Histórico: Argentina expropria empresa petrolífera

A esta hora treme a burguesia espanhola. Cristina Kirshner, Presidente da Argentina, acaba de anunciar a expropriação de 51 porcento da YPF, empresa petrolífera que está nas mãos da Repsol. A chefe de Estado justificou a expropriação pela falta de investimentos da filial e assegurou que, durante 2010, a Argentina se viu obrigada a importar combustíveis por quase 10 mil milhões de dólares. Durante as últimas semanas, vários governantes espanhóis lançaram várias ameaças e alertaram para as consequências de tal decisão. Uma notícia a acompanhar.

Adenda: Um representante do governo argentino entrou na sede da YPF e leu uma lista com nomes de funcionários a expulsar do edifício. Segundo o diário El País, vários foram forçados a arrumar os seus pertences e a sair para a rua.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.