pequena nota para quem tem dúvidas e pruridos quanto ao conceito de genocídio económico

a taxa de suicídios na Grécia subiu 40%. Portugal vai pelo mesmo caminho. eu sou só uma pessoa, e já me tocam, mais ou menos proximamente, três consumados e uma tentativa. pessoas. gente. uns deixam cartas, outros simplesmente vão. ontem o velho taxista que me trouxe a casa dizia “estamos aqui a mais, menina, estamos aqui a mais”.

estamos no limiar — se é que não o ultrapassámos já — dos Crimes Contra a Humanidade. se ficarmos quietos ou investirmos nas novelas internas em vez de na luta consistente, seremos co-responsáveis. é o que tenho para nos dizer.

Sobre Sassmine

evil fingering.
Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , . Bookmark the permalink.

37 respostas a pequena nota para quem tem dúvidas e pruridos quanto ao conceito de genocídio económico

  1. Sassmine,

    Desde a manifestação de 15 de Outubro de 2011 que saiu para a rua com um cartaz que de um lado diz “Contra o Fascismo Financeiro Austeritário” e do outro lado “O Governo e a Troyka devem ser julgados contra crimes contra a humanidade”, é com tristeza que verifico que tenho razão. Também tenho cada vez mais a creteza que isto tem como solução fazer a revolução. À Islandesa de preferência. Seremos capazes disso?

    João Martins

    PS: Gasparzinho vá para o caralhinho.

  2. Onde se lê “contra” deve ler-se “por Crimes Contra a Humanidade”.

    Fica o link do cartaz que deixei em frente ao parlamento.
    http://macloule.blogspot.pt/2012_01_01_archive.html

    João Martins

  3. De diz:

    Sassmine:
    Um muito belo, sentido e justíssimo post.

    • Sassmine diz:

      A luta política começa a lembrar perigosamente a história do paraquedista que tinha os atacadores desapertados. Encolho-me toda quando nos vejo a trocar prioridades, De…

    • JgMenos diz:

      Belíssimo!!!
      Um sentimento suicidário é do mais elevado valor estético.
      Sugere-se até que se exalte a imolação pelo fogo pelo seu sentido trancendente de ascensão ao éter.
      Não há pachorra!!!

      • Sassmine diz:

        Se o JgMenos vê aqui um sentimento suicidário é porque tem graves problemas de interpretação e raciocínio. É uma afirmação tão parva que nem me vou dar ao trabalho de rebatê-la.

      • Caxineiro diz:

        Pela primeira vez concordo contigo
        Eu nunca me suicidaria, tavez “suicidasse” meia-duzia de vampiros antes de me “suicidarem” como “suicidaram” este Homem

      • De diz:

        Há algo que não cola.
        A “compreensão” do conteúdo do que foi escrito por Sassmine será assim tão difícil para este Menos que ?
        Espanta ou talvez não.
        Provavelmente o rapaz de serviço quer esconder o fundamental do belo texto de Sassmine.Eu vou repetir para até este Menos perceber:
        “se ficarmos quietos ou investirmos nas novelas internas em vez de na luta consistente, seremos co-responsáveis”

        De facto não há pachorra para tanta ignorância aliada desta forma a um neoliberalismo fedorento e podre

  4. L. Nadar diz:

    Partilho da sensação. Esperemos que dia 12 de Maio aqueles que não querem ser co-responsáveis apareçam e saibam identificar o alvo a abater, que claramente não é a polícia, essa fachada hipócrita e cobarde, mas este Estado corrupto e autocrático.

  5. JgMenos diz:

    Alguma proposta para evitar a catástrofe?

  6. aliás diz:

    E tens para nos dizer muito bem!

    Hoje ao almoço, com os papás, já lhes ia dizendo (na sequência das mentiradas matinais com que nos brindaram)… isto é a ditadura da Europa, já estás…

    Falou o facínora do Draghi ontem, como quem manda aqui, falaram hoje os capatazes do pátio circense em que se transformou este canto, à descarada a darem o dito por não dito, já sendo em qualquer dos sentidos nada mais do que pulhices rasteiras.

    Em paralelo outro desonesto a desmentir o que toda a gente já antecipa acerca da maternidade Alf. da Costa: “não passam de rumores esses de que se vai fechar a maternidade, o que se pode dizer é que aquelas paredes deixaram de albergar as equipas competentes… não pode ser é que outras instalações fiquem a 40% por cento de capacidade”… Filha-da-prostituta da ARS!

    …dizia em conversa: “É a Ditadura da Europa, não restem dúvidas”, retorquiam-me: “É a Ditadura do Capital!” “É o Capitalismo!”

    É a Puta da Guerra, cada vez mais declarada e desmascarada… da minha parte sair-lhes-á bem cara a minha pele! Serenamente :)…

  7. Jgmenos,

    Mudar as políticas à escala Europeia invertendo o circulo vicioso da austeridade recessiva e mais importante que isso correr com os políticos corruptos e a bandidagem que nos tem governado. Tu podes emigrar também que não fazes cá falta nenhuma. É um bom princípio de proposta? Passariamos de Jgmenos a Jgmais e talvez recuperássemos um pouco da nossa dignidade.
    João Martins

  8. Publicai o poema do prémio Nobel da Literatura (1999) Gunter Grass sobre a loucura genocida de Israel e da NATO

  9. Gentleman diz:

    «estamos no limiar — se é que não o ultrapassámos já — dos Crimes Contra a Humanidade»

    Não brinque com as palavras. Crimes Contra a Humanidade e Genocídio (sic) foi o que os regimes de inspiração marxista perpetraram sobre os povos que tiveram a infelicidade de serem a eles submetidos. Factual e objectivo.
    O que é que propõe? Que voltemos a experimentar o Socialismo para ver se um dia, com sorte, dá certo?…

    • Sassmine diz:

      Factual e objectivo. Porque a carta de Dimitris Christoulas fala em Mussolini, mas vamos desviar o assunto. Porque estamos a morrer às mãos das políticas opostas às que descreve o Gentleman, mas é preciso é falar do Stalin. Socialismo, só com sorte, porque já se sabe o que o azar faz aos allendes desta vida (o azar é uma palavra simpática que o Gentleman vai apreciar com certeza aplicada ao dito mundo livre). Factual e objectivo, Gentleman. Aliás, como sempre. Tiro-lhe o chapéu. Até porque o nó de forca escorrega melhor com a cabeça descoberta.

    • Bar diz:

      Sim,os amanhãs que cantam com os especuladores q criam as guerras,a ignominia tudo o q é de maldade na natureza humana,só para roubar e derradeiro transcendental designio q é ter o dinheiro todo do mundo,i.e otrabalho não pago a quem trabalha..Como gosta muito dos americanos(deve ser aqueles do KKK!),entretenha-se seu fascista(ops!) democrata de merda:
      http://www.odiario.info/?p=2435

      Ainda se fosse intelectualmente honesto.

      P.S.D:abraços a esse expoente máximo do altruismo dias loureiro,isaltino,loureiro,duarte lima,eurico de melo(para não estar sempre a falar dos pedófilos do partido cliente sucialista),valente de oliveira(aí valleeeeeeeeeente)

  10. joão viegas diz:

    Ola,

    Discordo.

    Ao juridico o que é juridico, ao politico o que é politico.

    Não somos essencialmente vitimas à espera de remédio que nos venha do tribunal. Nem alias nos podemos comparar com vitimas de um qualquer genocidio ou de um crime contra a humanidade, a menos que esvaziemos completamente o sentido util destes conceitos, que infelizmente existe.

    Temos força de trabalho e direitos politicos, que bem utilizados podem assegurar direitos juridicos, e também pôr em causa a protecção juridica exorbitante de outros bens.

    Utilizemos esse trabalho e esses direitos como deve ser, e saibamos reconhecer quando não fomos capazes de o fazer, quanto mais não ser para tomar providências que não sejam quiméricas. O unico remédio esta ai.

    Quando o direito não nos auxilia, como podemos facilmente perceber que sucede neste caso, virar-se para os tribunais é confundi-los com igrejas.

    Que não são.

    E que alias não devem ser.

    Boas

    • Sassmine diz:

      João Viegas, o meu post é político, se reparar bem. O recado é para todxs nós, que estamos na luta. O resto a seu tempo se verá.

  11. Quando as políticas são assassinas e provocam milhares senão milhões de mortos e quando à documentação histórica que permite correlacionar uma coisa com a outra é de crime contra a humanidade aquilo de que se trata. Mesmo que o seguidismo dessas políticas seja por mera cegueira ideológica. O gentemlan poderia ir para o tarrafal que eu não me importaria nada.

    João Martins

  12. Os Novos Fascistas para o Tarrafal? A cometerem crimes hedíodos à maneira Pinochetista? Tou cheio de pena…Espere para ver o que esta História ainda vai dar. Isto não vai lá com disputas ideológicas blogosféricas…por muito que me custe estar-lhe a dizer isto Sassmine…

    João Martins

    • Sassmine diz:

      não vou responder ao comentário, vou só avisar que o próximo comentário sob este pseudónimo não será aprovado, João Martins.

  13. licas diz:

    L. Nadar says:
    5 de Abril de 2012 at 22:00
    Partilho da sensação. Esperemos que dia 12 de Maio aqueles que não querem ser co-responsáveis apareçam e saibam identificar o alvo a abater, que claramente não é a polícia, essa fachada hipócrita e cobarde, mas este Estado corrupto e autocrático.
    Responder
    MORTE AO ESTADO E A TODOS QUE O APOIAREM !!!

    • Sassmine diz:

      Em tempos, noutro blog, escrevi: não fôssemos um bicho tão estúpido, e eu escreveria um A em todas as paredes. Não mudámos assim tanto. Por enquanto mantenho o que disse então. Viva um Estado que zele pelo interesse do colectivo e do mais fraco, pela liberdade até ao limite do feedback, pela largueza de vistas e o respeito mútuo. é o mais próximo que consigo ver.

  14. Pois, não se esqueça que os fascistas que fizeram o Holocausco Nazi passados anos muito deles nem mostraram sinal de arrependemento. O Carlos Vidal tem carradas de razão. No fim os fascistóides assassinos ainda vão rir de todos nós.

  15. A.Silva diz:

    O capital desenvolve uma guerra sem piedade contra quem trabalha, e nós estamos a perder essa guerra. Há que organizar o contra-ataque, unir forças e chamar mais gente, criar novas narrativas que destruam o pensamento único e fascizante do capital!

  16. licas diz:

    A *pureza* do comunismo quandp *patrão*
    mede-se com os 30 milhões de mortos de Stálin.
    Por cá, não se esqueçam há um Partido Marxista-Leninista
    (Leninista só?) , precisamente o PCP . . . cujo modelo ainda vivo
    é o Cubano.

  17. licas diz:

    Afinal o espírito pidesco/censuratório viceja
    nos formatados em especial . . .
    AINDA estou à espera de *moderação* ???
    Moderação devia ser ministrada aos incitadores
    de assassínio (morte aos que não pensam como eu penso,
    os de escatologia (merda) e os the propugnam motins.

    • Sassmine diz:

      respire fundo, sim? não vivo dentro da internet, desculpe lá. quanto ao resto… se tivesse paciência até lhe respondia, mas sinceramente nem me parece que valha o tempo gasto. passe bem.

      • De diz:

        Cara Sassmine”:
        Há coisas e coisas.E há coisas como “licas”.
        “licas” é “apenas” um outro nick de algo que anda por aqui e por ali.Geralmente neste tom feito de raiva e de ódio,aproveitando tudo o que lhe vem à mão para fazer o seu (triste) papel.O que sobra são estes “escritos” que roçam o patético e o provocador e que denotam a imensa impotência de se mostrar como defensor do seu mundo que a cada dia que passa se mostra mais podre e corrupto. Eis o pequeno “atirador” para o lado a ver se colhe o seus frutos ou seja, se impede que o horror das notícias expressas por aqui seja exposto aos olhos de todos.
        O resultado é esta mistura de erros grosseiros e de grosseiras asneiras.
        Pusilânime,nem sequer tem coragem de defender já os seus ideais ou as suas ideias. Morde e atira para o lado.

        E fica fora de si quando o acaso não permite que cumpra o seu papel “tradicional”.
        Como se pode verificar,usando e abusando do linguajar do dito “licas”, no comentário “pidesco e censuratório (?) comum aos incitadores de assassínios feitos mercadejadores escatológicos dos que propugnam motins e coisas afins”

        Peço-te desculpa desta intrusão Sassmine. Mereces comentários mais elevados.E sobretudo que respeitem os temas que escreves e que comentas.

Os comentários estão fechados.