A beatificação do Dia do Trabalhador

Patrão fora…

O presidente do grupo Jerónimo Martins, proprietário dos supermercados Pingo Doce, garante que não sabia da promoção da passada terça-feira.
Alexandre Soares dos Santos diz que a operação foi preparada em segredo.
Em declarações ao jornal Sol, o líder da Jerónimo Martins revela que só os gerentes das 369 lojas foram informados, duas semanas antes da campanha, e que tiveram ordem para não falar.

… dia santo na loja!

 

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

3 Responses to A beatificação do Dia do Trabalhador

  1. Zuruspa diz:

    A gestäo à tuga é assim mesmo. Ninguém nas hierarquias sabe de nada. Tudo uma grande surpresa, que é para quando der buraco ninguém poder ser responsabilizado, muito menos o chefe máximo. Ahn?

    Embora pelo que vejo na “magnífica” gestäo das empresas portuguesas isso até possa ser verdade, neste caso näo acredito neste crápula, é claro.

    • Baresi88 diz:

      Para quê mentir, continuará a fazer o que quer e bem lhe apetece na mesma, por muito que lhe cobrem uma mínima multa, (que é só para enganar, para inglês ver) portanto não sei para que serve esta mentira e este disparate.

      • Zuruspa diz:

        Exactamente, para quê mentir?
        É para mostrar que está cima de qualquer moral?

        O hubris paga-se caro. Bem mais que os 300% de Lei aos empregados coagiados a trabalhar e que os 30.000€ de multa por dumping.

        Já agora, vender após o prazo de validade é legal? Em Portugal o ónus é do vendedor ou do comprador?

Os comentários estão fechados.