De que lado estamos?

Eu vou ao Chiado segunda-feira, às 6 da tarde, pintar um cartaz. Não tenho nenhuma simpatia pela polícia. Mas não vou ao Chiado por isso, vou porque vi um grupo de 6 mulheres a ser notificadas por um homem fardado armado porque pintavam um cartaz no chão (não o chão, um cartaz no chão!) de cor-de-rosa a dizer «Somos Todas Empregadas Domésticas». Se não somos capazes de uma acção de solidariedade com um grupo de mulheres, empregadas domésticas, é melhor encostarmos à oficina a rever a nossa visão do mundo.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

Uma resposta a De que lado estamos?

Os comentários estão fechados.