Conversas da treta

Cavaco, a propósito da suspensão de possibilidade de antecipação das reformas fez uma declaração assassina para o governo, que não teve o merecido destaque. Disse Cavaco, com aquela sua integridade visceral que tão bem conhecemos (e pagamos), que a promulgação de um diploma do governo não queria dizer necessariamente que o presidente da república estivesse de acordo com o seu conteúdo.
A resposta de Passos chegou hoje, sem a esponjosa finura que caracteriza o PR:

Os desequilíbrios existentes em Portugal são resultado de más decisões tomadas por nós mesmos. Usámos mal o dinheiro, seleccionámos mal os projetos de obras públicas, aumentámos os impostos, não abrimos a economia. Os líderes europeus não agravaram os nossos problemas, pelo contrário, ajudaram-nos

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 Responses to Conversas da treta

  1. Antónimo diz:

    Isso vai essencialmente dirigido ao José Sócrates. Para já a mantra é que foi o PS que fez tudo. Não sei que vantagem se tire enquanto povo e país de termos uns governantes que fizeram tudo mal e que calhou tudo isso coincidir com uma crise internacional brutal.

    No fundo anda a queimar-nos lá fora para levar a água ao seu moinho.

  2. Gentleman diz:

    Lembram-se do TGV? Esse megalómana obra com futuro deficitário garantido? Esse investimento não reprodutível, sorvedouro de dinheiros dos contribuintes?
    Em 2010, em pleno auge da crise, o PCP e o BE votaram favoravelmente a este investimento!
    Este é apenas um exemplo entre muitos outros de que as palavras de Passos Coelho são certeiras. Aplicam-se, não apenas, aos partidos do arco governativo. Aplicam-se também à nossa Esquerda radical.

    • De diz:

      Ora bem.Gentleman repete à enésima vez a sua cassete,falando sobre o TGV.
      Os dados estão publicados,as posições também.Se ele fosse minimamente honesto ((que não é) já nos tinha deixado de fazer o seu pequeno número

      “quando o PCP disse que o projecto não devia ser adiado, acrescentámos — muitas vezes o CDS e PSD esquecem-se deste pequeno pormenor — que o projecto devia avançar mas com outro modelo de negócio. E apresentámos um projecto de resolução para que não houvesse parcerias público-privadas neste negócio, projecto esse que foi rejeitado pelo PSD e pelo CDS.
      E ,mais adiante:é necessário uma incorporação nacional indispensável relativamente à concretização deste projecto”Sem tal este não deve ser concretizado
      (Bruno Dias Fev 2011)

      O TGV só poderia avançar se o seu modelo de negócio fosse outro.Que não fossse o das PPP instituídas por Cavaco e continuadas pelos governos de Guterres,Durão Barroso e Sócrates.
      Ou seja:TGV como PPP nunca!!!

      Gentleman aldraba e sabe que aldraba.Mente e sabe que mente.O que não admira pois que admira Passos Coelho.De uma penada esquece as malfeitorias dos corruptos laranja e seus comparsas.Mas noutra penada “esquece” outra coisa.Quem governou não foram nem PC nem BE.Quem governou foi a direita ultramontana, alternando com a direita neoliberal.Os responsáveis pela condução dos destinos do país
      Sorry Gentleman.A verdade acima de tudo .E a aldrabice feita manto protector do Coelho não pode passar.Os pulhas que nos governam são filhos dilectos de quem nos governou
      Mas há mais.

  3. Pedro Sousa diz:

    Edição impressa
    15 Abril 2012
    Ver capas anteriores

    Segunda-feira, 16 de Abril de 2012 – 0:19
    Subscrever newsletterSiga o CM em: Login
    Pesquisa

    Director: Octávio RibeiroDirectores-adjuntos: Armando Esteves Pereira e Eduardo DâmasoSubdirector: Manuel Catarino
    Home
    Última Hora
    Nacional »
    Portugal
    Saúde
    Ensino
    Política
    Economia
    Sociedade
    Actualidade
    Entrevista
    Vox Pop
    CM Coragem
    Sexo e Saúde
    Internacional »
    Sport »
    Lazer »
    Multimédia »
    Opinião »
    Outros »
    Promoções CM
    Exclusivos
    em papel
    14 magistrados alvo de penhoras

    Direcção nas mãos de Cristóvão

    Vereador viu BES perdoar 58 mil €

    ‘Pecas’ escondido em casa do primo

    Revolta: Casa de Luciana e Djaló vandalizada
    Você está em:HomepageNOTÍCIASNacionalPortugal

    Lisboa
    16º C
    Mudar Localidade
    direitos reservados
    O espelho do rsi montado pela esquerda socialista chique!
    15 Abril 2012
    S. M. Infesta: Dois homens e duas mulheres apanhados ontem pela PSP
    Têm RSI e burlam há 4 anos no País
    Têm entre os 30 e os 40 anos e desde 2008 que terão feito centenas de burlas em todo o País. Os quatro cidadãos, dois homens e duas mulheres de nacionalidade romena, conseguem sempre escapar impunes e vivem à conta do Rendimento Social de Inserção (RSI). Só um dos casais recebe mais de 700 euros, a que se juntam 140 euros pelo facto de terem uma filha de três anos. Ontem à tarde, o grupo tentou ludibriar o dono de uma frutaria na avenida do Conde, em São Mamede de Infesta, Matosinhos. Foram levados pela PSP e libertados. Horas depois, foram apanhados novamente na Senhora da Hora.
    Como é possível cidadãos de outros países virem viver a conta dos nossos impostos sem terem descontado um cêntimo e como agradecimento ainda juntam o crime,a segfurança social vai explodir e falir com este tipo de gestão!

    • De diz:

      Tanto paleio para?
      Ora bem.As fraudes devem ser punidas.Ponto final
      O pior é que a demagogia barata e o a xenofobia cara também.
      Estes exemplos dados pelo Pedro Sousa são paradigmáticos da forma de pensar e de agir de.Vamos a outros exemplos,muito mais onerosos,graves,e imorais.
      Dias Loureiro,conhece?Duarte Lima,conhece?Oliveira Costa,conhece?
      Todos conhecidos por terem feito parte da fina flor da cúpula do partido laranja.
      Ora os danos que provocaram às nossas finanças públicas são imensos.Não se contabilizam por centenas de euros,mas sim por milhões.
      Como é possível cidadãos virem viver a conta dos nossos impostos, cometerem tais actos e como agradecimento ainda juntam o crime? A segurança social vai explodir e falir com este tipo de gestão.

      Pela mesma ordem de ideias,ao estendermos a “culpa” do pecador ao justo,teremos que todos os chefes do PSD deviam ser irremediavelmente afastados do poder.E muitos postos atrás das grades.
      (o que até seria provavelmente justo,pela forma criminosa como governam)
      A mesma ideia pode ser apresentada para o partido dos submarinos e dos sobreiros.A corrupção neste caso também se mede em milhões de euros.

      A demagogia balofa tem destas coisas.Geralmente volta-se contra quem a pratica

  4. Rocha diz:

    Caro Tiago, peço te que faças mais um post sobre as eleições parlamentares gregas já que há desenvolvimentos importantes.

    A pagina web da wikipedia tem feito uma compilação interessante de sondagens ao que parece muito representativas e exaustivas em sobre tudo o que a imprensa grega publica.

    – Os meses de Março e Abril vieram mostrar uma inflexaão muito grande, estranha – eu diria até suspeita – e improvável de subida dos principais partidos da Troika ND, PASOK e LAOS em detrimento dos principais anti-Troika KKE, SYRIZA e DIMAR. A posição intrasigente do KKE em recusar uma coligação da esquerda anti-Troika podia explicar algo mas algum desânmio do eleitorado de esquerda mas nunca os afundanços para metade ou um terço que as sondagens mostravam.
    – A explicação do fenómeno é agora bastante clara, como esclarece uma nota junto ao quadro de sondagens da wikipedia. De repente apareceram diversas empresas de sondagens até aí desconhecidas com métodos evidentemente diferentes dos utilizados pela generalidade das empresas de sondagens da Grécia, que mostraram esta tendência enorme em favor dos partidos pro-Troika e contra os partidos anti-Troika. Tudo aponta para uma manipulação orquestrada.
    Nos últimos reapareceram – finalmente – as empresas gregas de sondagens que acompanham o evoluir das intenções de voto desde 2010 ou pelo menos 2011. Os resultados demonstram novamente equilibrio entre os pro-Troika ND, PASOK e LAOS e os anti-Troika KKE, SYRIZA e DIMAR. A principal mudança, para além de algum desgaste com a recusa do KKE da proposta de frente de esquerda, está na queda dos social-democratas reformistas do DIMAR e o surgimento muito recente de ANEL (Independentes Gregos, assim dse chama o partido) em torno dos 10%. ANEL é um cavalo de Tróia da Troika (um cavalo de “Troika”), um partido de de direita conservadora e demagógica que apela à ruptura com a Troika e não reconhece o memorando. É claro que esta retórica é para enganar os incautos.
    – Por outro lado o partido anti-Troika Ecologistas Verdes luta taco a taco com o LAOS pela fasquia mínima de eleição de deputados, os 3% de limite mínimo, o que pode ser decisivo para algum dos lados – quem perder esta corrida fica fora do parlamento.
    – Outro assunto relevante, confirma-se a tendência da Alvorada Dourada (neo-nazi) chegar ao parlamento. Acho pouco provável que participe numa coligação troikista.

    Aqui vai a última sondagem da empresa credível (ou que pelo menos não começou a fazer sondagens ontem) Public Issue:
    PASOK – 14.5%
    Nova Democracia (ND) – 19.0%
    KKE (Partido Comunista Grego) – 11.0%
    LAOS (extrema-direita) – 3.0%
    SYRIZA (equivalente ao Bloco de Esquerda) – 13.0%
    DIMAR (Esquerda Democrática, reformistas) – 12.0%
    Ecologistas Verdes (ecologistas anti-Troika)- 3.0%
    Aliança Democrática (sócio menor da ND)- 2.0%
    Alvorada Dourada (neo-nazis) – 5.0%
    ANTARSYA (frente anti-capitalista) – 1.0%
    ANEL (direita camaleónica, afirma-se anti-Troika) – 11.0%

    Por blocos (acima da fasquia de 3%):
    Pro-Troika: 36,5%
    Anti-Troika: 39%
    ANEL (o elemento suspeito): 11%

Os comentários estão fechados.