Contra a proposta de revisão dos estatutos do Montepio Geral apresentada pelo Presidente do Conselho de Administração

O grupo Montepio, possui a Caixa Económica – MG com um valor de activos líquidos de cerca de 24.000 milhões de euros , que é a sexta instituição financeira em Portugal.
Depois da CGD, BCP, BES, BPI e Santader-Totta, é a mais importante.
A Associação Mutualista, que detém a totalidade do capital da Caixa Económica, tem já mais de meio milhão de associados em todo o país.
Um dos problemas importantes do grupo Montepio é a falta de controlo da actividade do Conselho de Administração, que é simultaneamente da Associação Mutualista e da Caixa Económica, pelos seus associados.
Apesar disso, o presidente do Conselho de Administração apresentou uma proposta a que me oponho como membro do Conselho Geral do Montepio pelas razões que constam do documento em anexo que, se for aprovada e implementada, determinará, a meu ver, que no lugar de contribuir para a resolução do problema, ainda vai o agrava mais, pois visa acabar com as Assembleias Gerais da Caixa Económica em que podem participar todos os associados.

Ver artigo.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

Uma resposta a Contra a proposta de revisão dos estatutos do Montepio Geral apresentada pelo Presidente do Conselho de Administração

  1. Pedro Lérias diz:

    Muito obrigado pelo seu trabalho. Sou associado e cliente MG há muitos anos. É o único banco com que trabalho em termos pessoais e empresariais por não ser cotado na bolsa e ser detido pela associação mutualista. Tenho observado com algum desgosto a deriva que tem acontecido para se tornar cada vez mais um banco ‘normal’. Fiquei algo chocado com a compra do Finibanco e com a oferta de compra sobre o BPN. Claramente a chefia da Caixa Económica perdeu qualquer noção da sua identidade e tem conseguido diluir cada vez mais a mesma.

    Admiro pessoas como o Eugénio que estejam preparados para lutar pelos valores do Montepio. Não sei se tenho a mesma dedicação. Mas teria todo o gosto em lhe passar uma procuração de voto, se isso for possível. Envio-lhe também o meu email (directamente para o seu) para continuar a receber as suas notícias.

    Obrigado por lutar por esta causa em que acredito.

Os comentários estão fechados.