Pré-aviso de post

Porque considero que algumas coisas são de tal forma graves e essenciais (por porem boçalmente em causa os mais elementares princípios de comportamento num regime democrático, independentemente dos modelos socio-económicos que cada um defenda) para serem objecto de mero repúdio ou desabafo;

e porque considero que uma carta aberta deve, antes de mais, dirigir-se efectivamente ao seu destinatário e subordinar-se à eficácia da comunicação entre duas pessoas que levou à sua escrita;

será amanhã que escreverei uma carta aberta a Pedro Passos Coelho acerca das pressões (e seu tipo e ameaças envolvidas) que, segundo o Conselho de Redacção do jornal Público, o seu nº 2 político exerceu sobre um meio de comunicação independente.

Se, ao abrir a televisão pela manhã, vier a saber da exoneração de Miguel Relvas, o primeiro-ministro ter-me-á poupado esse trabalho.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

4 Responses to Pré-aviso de post

Os comentários estão fechados.