Um problema moral

Ontem consegui ver 20 minutos do programa Prós e Contras (para quem conseguir aqui fica a 1ª parte e 2ª parte) em que participava Jerónimo de Sousa, Avelãs Nunes, António Capucho e Rui Machete. Desliguei a televisão assim que ouvi a primeira intervenção de Rui Machete arrogante, altivo e provocador. A questão do BPN veio logo à baila na primeira intervenção (Jerónimo de Sousa) tendo sido, por António Capucho, reforçado  o seu carácter criminoso. E eis que passam a palavra a Machete, ex-Presidente do Conselho Superior da Sociedade Lusa de Negócios – detentora do BPN.
Se acreditarmos que Machete desconhecia a fraude do BPN temos de aceitar que é um idiota incompetente, se acreditarmos que não é um idiota incompetente é porque tomou parte no festival criminoso que foi o BPN.
Num e noutro caso, a opinião de Rui Machete sobre o país não interessa nada. O problema das suas opiniões não é o conteúdo político ou técnico. O seu problema é moral. Rui Machete não tem moral para dar lições de nada, a ninguém.

Adenda: Não me parece que o recente trabalho do DN sobre o BPN traga muitas novidades. A sua importância está no facto de agregar dados e estabelecer relações. Hélder Guerreiro publico-o no Aventar.

P.S. – Oiça-se este vídeo a partir de 14’42”. Ele ridiculariza quem não pensa como ele, dá certezas sobre a banca e o BPN (com o qual parece nada ter a ver) e diz o que é que Portugal deve fazer. Lata não lhe falta!

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 Responses to Um problema moral

  1. Pingback: Um problema moral | Máquina Semiótica

  2. Pingback: Os incompetentes úteis « O Insurgente

  3. Nunca me engano,raramente tenho dúvidas-no país do filósofo do leme says:

    E al´wm do maais deveria estar preso:Além disso o gajo é ou foi agente da cia,of course.Um traidor,em 2 palavras!

  4. antónimo says:

    a partir dos 14’42” só ouço o sedas nunes.

  5. antónimo says:

    E depois, pq é que ninguém referiu isso ao machete? Todos bons amigos? Não me parece.

Comments are closed.