portugueses a emigrar para o Brasil expulsam-se os brasileiros?..Não faz muito sentido
    As autoridades portuguesas não temem reações de parte do governo brasileiro?
    E a embaixada brasileira, não quer saber do assunto?…Não o podia auxiliar?

  10. Licas diz:

    ROUBARAM o meu comentário!
    Estou muito mais convencido que o tal cometeu um ilícito
    do que acabar por ilibá-lo, como fizeram os camaradas,
    DESEJOSOS de *provar* que a Polícia é um bando de assassinos.
    Vejam como o capitalismo é tão mais brando policialmente falando do que as
    sociedades (poucas) socialistas existentes. E não é preciso invocar o Goulag:
    basta olhar-se para a Síria do Bashar al-Assad.
    E ESTA, PÁ ?

  11. Licas diz:

    Jonas says:
    5 de Junho de 2012 at 16:53
    Para o Licas: Vai tú fazer o trabalho dele, se fores capaz. Ou por acaso duvidas que quando nós emigramos não vamos fazer o que os outros não querem?
    _________________

    ESTÁ, Jonas, cheíssimo de razão: há um quantidade enorme de trabalhos,
    que eu não saberia, ou não ousaria, desempenhar . . .

  12. De diz:

    Dar cabo do público para servir os interesses privados.
    Paulo Macedo é o homem de mão.O homem de mão sem escrúpulos e que não hesita na sua “obra”.Escolhe um extremista de direita como Leal da Costa, com um passado bem conhecido no ramo quando mais jovem.
    Ouçamos um pouco uma das figuras mais sinistras do meio,uma tal Isabel Vaz, presidente da comissão executiva do espirito santo saúde:(em 24 segundos)
    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=tZYdk2emu48

    (alguém escreverá que :”O BES não esteve no armamento mas financiou Franco na guerra civil de Espanha e ajudou os nazis a branquear ouro judeu na 2º Guerra Mundial. Ficou lá perto”)
    “É o capitalismo estúpido”

    Há mais.Muito mais.Mas falaremos na educação

  13. Brigada do civismo diz:

    Veio o Wellington divulgar a cultura brasileira, ou montar desacato? Veio o Wellington escravizar-se para um oportunista português? Se assim é será melhor que regresse, não por ser brasileiro, nem por ser o que seja, mas porque não é gente para montar desacatos imbecis que fazem faltam neste país.
    Os desacatos que se deviam montar revelam-se na altura em que os partidos são eleitos.
    Aqui não há desacatos só há imbecis!

    Abraços com o respeito devido ao post!

  14. Catarina diz:

    “No dia 1 de Junho passado (sexta feira), por volta das 3 da tarde, dois agentes do SEF acompanhados por 2 agentes da PSP fortemente armados (com metrelhadoras ou algo parecido) mandaram parar o autocarro 489 da Scout, em Tires e pediram documentos a todos os passageiros…”
    E os passageiros deste autocarro montaram que desacato??

  15. Dédé diz:

    Pelos comentários dalguma desta malta desacatos é coisa reservada ao pessoal tuga. Se for imigrante, rua. Qualquer dia para ficar por cá imigrante só abstémio e frequentador de missa.

Os comentários estão fechados.