Novas eleições à vista na Grécia

Com os votos já contados e salvo (mais) batota de última hora, os dois partidos do bloco central perderam 40% dos votos e ficam abaixo dos 151 deputados (108+41) que seriam necessários para renovarem a maioria absoluta. Em sentido contrário o Syriza já ultrapassou o milhão de votos expressos e conta mais onze deputados que o Pasok. A Nova Democracia, o partido que venceu as eleições, aumentou de 91 para 108 o número de deputados, apesar de ter perdido mais de um milhão de votos. O Pasok perdeu, nada mais nada menos, que 119 deputados (teve 160 em 2009) e viu esfumar-se cerca de dois milhões e duzentos mil votos.

Será que no Largo do Rato ainda estarão a cantar loas ao “novo grande futuro”?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 respostas a Novas eleições à vista na Grécia

  1. Rocha diz:

    É verdade não há maioria absoluta porque 150 de 300 não é maioria. Mas 109+141 é 150. Para já… pode ser que ainda percam mais um!

    Só depois dos 100% contados é que se atribuem todos os deputados!

  2. João Pedro Caniço diz:

    Nem com 50 deputados “oferecidos” conseguem chegar à maioria absoluta.
    Tenho estado a acompanhar por este link: http://www.athensnews.gr/content/55344

  3. licas diz:

    São uma *desgraça * de partidos . . .uma verdadeira desgraça . . .
    (com um caniço).

  4. Pingback: Syriza convidado a formar governo | cinco dias

Os comentários estão fechados.