As ervas daninhas da Esquerda Livre

Ontem fui surpreendido com a exclusão de que fui alvo de um dos poucos grupos do Facebook a que ainda conseguia pertencer. Trata-se de um grupo com algumas peculiaridades (como o serão todos os que por ali andam). Surgiu por iniciativa de um núcleo (recente) do Bloco de Esquerda e que visava centrar a sua actividade principal nas freguesias da Sobreda da Caparica e da Charneca de Caparica (concelho de Almada). Dos seus seis administradores, cinco são do BE. O sexto (José Baltazar) não conheço e não sei dizer com certeza se será ou não militante do BE. O (único) elemento feminino da administração (nada paritária) foi membro da Mesa Nacional do BE, cargo que deverá ter reocupado recentemente, uma vez que foi candidata pelas listas da Ruptura/FER mas não acompanhou os elementos desta corrente quando estes decidiram abandonar o BE. Opções…

O Conselho de Administração da Política Vadia

Ora, acontece que os cinco elementos da administração do grupo, sendo do BE, foram também os impulsionadores de uma lista que se candidatou às eleições para a Coordenadora Concelhia do BE em Almada (2011/13). Todos foram, aliás, membros da lista ou seus subscritores (cito de memória). Dois foram eleitos e fazem parte da Coordenadora Concelhia. Eu fiz parte da outra lista concorrente. A lista A, que saiu vencedora elegendo nove elementos para a Coordenadora (entre os quais eu me incluo).

Sempre tive muitas objecções relativamente à dinamização de um grupo desta natureza por parte de um núcleo do BE. As minhas objecções foram ganhando volume à medida que o grupo se ia enchendo de membros (vai nos 2.571) e a dinamização, propriamente dita, desaparecia em função do crescimento. Tudo ali é/foi permitido. Ataques de natureza pessoal, propaganda fascista, perfis falsos… tudo! Mas o grupo de administradores foi-se mantendo fiel aos princípios fundadores do grupo e que lá estão bem expressos:

Este é um espaço de discussão de temas políticos aberto a tod@s quant@s nele queiram participar respeitosamente e com toda a urbanidade. Debater ideias é preciso! Bem vind@!

Nota: cada MEMBRO é RESPONSÁVEL pelo que escrever neste espaço!
Regras: Ninguém será eliminado, nem nenhuma publicação.

São palavras bonitas que, como sabemos, facilmente são transportadas pelo vento! E tocou-me a mim ser o alvo da expulsão que contraria a parte a negrito (destaque meu) do texto. E porquê? Depois de muito ponderar (3/4 minutos. Não foi preciso muito, afinal) cheguei à conclusão que se deveu a isto que a seguir reproduzo e que nega por completo o outro destaque (meu) no texto.

A conversa beneficiou de outros contributos que eu retirei por não serem determinantes. Os mais pacientes poderão lê-la, na íntegra, aqui. O grupo é aberto. Pouco depois da minha resposta fui jantar. Quando regressei ao computador (seriam umas 20h15) já não conseguia publicar no grupo.

Nada de muito grave sairia daqui… não fosse a conjugação de alguns factores. A saber:

  1. Que Esquerda Livre é esta que António Albergaria Samara defende e subscreve? É, pelo exemplo presente, uma esquerda livre… de contraditório! Livre de quem se lhe opõe! Uma «esquerda» que dentro do BE se bate por questões de democracia interna mas que nos espaços de debate que administra faz tábua rasa dos mais elementares princípios e valores democráticos e encontra na expulsão uma forma de silenciar uma voz que lhe faz frente!
  2. O António Albergaria Samara não é um cidadão qualquer. É Vice-Presidente do Conselho Geral da Ordem dos Advogados. É evidente que não está ali nessa qualidade, nem o exercício da sua actividade profissional está aqui, de maneira alguma, a ser posto em causa. Mas não se trata de um cidadão vulgar, quer queiramos quer não.

Quero que fique bem claro que o Manifesto para uma Esquerda Livre e os seus promotores nada têm a ver com isto. Esta é uma atitude isolada de um dos seus subscritores. Curioso não deixa de ser o facto de que um movimento cuja sigla pode ser MEL venha a ter no seu seio gente com tanto FEL!

Não posso, sequer, afirmar que foi o António Albergaria Samara a carregar no botão que me colocou para fora do grupo, mantendo-me o acesso ao que por lá se ia escrevendo e que não deixou de ser bonito. De repente, pessoas com as quais eu havia discutido ao longo das últimas semanas, algumas vezes de forma até bastante acalorada, levantaram o seu protesto contra esta atitude prepotente da administração de um dos seus espaços de debate.

A todos e a todas o meu mais sincero agradecimento por todos os gestos e palavras de solidariedade! Destaco um e pelo motivo mais prosaico. O seu autor foi um dos membros do grupo com quem mais discussões tive. E foi, também, dos primeiros a deixar bem patente o seu protesto perante a atitude prepotente de gente que não sabe que em política as opiniões esgrimem-se, não se silenciam!

Obrigado camarada Feliciano!

Aos membros da administração, fiz chegar uma mensagem de correio electrónico (aos cinco que conheço e que são do meu partido) que dizia o seguinte:

Camaradas, tendo em conta o que está a acontecer no grupo do Facebook que é dirigido por vós não seria de bom tom justificarem o que fizeram e o que vos levou a fazê-lo? Envio-vos este mail sem dele dar conhecimento a mais ninguém. Aguardo uma resposta da vossa parte que gostaria que fosse dada no mais curto espaço de tempo possível. Obrigado.

Até ao momento não obtive resposta.

De uma coisa eu tenho a certeza: a Esquerda que eu defendo e pela qual me bato dispensa perfeitamente a companhia de gente assim!

Há outras ervas daninhas para revelar e a elas me dedicarei mais adiante!

NOTA FINAL: deixo uma palavra final para o Joaquim Guerreiro e para o Luís Caras Altas. São eles que ocupam, neste momento, os lugares da lista B na Coordenadora de Almada do BE e pelo que conheço deles sei que não poderão ter pactuado com um gesto destes!

 

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

44 respostas a As ervas daninhas da Esquerda Livre

  1. Feliciano Sousa diz:

    Isto só é possivel porque temos alguem ou alguns com tiques totalitarisos e que quem não é a meu favor é contra mim ….. E mais grave é que se dizem de uma Esquerda Livre ….. Ponham mão na consciencia e de esquerda livre nada têm NADA MESMO …..

  2. João Delgado diz:

    Não está aí ninguém ligado à Ruptura/FER, nem à Moção C / Luta Socialista (que era uma coisa diferente). O “elemento feminino” foi eleito para a MN em 2009 pela Moção B. Os eleitos, em 2009, pela Moção C, foram Ana Flor Neves, Carla Mendes, Cristina Portella, Daniel Arruda, Daniel Martins, Gabriela Mota Vieira, Gil Garcia, Isabel Faria, João Delgado, João Pascoal e João Reis, sendo que 4 destes 11 não são da FER.
    A obsessão em identificar toda a oposição interna com a FER não deu bons resultados, é de estranhar que se persista nela.

    • Carlos Guedes diz:

      João… e a Filomena Silva, em 2011, não foi candidata à MN pela Moção C? Foi! E, como tal, será chamada à próxima reunião da MN. Não há aqui qualquer «obsessão». Apenas um facto! Repara que eu não digo que a Filomena Silva é ou foi da FER.

      • João Delgado diz:

        Sobre 2011 já não me pronuncio… mas acho estranho que os bloquistas continuem sem conseguir escrever textos que não incluam a FER. Ou se calhar não é nada estranho, porque a FER (MAS) também não consegue escrever sem mencionar o Bloco. Prenúncio de uma convergência à esquerda? 🙂

        • Carlos Guedes diz:

          Não te pronuncias sobre 2011… mas é de 2011 que eu falo, João! Eu acho estranho que tu sintas essa necessidade de intervir em defesa da FER quanto te parece que está a ser atacada. E mesmo ao veres que te precipitaste e enganaste preferes assobiar para o lado a admiti-lo!

          • João Delgado diz:

            Calma Carlos Guedes, eu apenas corrigi um aspecto relacionado com uma lista da qual fui o número um na Convenção de 2009.
            Sobre 2011 nada sei, as listas de candidatos não costumam ser publicadas on-line. Se não te contrariei quanto a isto é porque admiti que estarás informado e tens razão. Está bem assim?
            Quanto às tricas BE / FER estou muito longe delas, apenas me interessam as lutas anti-capitalistas, e aí sou BE, sou PCP, sou MRPP, sou MAS…

          • Carlos Guedes diz:

            Corrigiste? Mas se eu não falo de 2009 o que havia para corrigir?

  3. Nunes diz:

    Por essas e por outras é que deixei de frequentar esse grupo. Ainda se houvesse alguma discussão interessante mas aquilo era só reginaldos a insultar… e eu até votei numa sondagem que houve para que pudessem haver expulsões, opção que foi derrotada! seja como for, agora que sei disto, vou lá mandar uma posta

  4. anon diz:

    discutam isto entre vocês, ninguem quer saber desta merda

    • Carlos Guedes diz:

      Partindo dessa sua liberdade (a de não querer saber) permita-me que mantenha a minha (a de poder escrever)!

  5. Armando Cerqueira diz:

    Talvez eu venha doutra galáxia e outro planeta, e ande, portanto, desfazado com a Esquerda portuguesa (ou com as Esquerdas: BE, PCP, e outros que não o PS)…

    PORQUE É QUE VOCÊS ANDAM TODOS À ‘PORRADA’ E NÃO SE ENTENDEM? PORQUE É QUE NÃO SE CONCILIAM NUMA PLATAFORMA COMUM MINIMAMENTE ACEITELPOR TODOS?

    É que a Direita não brinca, e nisso não é estúpida: está unida no essencial – e não só.

    Você acha que o PS, o PPD e o CDS estão assim tão afastados e desunidos no domínio, na opressão e na exploração da maioria da população portuguesa? E na submissão aos interesses dos ‘grandes’ países estrangeiros?

    Armando Cerqueira

  6. paulo diz:

    carlos
    a Filomena já justificou o que se passou na pagina do fb é só ir lá ler e não ser calimero

    • Carlos Guedes diz:

      Calimero? Então? Publiquei este post às 5h52. A Filomena «justificou» (se assim o quiser entender) o sucedido às 14h26. A essa hora estava a almoçar com o Renato Teixeira e com mais gente que o pode comprovar.
      Posso acrescentar que pelo que já me foi dado a ler a Filomena Silva deturpa a realidade ao escrever «e como não o vou aceitar como “amigo”, terei de ver com outro administrador a possibilidade de readmissão.» A Filomena Silva não me poderia nunca aceitar como amigo porque eu nunca lhe faria tal pedido. Nunca o fiz. Já ela não pode dizer o mesmo. É bom que se saiba que antes de bloquear o meu perfil no Facebook a Filomena Silva enviou-me um pedido de amizade. Esse pedido foi rejeitado por mim ao fim de algumas semanas (mais de um mês). Não por qualquer hesitação da minha parte. Mas porque sim!

  7. Rui F diz:

    É só lavagem de roupa suja.

    O Bloco e os Bloquistas residentes estão uma cagada só.

    Eu mesmo não pagando cota, tenho que entregar formalmente o cartão para me desvincular da coboyada? ou basta-me apenas não pagar as cotas e não ir a reunião nenhuma?

    • Carlos Guedes diz:

      Vamos partir do princípio que eu não estou aqui em representação do BE. Nem oficial, nem oficiosa. Como tal critico o que julgo ser criticável e defendo que considero defensável. No debate que pretendo não há lugar para «máquinas de lavar». Mas temos que ser capazes de ouvir o que não queremos para podermos dizer o que pensamos.
      Se a «coboyada» te incomoda assim tanto, não te juntes nem te afastes. Contribui para a solução!

      • Rui F diz:

        Carlos

        A primeira coisa, é resolver o problema de casa das portas para dentro. Aliás, nunca concordei com reuniões à porta escancarada. Mas quando o colectivo determina que deve ser aberta, faço como o outro, baixo as orelhas. No facebook ou na blogosfera, apesar de engraçado e plural, há assuntos que não devem ser esmiuçados.
        E se há de facto insultos entre os membros em reuniões…bem…a coisa pode-se tornar de facto irremediavelmente incompatibilizante e aí, não acho que possa haver solução.

        Quanto a divergências, e se não forem ideológicas, são sempre ultrapassáveis desde que geridas com inteligência entre as partes.
        A força do colectivo só é importante, se naturalmente não existirem divergências substanciais entre os membros.

  8. prometeus diz:

    Parece que foi readmitido no FB. O país ficou mais tranquilo ao saber que está sanado este grave conflito na secção do BE da zona Cova da Piedade – Costa da Caparica. A revolução pode ser posta de novo em marcha.

    • Carlos Guedes diz:

      A que horas é isso? E tente ser mais exacto na questão dos locais. Isso da Zona Cova da Piedade-Costa da Caparica é coisa que nem ao Relvas lembrou!

      • prometeus diz:

        Ó diabo, você quando discorda, insulta. Chamar o Relvas à colação com tamanho despropósito patenteia grande falta de argumentos. E depois queixa-se da censura dos outros. Enfim, cenas tristes da luta pelo poder numa célula do BE e concomitante lavagem pública de roupa suja. Haverá de certeza em Almada outras forças de esquerda menos picuínhas e com preocupações menos umbiguistas.

        • Carlos Guedes diz:

          Escrever «é coisa de que nem o Relvas se lembrou» é chamar nomes a alguém? Por vezes dá ideia de que escrevo numa língua diferente!

  9. Francisco diz:

    Camarada

    Agora provou o amargo Fel que é a censura e a condenação ao silêncio, que é das piores condenações que existem, no entanto digo-lhe que muitos estão solidários para com a sua situação e peço-lhe que embora este revés lhe tenha ocorrido continue a esclarecer e continue a propagar as ideias comunistas. Desejo-lhe o melhor e que continue a postar neste blog assuntos de tão boa qualidade(embora não concorde com algumas das suas opiniões) e bem fundamentados como até agora tem feito.

  10. Francisco diz:

    Peço desculpa, ideias de esquerda, pois penso que o senhor não é comunista.

  11. Tima diz:

    Sabes uma coisa Guedes? Estás a contribuir com um belo espectáculo para a direita vir aqui rir-se desta tanga toda! Mas quando é que param de se afastar por merdas cagadas e começam a convergir? Mas a esquerda portuguesa está à espera do quê? Do teste supremo de autenticidade tipo ” A minha esquerda é melhor que a tua!” ou estão à espera de ver este Governo eternizar-se no poder por falta de alternativa à esquerda do PS (cada vez mais liberal e menos social)? Mas vocês são parvos porra?!? Mas vão a andar à procura do purismo ideológico quando há mais de 1 milhão de portugueses sem emprego? E que tal pegarem na merda dos teclados para fazer pelo menos uma coisa para a convergência da esquerda e pararem com estas porras sectárias?!!
    Fosga-se que parece que ainda andam no ciclo à porrada por causa dos cromos da bola… Não cresçam que não é preciso carago! A direita agradece!

    • Carlos Guedes diz:

      Desculpe o incómodo… não! Espere. Não desculpa nada. Sabe uma coisa? Não me faz sentir culpado de nada! E cresça também connosco! Todos juntos tem mais piada!

      • Tima diz:

        “E cresça também connosco!”

        Convosco? Quem?
        Esquerda sectária em tempos de 1 milhão e 200 mil empregados?
        Esquerda purista em tempos do maior ataque de sempre aos direitos dos trabalhadores?
        Esquerda anémica em tempo de lutar contra a direita mais ultra-liberal de sempre em Portugal?
        A direita continua a agradecer que a esquerda se divida. Dividir para reinar…

        “Todos juntos tem mais piada!”

        Você até me faz rir muito. Agora piada já há muito que deixou de ter.

  12. FM diz:

    O que é isto que se passou tem a ver com a Esquerda Livre, ou até com o BE?

  13. Moniz Febo diz:

    Sou capaz de acreditar mais nas palavras do António Albergaria Samara, do que nesta trapalhada de justificações vindas de um jovem que pouco tem de experiência política.
    Logo a princípio, é sempre muita agitação, para acabar tudo em fumo.

    • Carlos Guedes diz:

      Acredite no que quiser. Até em fadas!
      E acredite que, sendo jovem, tenho 40 anos de idade e mais de 20 de participação em muitas lutas. Espero não chegar à sua provecta idade com essa arrogãncia própria dos mais velhos que se julgam sempre certos!

  14. Filipe Costa diz:

    Meu caro, você realmente está na caixa de comentário de um blogue de esquerda a iluminar-nos sobre o pedido de amizade do facebook de uma pessoa que só passado um mês foi aceite por si porque sim, enquanto o país atravessa o maior estrangulamento de liberdades fundamentais da sua história democrática? É cavalo de tróia não é?

    • Carlos Guedes diz:

      Não! E você? Leu mesmo o que escrevi? Não lhe interessava? Podia seguir em frente. Mas não. Achou piada a vir aqui deixar um comentário despropositado e com erros de interpretação do que leu!

  15. Samuel diz:

    Espectáculo triste! Tudo! Aqui, lá… 🙁 🙁

  16. jose jorge cameira - beja diz:

    Boa noite. Estive a ler todos os comentários (leia-se melhor “bocas”). Sinto pena que pessoas cuja ideologia se situa à Esquerda se entretenham com desaforos pueris e ate infantis como esses que li atrás. É este o BLOCO DE ESQUERDA saído da Moçao A da 7ª Convenção? Na verdade vejo pequeno-medios burgueses charlatando aqui uns contra outros com fins de NADA. NADA Mesmo! Cada um de voces escreves essas alarveidades e vao deitar-se com a barriga cheia de um qualquer dever cumprido com o umbigo? Nao teem vergonha desse comportamento enquanto ha gente perto de vós onde ja falta o pão ? Bendita a hora que saí desse BE !!! Obrigado Fazenda, Obrigado Louçã, Obrigado Moção A por me terem empurrrado para fora !!! Sem isso eu nao estaria agora no MAS, mas sempre vigilante! Com essse arrazoado só vos resta de cabeça baixa aceitar um lugarzino oferecido pelas respectivas Concelhias do PS !!! Tenham vergonham e vão é partir lenha ao lado de quem quer trabalhar e nao deixam, de quem quer dar de comer aos filhos e nao tem ! E se nao se sentem bem com as vossas Consciencias…venham para o MAS, mesmo que desconfiados !

    • Carlos Guedes diz:

      E que tal experimentar fazer um exercício? Coloque-se novamente no papel do leitor «vigilante» e leia o que escreveu!
      Não sei quem o empurrou para fora ou se quis ser empurrado. Seja como for não queira agora limitar a liberdade de expressão de quem por cá (lá) ficou. E sabe que mais? É apenas e só mais um a vaticinar-me o caminho do PS… mais um que se engana. Mas eu sei que mais à frente nos encontraremos na luta e seremos capazes de esquecer estas coisas.

      • jose jorge cameira - beja diz:

        ´Carlos Guedes: 1–Eu escrevi ali quem me/nos empurrou para fora do BE. Não sendo trocadilho, leia de novo, faxavor…2–Limitar a liberdade de expressao de QUEM LÁ FICOU? Homessa…eu quero lá saber disso pra alguma coisa!!! 3–E nao me engano, nao. Já vi os BE’s ao lado do PS em publico clamando por alegretes!!! 4–Por esse andar da (vossa) carruagem, de certeza, não mesmo, nos vamos encontrar lado a lado; nas antípodas, é o mais certo! Um abraço!

        • Carlos Guedes diz:

          Para quem almeja a união de toda a Esquerda devo dizer-te que não estás a ir muito bem. Se prestasses um pouco mais de atenção ao que escrevi aqui e não só perceberias que não espero nada deste PS. Dos seus dirigentes, principalmente. Sei que na base há muitos homens e mulheres que são de Esquerda e que importa trazer connosco para a luta.
          Toda essa animosidade não te leva a lado nenhum. Repito a ideia que deixei no comentário anterior: acabas por cair no que tanto pretendes criticar!

          • jose jorge cameira - beja diz:

            Deixa-te de trocadilhos comigo, esse enrrolanço nao me atinge, ok? Tou cá há mais tempo que tu! Uniao com toda a Esquerda? Que esquerda? Onde viste isso? Armaste aí uma confusao no teu cérebro. Vá, é da noite! Os verdadeiros BE’s iniciais já nao estão por aí: os que ainda estão pestanejam por virem a serem Boys, versão II…os futuros acácios-barreiros….

          • Carlos Guedes diz:

            Meu caro, nem trocadilhos nem enrolanço. Basta passar pela página do MAS e ler o que lá está escrito, a dada altura:
            «UNIR A ESQUERDA!
            Quatro décadas de governos PS, PSD e CDS levaram a desemprego, austeridade e pobreza. Hoje a Troika junta-se para roubar o que restou. A divisão da esquerda nunca permitiu que houvesse um governo diferente, um governo dos trabalhadores. Só a unidade da esquerda contra a Troika, nas lutas e nas eleições, pode mudar este cenário. Se é possível unir a esquerda? Só se houver um forte partido que o defenda. O MAS é esse partido.»
            A confusão, a existir, não está no meu cérebro.
            Um abraço!

  17. jose jorge cameira - beja diz:

    Carlos Guedes – Foi essa a intençao do MAS que estou tbm na origem desde o 1ºminuto. Mas essa Esquerda q se pretende unida decidiu ir cada um na “sua bicicleta”. Mais : insistem os 2 (BE e PCP) em pedir/exigir a REnegociação dessa Divida que dizem e bem provocar Desemprego-Miseria-Recessao. Um paradoxo completo que os respectivos Militantes/Simpatizantes engolem pura e simplesmente. E o MAS vai enlamear-se que esses 2 que TRAIEM ? Nem pó!

  18. jose jorge cameira - beja diz:

    Faço uma Proposta séria e assim deve ser levada : antes que o afundamento piore com as nefastas consequencias psicológicas em cada um de voces, SAIAM JÁ do BE, mesmo antes desse Congresso “do já tudo decidido antes” e formem aí uma célula local do MAS. Garanto que alguem de peso se encontrará com voces. Mas com uma condição: as vossas energias são para serem gastas na rua ao lado de quem se manifesta contra as 2 Troykas e não no conforto dos sofás ou na mesa do café ! Um abraço colectivo e FICO A AGUARDAR….teem aí o meu email: jjorgepaxjulia4@nullhotmail.com

Os comentários estão fechados.