«Eu não quero vingança! Eu quero que se faça justiça!» (2)

Os documentos que abaixo publicamos permitem-nos ter uma ideia mais precisa das horas de entrada e saída do Tony no Hospital Garcia de Orta. Vemos também o tipo de exames a que foi sujeito o que, por sua vez, nos permite ter uma noção mais precisa do tratamento a que foi sujeito antes de ter sido transportado pelos Bombeiros para o Hospital.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

1 Response to «Eu não quero vingança! Eu quero que se faça justiça!» (2)

Os comentários estão fechados.