Em que é que ficamos führer Relvas?

“A serem verdadeiras, as imputações feitas pelo CR ao Dr. Miguel Relvas revestem uma gravidade extrema, desde logo pela circunstância de ser um titular de um cargo público, além do mais ministro, e especialmente por ser o membro do governo responsável pela área da Comunicação Social. A confirmarem-se, o Dr. Miguel Relvas deixaria de ter condições para manter-se no Governo, e muito especialmente com as responsabilidades governativas que tem.”

Passagem do comunicado do Sindicato de Jornalistas.

Aqui é acusado, aqui nega, aqui desculpa-se e aqui recusa comentar, mas em lado nenhum se encontra a sua demissão. Posto que está demonstrado não ter estrutura moral para se demitir, resta saber quanto do seu mandato está Passos Coelho disposto a prescindir para manter à tona o saudosista Miguel Relvas.

Quanto à bafienta direcção do Público, que releva a importância deste caso por “lidarem com situações do género com muita frequência”, é desta que abdica de anos a corroer o jornalismo, a ferir a liberdade de informação e a destruir o órgão que lhes foi confiado?

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

20 respostas a Em que é que ficamos führer Relvas?

  1. Baresi88 diz:

    Ele vai continuar como ministro, mas engraçado disto tudo é que já estão a dizer que as acusações da jornalista é que estão erradas. Há cada coisa. E eu não quero dizer que os jornalistas devem ser defendidos, então pelo mau jornalismo que andam ai a fazer, não devem mesmo. Mas há casos e casos. E há jornalistas e jornalistas e neste caso a jornalista é que é a última pessoa que tem a culpa.

  2. Irmã Lúcia diz:

    Teinho fé que eide ver um dia o Pêsêdê entrar para o diçionário como çinónimo de quadrilha

  3. JgMenos diz:

    Anda tudo esganado para obter uma demissão, o ‘non plus ultra’ da eficácia política!

    • Renato Teixeira diz:

      Ninguém parece mais comprometido do que o próprio Relvas.

    • De diz:

      Esganado?
      Mas que termos são estes?
      O correr com, para além de tudo o mais, um chantagista governativo é uma questão de higiene pública.
      Curiosamente o nº 2 do dito governo,figura de proa do PSD e neoliberal trauliteiro.

      • Bolota diz:

        Trauliteiro??? O homem é porco.

        O que tem a vida privada da jornalista, seja ela qual for, a ver com as tramoias desta chusma de falta de caracter??? E se a jornalista com a mesma vida privada, deixasse de fazer o seu trabalho e branqueasse pulhas como o Relvas já não havia problemas??? Digo pulha porque quem em comissão diz que não tem nada a ver com o assunto secretas e depois perante a hipotese de vir a lume a verdade ameaça quem está a desempenhar o seu trabalho, só tem um nome PULHA.

    • Kirk diz:

      1 – diz-se “Nec Plus Ultra” e não “non plus ultra
      2 – o nec plus ultra da eficácia politica nao tem nada a ver com demissao de quem quer que seja. Isso apenas serve para castigar o cuulpado; nao digo que nao se deve fazer, mas é muito pouco para atingir o nec plus ultra da dita eficácia.
      Demitir a pessoa não tem nada a ver com eficacia (afinal podem demitir um ministro e porem lá outro do mesmo jaez) tem a ver com saneamento, tem a ver com mostrar ao país que apesar de serem os reaccionários (o governo) que são, não condescendem com atitudes de género policial/ditatorial/cripto fascsista seja do Relvas, seja do Macedo, o ignóbil ministro da policia. Porém, era pedir muito a PCoelho que tivesse a dignidade de não permitir no governo a presença dum individuo que lá está com a mentalidade duma raposa num galinheiro. Objectivamente, o que Relvas nos quer dizer, a nós pelo menos, mas decerto também a PCoelho, é que se sente á vontade e com o sentimento de impunidade necessário para fazer e dizer o que foi tornado público sem o menor sentimento de que, em Democracia, há limites que nunca devem ser ultrapassados mas que ele ultrapasa com o maior descaramento.
      Não é de esperar que o rapazola da politica chamado Passos Coelho tenha a dignidade de remeter Relvas para o lugar que merece, que é fora dum governo que tanto diz prezar os valores da honra e da dignidade.
      Mas isso já se sabia; Passos tem confundido repetidamente “estupidez” com “governar com firmeza”.
      K
      ps: mais que demitir um ministro o “nec plus ultra” da eficácia politica pode ser, a curto prazo, a derrota da agressão estrangeira, personificada nas imposiçoes do imperialismo centro-europeu via Troika.

  4. Rui Lucas diz:

    O governo regional dos Açores faz muito pior.

    “Em pleno direto, [José Contente] interrompeu de forma abrupta a intervenção da jornalista, agarrando-a pelo braço que segurava o microfone e falando de forma intempestiva para o mesmo sem sequer aparecer na imagem”.

    http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=573661

    • De diz:

      O governo regional dos açores parece que tem gente que não é flor que se cheire.Também parece que o capanga local do PP tem o perfil adequado para o cargo que exerce,dentro da clique da direita e da extrema lá do sítio
      Mas pior do que fez Relvas?
      É que nem pensar.

      Quer que que lhe expliquemos ou vai pensar mais um pouco?

    • Caxineiro diz:

      Assim fico mais descansado!
      Mas eu cinheço um caso pior, isso ainda não é nada comparado ao que o presidente da junta cá da aldeia fez ao pobre do sacristão
      É melhor nem contar, é indecente demais para ser divulgado, e eu sei que entendes

    • Antónimo diz:

      em que é que isso é muito pior, exactamente, que não consigo perceber?

      [passando por alto o sentido de oportunidade desta denúncia]

      • Rui Lucas diz:

        Se fosse na Madeira diriam cobras e lagartos. Como é o governo socialista dos Açores os camaradas da esquerda lisboeta desvalorizam.

        O costume.

        • De diz:

          Ora bem
          Ficou claro porque motivo Lucas afirma que é pior do que.

          A solidariedade com um trauliteiro chantagista é sempre comovente…
          Mas ao menos podiam não fazer estas figuras tristes.

        • antónimo diz:

          Não, explique lá em que é que uma arruaça, em frente às câmaras, é pior do que ameaçar uma jornalista com a divulgação da sua vida privada se continuar a fazer perguntas.

          O relativismo ético e moral não é meu, é seu, que compara uma perda de cabeça caceteira, mal-educada e pública, com uma chantagem, canalha, feita em privado, com intenção de destruir uma pessoa-alvo determinado.

      • Caxineiro diz:

        Antónimo
        O meu coment era uma resposta ao tótó do Artur.
        Se o incidente dos Açores é mais importante que a enormidade da ameaça do Relvas, ( número dois do governo) então o perlezidente cá da parvónia ainda consegue ter mais importancia do que o Açoriano. E, claro, do que o Relvas
        Respondi a uma parvoíce, com parvoíce e meia

        • Caxineiro diz:

          *era uma resposta ao tótó do Rui Lucas

          • Rui Lucas diz:

            A esquerda totó não tem remédio. Julgam-se donos da razão e são muito seletivos nas suas indignações.

            Os meus melhores cumprimentos aos totós da esquerda patê.

        • antónimo diz:

          Caxineiro, Claro, sem confusão, a minha questão era dirigida ao Lucas que entende a ética com amor clubístico.

          O PSD José Eduardo Martins no outro dia dizia que em relação ao Benfica era surdo, cedo e burro. Achava sempre que iam ganhar.

          É assim este tipo de apoiante partidário. Só que em muito burro. Selectivo, sempre pronto a meter cabeças de cavalo degoladas entre os lençóis de uma jornalista, para depois se zangar-se com um par de berros dado por outro e denunciado, por acaso, numa altura que até parece de encomenda..

          É que à maioria das pessoas, mandarem-lhes um par de berros tem como consequência que se lhes mande tb um par de berros em resposta, arrancarem-lhes o microfone da mão, levaria a arrancá-lo de volta das mãos do bruto.

          Já dizerem que expõem a vida privada na praça pública faz pensar se vale a pena, mesmo aos que nada têm a temer, que são a maioria.

  5. Francisquinho diz:

    a minha irmã diçe que lhe censuraram a frofeçia
    A manápula do Relvas já xegou ao çinco dias?

Os comentários estão fechados.