CHRISTINE LAGARDE – “No, I think more of the little kids from a school in a little village in Niger who get teaching two hours a day, sharing one chair for three of them, and who are very keen to get an education. I have them in my mind all the time. Because I think they need even more help than the people in Athens. (…) Do you know what? As far as Athens is concerned, I also think about all those people who are trying to escape tax all the time. All these people in Greece who are trying to escape tax. (…) I think of them equally. And I think they should also help themselves collectively. (…) How? By all paying their tax. Yeah. (…) Well, hey, parents are responsible, right? So parents have to pay their tax.”

Diz, cheia de charme e boas maneiras, a directora do FMI, que ganha nada mais nada menos que 372.300 mil euros por ano, conta com 66.640 mil de despesas de representação, não paga um cêntimo de impostos e lidera a organização que mais roubou os “pais gregos” e brutalizou “as crianças do Niger”.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

10 respostas a CHRISTINE LAGARDE – “No, I think more of the little kids from a school in a little village in Niger who get teaching two hours a day, sharing one chair for three of them, and who are very keen to get an education. I have them in my mind all the time. Because I think they need even more help than the people in Athens. (…) Do you know what? As far as Athens is concerned, I also think about all those people who are trying to escape tax all the time. All these people in Greece who are trying to escape tax. (…) I think of them equally. And I think they should also help themselves collectively. (…) How? By all paying their tax. Yeah. (…) Well, hey, parents are responsible, right? So parents have to pay their tax.”

  1. Gentleman diz:

    A malta da esquerda radical tem uma relação difícil com a realidade e com o óbvio.
    O que Lagarde afirmou não é mais do que o óbvio. Só a título de curiosidade, o Renato sabe que na Grécia nem IMI pagam?.. Este é apenas um entre muitos exemplos que explicam porque é que as contas públicas daquele país chegaram até onde chegaram. E não, não foi nenhum dos “papões” externos. Quem levou aquele país a este estado foram políticos gregos eleitos pelo povo grego.

    • Renato Teixeira diz:

      Não há nada de óbvio no facto de alguém dizer que o problema é a falta de pagamento de impostos (quando tal não é verdade) quando ganha uma fortuna e está isento de os pagar.

      • Gentleman diz:

        Lagarde não paga impostos sobre o seu salário porque tenha criado tal regra, ou porque fuja a um pagamento ao qual estaria obrigada por Lei. Não paga porque essa é uma prerrogativa do cargo que exerce. E isso não lhe retira qualquer legitimidade para chamar à atenção para a fuga maciça aos impostos que existe na Grécia (e que não é de agora).
        De assinalar que Lagarde pagou muitos impostos ao longo da vida nos restantes cargos que ocupou e, mesmo hoje, paga impostos: não sobre o seu salário, mas sobre imóveis e sobre consumo.

        • De diz:

          Quando há dias se falava na hipocrisia maior de um primeiro-ministro que ousava falar na oportunidade também maior de uma pessoa ir para o desemprego, houve quem dissesse que Coelho tinha um curriculum vitae que o contradizia e o apresentava como um aldrabão de feira.
          Um ou outro acorreram,(gentleman) negando que o trajecto de parasita de Coelho como administrador das empresas do padrinho Angelo Correia, permitisse questionar a veracidade das suas afirmações.

          Repete-se a cena de circo.A pulha ( Lagarde) faz o comentário que faz.A pulha não paga um cêntimo de impostos,pela fortuna que recebe no cargo.Vem a correr Gentleman e tenta a sua defesa nos mesmos moldes Recorre desta vez gentleman à prerrogativa do cargo.
          Ora bem.As prerrogativas mafiosas devem ser postas em equação.Sempre.E se as tem,deve-se ter mais cuidado com as palavras.Porque as coisas são bem mais fundas do que aparentam ser.Denotam a posição do bas fond económico-financeiro perante a presente situação.Denotam a qualidade rasca da dona.Denotam que o capital não tem nem vergonha,nem ética,nem pruridos

          É ridículo ouvir alguém como Gentleman recordar que “ela” já pagou muitos impostos ao longo da sua vida.Ah,essa comiseração que não se tem pelos trabalhadores portugueses que apesar dos impostos pagos ao longo da vida, são roubados pela canalha do poder sem qualquer rebuço.
          Revela Gentleman que ela até paga pelos imóveis…nem se enxerga naquilo que diz?
          Que só é ultrapassada pelo ridículo da afirmação que Lagarde paga também impostos sobre o consumo.
          Há aqui qualquer coisa que não funciona.No seu afã de proteger esta e os seus, Gentleman nem vê as figuras patéticas que faz?Mas impostos sobre o consumo não pagamos (quase) todos nós?

          Mas há mais.Esta coisa(Lagarde) , de 56 anos, tem um contrato que prevê um aumento anual a cada 1º de julho, durante os seus cinco anos de mandato.
          Apesar do “ordenado” principesco ao abrigo da Convenção de Viena, a” dita” ainda ficou com mais.Ao abrigo do tal acordo de Viena?
          A crise é grande para as Lagardes do Capital
          E os pulhas agem assim

    • Baresi88 diz:

      Serias a pessoa indicada para limpar o rabo a estes imbecis do FMI. Coitado és mesmo limitado.

      • Gentleman diz:

        Porque é abundam tantos ordinários na esquerda radical?

        • Tima diz:

          Porque nós estamos na nossa zona de conforto e vêm aqui “malta” como você sem ser convidado a intrometer-se e lançar areia para os olhos e manipulando e verborreiando como se estivessem em vossa casa.
          Vá lá para os seus amiguinhos do 31 ou do Insurjas ou do Blasfas que verá como não há ordinários, porque são todos de direita limpinha impoluta e sacro santa!
          Deus o acompanhe e esqueça o caminho de volta!

    • De diz:

      Bravo Renato por ter chamado aqui Lagarde,este protótipo de canalha sebento, ao serviço do FMI.Amiga provavelmente de peito duma coisa rasteira que dá pelo nome de Medina Carreira, este um carreirista exemplar que contribuiu como voz do dono para a “invasão” pela troika, A nossa direita troglodita e neoliberal sob a pata de Passos Coelho gosta de coisas assim.

    • De diz:

      Mais uma vez Gentleman acorre esbaforido tentando estigmatizar os gregos como ´únicos responsáveis pela sua situação”.
      Já se debateu muito este tema.De forma desonesta Gentleman faz ouvidos de mercador ao já escrito e insiste na inocência dos “papões externos”.
      Vamos enviar Gentleman para o que já foi aqui dito muitas vezes.
      Dois pontos prévios.A cena dos “políticos gregos eleitos pelo povo grego” esconde muita coisa.Esconde que foi a direita que governou o país pela mão de dois partidos, ambos ortodoxos defensores do capitalismo e da economia de mercado.Aduladores do deus mercado.Veneradores e cumpridores do egoísmo próprio dos mercados.Agora esta direita (que se replica também por cá) aparece transformada em “políticos” neste linguajar obsceno com que se tenta mascarar a realidade.
      O segundo ponto é recordar o resultado da lavagem de milhões de dólares introduzidos na Grécia pelo banco de investimentos americano ‘Goldman Sachs’, na última década de 90, quando era presidente do Banco Central grego, o ex-primeiro-ministro Papademos, imposto o ano passado ao país através do golpe de estado financeiro dado pela banca.

    • notrivia diz:

      Ó seu gentil da tanga enfiada. A caralhada que a dita cuja tá a mandar na foto é pra ti também.

Os comentários estão fechados.