IMAGENS NÃO EDITADAS DA CARGA POLICIAL DO CHIADO – Nem infiltrados, nem provocadores. A polícia teve ordem para atacar.

Via POKE.

Depois disto, falta apenas saber quem deu a ordem à Polícia e ao Expresso. Miguel Macedo e Pinto Balsemão, querem fazer o favor de esclarecer?

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

92 respostas a IMAGENS NÃO EDITADAS DA CARGA POLICIAL DO CHIADO – Nem infiltrados, nem provocadores. A polícia teve ordem para atacar.

  1. Aspirante a Rebuçado diz:

    Opá, agora até o Pinto Balsemão está metido ao barulho? Não que o queira defender, mas atirar para todos os lados já roça no ridiculo. Que clima de «guerra fria», falem de outra coisa, o país não parou no tempo por umas chávenas partidas.

    • Renato Teixeira diz:

      Oh aspirante, viu o vídeo e a legenda do Expresso sobre o assunto?

      • David Rodrigues diz:

        Renato ele sabe lá o que o expresso tem a ver com o Pinto 🙂 Mas olha alem disto tudo havia mesmo provocadores pois nós sabemos vimos e filmamos policias por trá desse cordão a rebentar petardos de cara tapada como cobardes que são alguns que foi a desculpa para o policia que se ve de radio dar a ordem para a policia de choque aparecer de lado a espancar agora uqme deu a ordem ou home do radio não sei…sei é que apartir deste momento temos que estar preparados para lutar a sério a policia e os militares tiveram todas as hipoteses de se juntar ao povo não quiseram apartir de agora que cada um siga com o que acredita custe o que custar…ABRAÇO

        • Ze dos bones... hehehe diz:

          militares a juntarem-se ao POVO? que povo? o arruaceiro de rastas?!?! eu nao pertenco a esse povo, eu trabalho! e se nao tiver trabalho, luto e procuro por arranjar algo que me de sustento. Quem ainda paga a esses militares, que de tudo fizeram para nao carregar sobre ninguem e, este video e prova disso, com uma potetica revolucao, quem iria governar e o que?!?!? Ganhem juizo e TRABALHEM!!! Ou sao todos puritanos que nunca fugiram as financas nos ultimos anos, e roubaram o estado sempre que puderam… em alugueres de casas sem recibo, em facturas falsas, em SISAs ou IMTs aldabrados, em cunhas para uns e para outros. O primeiro que atire a pedra…

          • A.Silva diz:

            Vamos mas é f… esta merda toda, não é Zé dos…burros!

            E é isto o pensamento dos tipos de direita.

          • Bar diz:

            Zév dos burros estás a falar do dias loureiro e dos donos dos bancos que roubam e,nunca,mas nunca vão presos?Abraços ao eurico de melo,para o caso de estares a pensar na casa pia…

          • Robert diz:

            Mas k ignorância!! Este país há anos que está a ser aruinado pelos seus “governantes” e ainda existe pessoas a defender!!! Eu não percebo este mundo.

  2. Aspirante a Rebuçado diz:

    Vi Renato, e não consigo perceber como é que ainda não concluiste que esta coisa está a servir para muito pano para mangas e está a desviar as atenções daquilo que nos é prioritário. Deixem lá as conspirações para o fim-de-semana e mãos à luta que a exploração é muita.

  3. Aspirante a Rebuçado diz:

    Prioritário é não dividir ainda mais o que ja está dividido, é apontar soluções e não perder um tempo infinito em paranoias que so multiplicam paranoias, e sumando – soluções + paranoias elevadas a 10 = nada, nem um centimetro que a luta de classes avança

  4. Tiago Mota Saraiva diz:

    Este vídeo é um bocado surreal. Eles carregam, mas deixam-se cercar… No tempo do Dias Loureiro eram mais organizados.

    • Renato Teixeira diz:

      Sinceramente também acho. Tiveram medo e perderam a cabeça e isso deve bem encher-nos de coragem. 😉

      • Carlos Guedes diz:

        Apesar de tudo, não são estes os nossos inimigos. Ainda que muitos quando batem o façam por prazer. Não desviemos a atenção do que é essencial. O inimigo a abater é o gajo que dá as ordens. Mais o gajo que dá a ordem ao gajo que dá a ordem. Mais o gajo… estás a ver a ideia, não estás?

        • Renato Teixeira diz:

          Estou. Mas o gajo que cumpre as ordens quando a ordem é imoral não fica isento de culpa.

          • Carlos Guedes diz:

            Completamente de acordo. Principalmente se o faz com a merda do bastão virado ao contrário para atingir a malta com a parte metálica. Havendo fotos do gajo não é de apresentar queixa?

          • Rafael diz:

            Pensava que isto tinha ficado bem claro em Nuremberga mas mesmo assim ouço essa conversa de muitos amigos que embora se sintam enojados com a violencia policial, colocam esse “asterisco das ordens para cumprir” para atenuar a atitude destes rotweillers.

    • JjS diz:

      Mas também acabámos a pagar muito mais ao Dias Loureiro do que ao Miguel Macedo. Pelo menos que se saiba…

  5. antonio pinto diz:

    epaaa o spectrum ta offline?

    TUDO A FAZER O DOWNLOAD DO VIDEO E FAZER UPLOAD OUTRA VEZ…

    a censura voltou, filhos da puta.

  6. henrique pereira dos santos diz:

    Correu bem, Renato, correu bem. Se a malta não infiltrava a polícia com alguns dos nossos ninguém tinha ligado nenhuma à manif, e assim conseguimos uma semana de propaganda. Fixe. Vê lá se na próxima manif também conseguimos infiltrar mais alguns dos nossos na polícia, destes que resolvem armar cenas destas sem qualquer justificação, para a coisa não arrefecer.
    henrique pereira dos santos

    • Ze dos bones... hehehe diz:

      porreiro pa, ve la se te poes no lugar da frente, com um colete amarelo para saber quem es! assim ja tenho um actor principal para o meu proximo elenco.
      “O gajo que leva na corneta e nao aprende”

  7. Bazuca diz:

    Palhaçada. Vemos uma fila de 15 polícias a fazer frente a uma turba de dezenas de gajos a fazer peitaça e a provocar. E depois admiram-se que tenha vindo a força de intervenção. Olha Ó Renato, só tenho pena que não estivesses lá tu na fila da frente a levar uma bastonada nos cornos que era o que tu merecias.

    • Renato Teixeira diz:

      Oh Bazuca, os batuques provocam? E justificam o resto? Assim se vê…

      • artur diz:

        Ó esquerdelhos de merda vejam isto e agora digam que o Arménio é traidor quando disse que a CGTP não aceita actos de vandalismo. O que é isto senão vandalismo? Pró caralho pá, esquerdelhos que sempre fizeram o jogo da direita que se serve e aproveita de vocês. Se voçês trocassem as vossas cabeças com cabeças de burros estes matam-se com o desgosto! Aprendam com quem sabe, isto é, se quiserem aprender… Chiado Manifestação 22MAR2012 – agressões policiais afinal quem agrediu quem wmv
        http://www.youtube.com
        Se virem percebem bem o que disse o Arménio. A policia foi uma merda mas os vandalos o que foram?

  8. Anónimo diz:

    Esta gente que grita “fascistas!” insulta quem viveu sob o verdadeiro jugo do fascimo. Perdoai-lhes Senhor que não sabem o que dizem.

  9. Jorge Rosario diz:

    Acho muito bem esta carga de porrada! Fulanos com trompetas a fumar umas ganzas e beber umas jolas é sinonimo de protesto? Muito bem! Agora mandar com garrafas e cenas aos policias, afronta-los e depois querem que estejam quietos! E o policia ferido que so queria apaziguar as coisas?
    Ha um velho ditado, quem vai a guerra da e leva! e os bimbos, nao os verdadeiros protestantes, levaram!
    Ganhem vergonha, vao trabalhar em vez de enrolarem papelinhos para fumar e andar na batucada, é por causa de voces, chupistas, que o pais esta como esta!

    • Renato Teixeira diz:

      Está a falar para quem precisamente? Para a jornalista da AFP ou para o jornalista da LUSA?

      • António Duarte diz:

        não chegarão os media mainstream a falar só dos jornalistas, como se o resto da malta não fosse importante. coluna vertebral é uma cena fixe… também se diz aqui no 5dias que houve três feridos?? triste…

    • Maria diz:

      Ignorante.

    • Marco diz:

      Pensava que o país está como está por causa da corrupção de todos os governantes que nos andaram a roubar durante décadas e de bancos que criaram dívidas e nos deixaram a nós para pagar enquanto saem impunes …. mas pronto,afinal a culpa é da ganza e de quem a fuma….

  10. B.Fraga diz:

    porque é que é preciso inventar, procurar a violência?
    honestamente, parece-me que há um clima de provocação desde o primeiro momento e como em todos os de confrontação com a policia, não vejo que estas imagens sejam reveladoras de uma policia violentíssima!
    para quê estas bandeiras da violência policial, quando as bandeiras colectivas de todos são outras. porque é que os manifestantes mandam coisas à policia se não querem violência? porque é que estes manifestantes que em vez de se escudarem na violência da policia, não assumem que são pelo confronto com as forças policiais, pela luta pelo confronto? era mais honesto, parece que se procura a reacção da policia – ou será que não estou a ver bem as coisas e estamos a falar de uma demonstração de monges budistas sob o ataque dos fascistas?
    gritar fascistas é verdadeiramente exagerado e irracional. parece que se procura querer viver e estar num tempo que graças à luta dos nossos pais já passou. estes policias não são fascistas, são policias. ou achamos que ser policia é ser fascista??
    se queremos discutir uma sociedade sem autoridade é outra conversa, muito boa também. mas não me parece produtivo misturar tudo – acho que os portugueses não querem uma sociedade sem policias. talvez daqui a 300 anos queiram mas não agora. agora querem outras coisas e é aí que se centra a luta. parece-me que é dispersar e que isso não traz mais força, fragmenta. beatriz fraga.

    • Leo diz:

      “parece que se procura a reacção da policia” ??? Parece, não, procuraram mesmo a reacção da polícia. Eles não têm qualquer desculpa.

      • Renato Teixeira diz:

        Mesmo considerando os vossos considerandos válidos, que não são, porque não se procedeu à detenção dos ditos provocadores? (Eu só vejo batuques, mas adiante) É que a relação entre o zum-zum da rua para o Trindade e a carga sobre o Chiado não casa a bota com a perdigota, é absolutamente desproporcional e castiga tudo o que encontra à frente.

        • Leo diz:

          “porque não se procedeu à detenção dos ditos provocadores?” ???? Isso não servia para o combinado, pois não?

          Sem algum “sangue” não faziam nem abertura dos telejornais, nem primeiras páginas de jornais e muito menos a tal foto que a Reuters pôs a correr mundo.

          E a ideia era mesmo essa – abafar a greve geral, os trabalhadores que aderiram e principalmente a razão para a sua convocação – quer no país quer no estrangeiro.

          Objectivo ilusoriamente conseguido: Quem aderiu à greve não a esquece, muito menos esquece a falta de um dia de salário no fim do mês. E até fica com mais raiva dos betinhos que trabalharam para o “boneco” de mãos dadas com o governo.

    • anon diz:

      ser policia é obviamente servir um orgão repressivo do estado, portanto, sim é ser fascista
      pior ainda é que a maioria é fascista sem sequer ter noção disso

      • Leo diz:

        “ser policia é obviamente servir um orgão repressivo do estado, portanto, sim é ser fascista” ?????

        Quando é que aterra no século XXI? Já lá chegámos, não percebeu ainda?

    • Rafael diz:

      Porque a violência é endémica a este governo. Porque violência também é o aumento das taxas moderadoras que faça com qe há idosos a morrer em casa. Ou o aumento de sem-abrigos. Ou a desconsideração por professores e outros funcionarios publicos.Ou dizer aos jovems que abandonem família e amigos e toda uma vida porque aqui em Portugal não criaremos condições ecónomicas para que possam dar o seu melhor a este país. A violência social confunde-se com a dos bastões e é o mote de um governo liquidatário excepto para a alta finança e para as PPPs.

      • aliás diz:

        Absolutamente!

        “Liquidação total”, não são saldos, não são promoções, estão efectivamente a submeter o País à liquidação.

        É visível. É triste…

        Mas eu não vou sem dar luta, e também não caio em provocações por muito enraivecido que esteja com os verdadeiros filhos da puta psicopatas e sociopatas.

  11. Pingback: Depois da delação chegou a hora da censura? | cinco dias

  12. Bernardo Sequeira diz:

    Quando é que o povo vai perceber que é preciso organizarmo-nos contra a polícia?!

    Este governo não vai mudar de política, nem aceita ouvir o povo… Portanto, tem de ser o povo a tirá-lo do poleiro.

    Querem calar-nos! Querem que paguemos uma dívida que não é nossa!

    O que é preciso acontecer mais para sairmos à rua?!

    • Kalinikos meridratis diz:

      É preciso terem por um lado números suficientes e por outro organização e disciplina para enfrentar os meios de violência do estado com a mínima hipótese de vitória. E não era preciso violência nenhuma; bastava desobediência civil determinada e em massa para por o estado a ridículo a pôr malta na cadeia em catadupas. “Não nos podem prender a todos” era o lema na américados anos 60; e o vosso?

  13. Leo diz:

    “Quando é que o povo vai perceber que é preciso organizarmo-nos contra a polícia?!” ???????

    A polícia é o inimigo? Atraso de vida incrível, em pleno século XXI!

    • Renato Teixeira diz:

      E por avanço civilizacional devemos entender a subscrição da repressão com que o Leo nos tem brindado nestes dias?

      • Leo diz:

        “a subscrição da repressão” ?????

        Coisa mais parva e mais bushiana. É mesmo um atraso de vida também.

        • Renato Teixeira diz:

          Onde está a mentira trambolho? Anda para aqui a defender a actuação da polícia e a insinuar que tudo foi “combinado” e não quer que se tirem conclusões?

  14. Leo diz:

    “Anda para aqui a defender a actuação da polícia e a insinuar que tudo foi “combinado” e não quer que se tirem conclusões?” ???

    Eu não insinuei. eu afirmei. E repito o que antes afirmei:

    “porque não se procedeu à detenção dos ditos provocadores?” ???? Isso não servia para o combinado, pois não?

    Sem algum “sangue” não faziam nem abertura dos telejornais, nem primeiras páginas de jornais e muito menos a tal foto que a Reuters pôs a correr mundo.

    E a ideia era mesmo essa – abafar a greve geral, os trabalhadores que aderiram e principalmente a razão para a sua convocação – quer no país quer no estrangeiro.

    Objectivo ilusoriamente conseguido: Quem aderiu à greve não a esquece, muito menos esquece a falta de um dia de salário no fim do mês. E até fica com mais raiva dos betinhos que trabalharam para o “boneco” de mãos dadas com o governo.

    • um gajo qualquer diz:

      betinhos não! Os bófias do colete encarnado não são betinhos, mas trabalharam de mãos dadas com o governo. Será que têm consciência ou acham que bater em manifestantes faz parte da “luta”?

  15. B.Fraga diz:

    tamanha agressividade pá caramba. há policias estupidos, há policias brutos, há maus policias, como também há maus padeiros, maus investigadores, maus médicos, maus professores. essa raiva contra uma classe profissional onde existem pessoas honestas e bons profissionais é que eu não compreendo. raiva de classe que me parece ser pouco fruto da razão e mais da necessidade e vontade da luta com confronto e com violência (que é uma luta legitima mesmo com violência assuma-se é isso mesmo pá – não é legitimo é não se assumir e não dizer os dois lados, não mostrar os dois lados, enfim não mostrar a verdade, enfim manipular) é que para manipulação já nos chega a TVI.
    Não há mal nenhum em querer-se partir esplanadas e mandar pedras à autoridade, se nela se representa o “lado repressivo do estado” como disseram e se é isso que se quer combater, agora que isso seja assumido e que não se diga que não houve provocação, desculpem lá mas não me identifico de todo com essa guerra declarada à policia enquanto classe de trabalhadores – parece-me um desrespeito precisamente por esses cidadãos que são também trabalhadores – porque é que a policia tem de encarnar os males da nossa sociedade durante uma semana? Se são mostradas umas imagens mostrem também e com destaque estas, http://expresso.sapo.pt/as-imagens-que-antecederam-a-carga-policial=f714083 e assumam que os manifestantes que aqui estavam também procuraram o confronto. Porque é que ninguém diz isso pá se isso é verdade? Porque é que ninguém partilha no seu facebook imagens dos manifestantes a varrer a esplanada da brasileira antes da carga? Assuma-se a verdade como ela é, parece-me mais verdadeiro. E já chega de se criarem rótulos de classe “robocops” que muito desprestigiam estes supostos movimentos supostamente inclusivos de tod@s os cidadãos e cidadãs portugueses e criam fracturas entre os portugueses. beatriz fraga.

    • Leo diz:

      “para manipulação já nos chega a TVI.” Para manipulação já nos chega a generalidade dos media, acrescento eu.

      • Renato Teixeira diz:

        Para o Leo do programa do partido único, passando pela unidade sindical até à redução da imprensa ao Pravda é um pequeno passo.

        • Leo diz:

          Continua a infantilidade de ver tudo de forma bushiana a preto e branco. De tão previsível já cansa.

          • Renato Teixeira diz:

            O monotono a queixar-se de falta de cor. O que o leva mesmo a perder tempo por estas bandas?

          • Yoseph diz:

            “Quando é que aterra no século XXI? Já lá chegámos, não percebeu ainda?”

            “A polícia é o inimigo? Atraso de vida incrível, em pleno século XXI!”

            “Coisa mais parva e mais bushiana. É mesmo um atraso de vida também.”

            “Este gajo é outro que também está com dois séculos de atraso.”

            “Continua a infantilidade de ver tudo de forma bushiana a preto e branco. De tão previsível já cansa.”

            Voçê tem noção que comentar e não “dizer” nada, a não ser a sua frustação por não concordar com o que é escrito, mostra que no fundo não tinha nada para dizer?

      • Yoseph diz:

        Exacto! Só a internet é que ainda está a salvo. Por enquanto.. porque tentativas para o fazer não faltam.

    • l. neves diz:

      beatriz, se estiver atenta vai verificar que as imagens do expresso correspondem aos momentos que neste vídeo vão do minuto 3 ao min 4, mais coisa, menos coisa. e ninguém publica esas imagens pq toda a gente c 2 dedos de testa sabe que são uma encomenda da psp \ mai ao expresso.

    • Yoseph diz:

      B. Fraga, respeito o seu comentario e até concordo com parte dele. Realmente também acho que há maus e bons policias, não se devia por todos no mesmo saco. A policia pode reprimir manifestantes, mas também pode impedir um assasinio, uma violação etc… Também concordo que em qualquer sociedade: a policia, ou melhor, uma policia será necessaria. Mas existe uma grande diferença entre um mau policia e um mau padeiro, que é a autoridade atribuida ao primeiro. Ou seja, a propria policia não é uma classe profissional igual ás outras. Eles têm mais poder, e quando um policia é corrupto, ou quando desempenha mal o seu trabalho, ou mesmo que seja o chefe dele e ele só está a cumprir ordens, existe um grande risco para a restante sociedade.

      E mais importante é a questão da luta de classes, o governo independentemente do partido do “centrão” que esteja no poder, representa sempre a burguesia, o poder economico. O resto é areia para os nossos olhos. A policia é basicamente o exército da burguesia. É a policia que irá defender primeiro e por ultimo os interesses contra os quais eu luto.

      Qual serão os motivos que levam a que sejam destacadas essas unidades policiais para as manifestações?(e esquecendo o exagerado numero de unidades) será que é para proteger os manifestantes de carteiristas? Será para impedir violençia entre manifestantes? Será que é para impedir que os manifestantes invadam instituições publicas? Estarão eles a proteger a propriedade privada da pequena burguesia, instalada nas zonas por onde os manifestantes passam? Eu concordo que é preciso admitir que objectos foram atirados para a policia, que as provocações não foram só danças e musica, mas quem esperava o contrario? Era uma manifestação onde como já se sabe os animos se exaltam, especialmente nestes tempos que passamos. Se calhar a melhor maneira de lidar com isto, não era por certo, pôr ali a policia, em modos intimidantes, para com os manifestantes, que são parte do povo, que na realidade são(ou deviam ser) a própria razão de existencia da policia.

      Não vou estar com teorias de conspiração a afirmar que era isso que o governo e seus campangas queriam, mas acho logico que tenha sido isso que se tenha passado.

      • e a verdade? diz:

        e antes do minuto zero do vídeo? não se passou nada? não detiveram, no passeio atrás da linha de polícias com colete – para identificar (?) – um manifestante (?) que atirava petardos? e não era previsível que isso fosse criar confusão?

        e no dia 21 de Janeiro? não houve gajos do MON (?) com tochas das claques de futbol? nessa ocasião a policia não quis deter e identificar os neonazis com tochas. protegeu-os…

    • Yoseph diz:

      B. Fraga, respeito o seu comentario e até concordo com parte dele. Realmente também acho que há maus e bons policias, não se devia por todos no mesmo saco. A policia pode reprimir manifestantes, mas também pode impedir um assasinio, uma violação etc… Também concordo que em qualquer sociedade: a policia, ou melhor, uma policia será necessaria. Mas existe uma grande diferença entre um mau policia e um mau padeiro, que é a autoridade atribuida ao primeiro. Ou seja, a propria policia não é uma classe profissional igual ás outras. Eles têm mais poder, e quando um policia é corrupto, ou quando desempenha mal o seu trabalho, ou mesmo que seja o chefe dele e ele só está a cumprir ordens, existe um grande risco para a restante sociedade.

      E mais importante é a questão da luta de classes, o governo independentemente do partido do “centrão” que esteja no poder, representa sempre a burguesia, o poder economico. O resto é areia para os nossos olhos. A policia é basicamente o exército da burguesia. É a policia que irá defender primeiro e por ultimo os interesses contra os quais eu luto.

      Qual serão os motivos que levam a que sejam destacadas essas unidades policiais para as manifestações?(e esquecendo o exagerado numero de unidades) será que é para proteger os manifestantes de carteiristas? Será para impedir violençia entre manifestantes? Será que é para impedir que os manifestantes invadam instituições publicas? Estarão eles a proteger a propriedade privada da pequena burguesia, instalada nas zonas por onde os manifestantes passam? Eu concordo que é preciso admitir que objectos foram atirados para a policia, que as provocações não foram só danças e musica, mas quem esperava o contrario? Era uma manifestação onde como já se sabe os animos se exaltam, especialmente nestes tempos que passamos. Se calhar a melhor maneira de lidar com isto, não era por certo, pôr ali a policia, em modos intimidantes, para com os manifestantes, que são parte do povo, que na realidade são(ou deviam ser) a própria razão de existencia da policia.

      Não vou estar com teorias de conspiração a afirmar que era isso que o governo e seus campangas queriam, mas acho logico que tenha sido isso que se tenha passado.

  16. Tima diz:

    Um Governo que envia uma polícia de choque para uma manifestação pacífica e com a particularidade de ser realizada por um povo com uma espinha de luta equivalente à de uma preguiça sul-americana só pode estar o ostentar uma agressividade eminente.
    No 15 de Outubro estavam cerca de 35 carrinhas da polícia de choque (só na rua das Francesinhas eram 22 estacionadas) com cerca de 10 ocupantes por veículo é fazer as contas.
    O Governo institucionaliza o poder de controlo total de manifestações, lança relatórios internos completamente fantasiosos de revolta nas ruas como mostra bem a 1ª página do DN de hoje e temos de ser compreensivos e meter nas nossas cabecinhas que coitados dos polícias também são seres humanos e que os movimentos sociais é tudo uma cambada de chulos que não querem trabalhar e só querem fazer revoluções com copos de vidro e chávenas de café da Brasileira?!?
    Sério! Vão ver pornografia. Sempre fazem algo de útil em vez de virem para aqui humanizar um Governo que está a cagar-se para vocês que tanto o defendem.

    • Kalinikos meridratis diz:

      22 estacionadas? E não houve ninguém que lhes largasse lume por baixo?.. tss, tss, ao k chegámos.

  17. Leo diz:

    “O que o leva mesmo a perder tempo por estas bandas?”

    Uma vez sem exemplo acabou por dizer a verdade. Anda por aqui a perder tempo.

  18. Quando é que aprendemos? Quais tambores e ferrinhos? Quais ovos? Quais comentários não fundamentados durante uma semana sem sentido nenhum? A luta deve ser na rua, muito bem, mas não desta forma estúpida e infantil! Essas não são as minhas armas. Ir ao cerne da questão, ao fundo do poço, formar as pessoas nos bairros para uma nova cidadania menos opressiva, mais solidária e verdadeiramente EM CONJUNTO! Por aqui sim pode-se chegar a algum lado.

    • Não é assim tão difícil! Difícil é chegar lá com os mesmos argumentos de sempre. As armas são as de sempre. Reunir as pessoas, fazer algo por elas, percebê-las, não comprar jornais de merda e tendenciosos, cagar no político chupista, ser melhor do que ele, e se isso não chegar, duas tomas ao acordar!

  19. Moreno diz:

    Nos idos anos de 1975, 76,77 e por aí fora também havia uns autsaider Os MRPP cuja designação seria Meninos Rabinos Pintam Paredes designavam-se de Maoistas Marxistas Leninistas Comunistas tudo a terminar em “istas” , E depois havia as juventudes partidárias que os partidos tinham que pôr na linha porque também faziam mais estragos do que aquilo que construiam.
    Sabem onde andam estes meninos ?
    É que estes meninos, procediam exactamente da mesma maneira, com as mesmas macacadas em frente da polícia no intuito de provocar, quando a policia investia já esses meninos tinham dado á soleta e quem lá ficava era o povo incauto.
    É que estes meninos já têem mais idade e como ainda não arranjaram um tacho como o mais conhecido deles todos o Barroso que de Durão nada tinha e era sempre o primeiro a fugir.
    Perguntem como era ao Arnaldo Matos Que era á data o educador do povo, Ao Garcia Pereira o agora Advogado do povo.
    Pensam que é assim que se fazem “revoluções” ?
    Pensam que é assim que se mudam mentalidades?
    Pensam que é assim que introduzem algum civismo, educação, respeito e democracia?
    Se é que é isso que pretendem. Pensam que por alguns terem um canudo enrrolado lhes dá direito a mais indignação do que aos que sobreviveram ao faxismo e veêm o que se passa agora, trabalharam uma vida inteira , alguns ainda trabalham e levam para casa meia duzia de tostões ou seja centimos quer de salário quer de reforma ?
    Sejam inteligentes não é provocando seja quem for que chegam a algum lado.
    Querem ser Revolucionários? Muito bem comecem por vocês quando forem votar mostrem quem manda e elejam os que realmente merecem dirigir o destino do país.
    Não participei no 25 de Abril para ver o país a pedir uma ditadura por vossa causa,como aconteceu com o PREC.

    • aliás diz:

      Pois é… está tudo a vir ao de cima.

      Agora é que a porca torce o rabo, infelizmente parece que andam por aí uns meninos que vão ter que “ver para crer”, não lhes bastando os avisos sábios e previdentes de quem já andou nisto.

      E por muito que estes sejam “outros tempos”, que o são, o cardado das botas é o mesmíssimo.

    • Yoseph diz:

      Antes de mais obrigado a todos os que lutaram pelos direitos conseguidos no 25 de Abril. Pelo menos podemos falar destas “coisas”. Quase tenho pena de não estarmos numa outra qualquer guerra injusta, onde os militares se fartem e juntem-se ao povo para uma nova revolução. Para ver se os direitos que foram abafados pela contra-revolução encabeçada por esses capitalistas, que ainda nos governam, possam finalmente ser direitos adquiridos.

      Bem quanto ao MRPP e os seus traidores de classe, tenho de concordar consigo.

      Agora, acho extraordinariamente espantoso que voçê, pergunte-nos se pensamos que é assim que se faz uma revolução, para depois, mandar-nos ir votar.
      Ao invés de lhe perguntar a si como se faz uma revolução, deixe-me lhe perguntar se você sabe o que é uma revolução?

      Se eu peço uma ditadura, está claro que sim! Mas não é uma ditadura de um partido ou de uma pessoa, é sim uma ditadura do proletariado! Uma ditadura de classe!Uma democracia dos trabalhadores. Não para trocar de lugares e passar a ser a classe opressora, mas antes, para acabar com as classes.
      Se é um objectivo um pouco utopico para a nossa situação politico-economica e social, talvez..
      Se isso me vai parar? Nunca! O contrario seria aceitar este sistema injusto, esta ditadura da burguesia, como inevitavél.

  20. Johnny C diz:

    Será da minha vista, ou na realidade o que se vê claramente aqui é:

    um grupo reduzido de polícias a levar com garrafas e papeis e porcarias em cima, e a serem insultados, sem nada terem feito para tal acontecer.
    Seguidamente, vem um grupo um pouco maior de agentes que recebe uma ordem e desata a dar porrada em tudo o que mexe.

    Será que está (quase) TUDO parvo ou serei eu a ver mal?
    Tudo, sejam manifestantes ou agentes ou o que seja…
    Vejo ali pessoas que olham com ar de desaprovação quando atiram cenas ao policias (fixe, menos mau..) vejo gente indiferente, e vejo gente a mandar cenas pelo ar e a chamar nomes aos agentes. Não vi NINGUÉM a imobilizar os parvos que atacaram os polícias. Nem os próprios polícias. Nem os manifestantes.
    Depois do nada vêm mais policias e começa a “corrente de cacetada”, e aí vejo agentes que preferiam estar em casa com os filhos, e outros que PAGAVAM para fazer aquilo.

    A meu ver (e deve ser mesmo só do meu ponto de vista), há aqui mais gente de ambos os lados que devia levar um tareão do que gente a tentar fazer alguma coisa de útil.
    Façam um favor a toda a gente, sejam “policia” ou “civil”:
    Se querem matar-se uns aos outros e brincar ao “foi ele que começou”, façam-no bem longe… bem longe daqueles que querem lutar “por algo” e não “com algo”,
    que isto de brincar com coisas sérias já deu pra ver onde nos leva.
    Temos mais que fazer.

    Há dias em que penso que a esperança do mundo está na destruição da raça humana em massa.
    VERGONHOSO!
    Tenham vergonha na cara – repito – (quase) Todos.

  21. Carlos diz:

    É pá desculpem lá, eu até as ito que a policia se excedeu! Mas no video só consigo ver objectos atirados à policia!! Depois nao se podem queixar né?!?

  22. Carlos diz:

    É pá desculpem lá, eu até as admito que a policia se excedeu! Mas no video só consigo ver objectos atirados à policia!! Depois nao se podem queixar né?!?

  23. Bruno diz:

    Se chamar aos PSP filhos da puta, atirar com o que tem a mão aos policias, fazer “peito” aos policias não é provocar o confronto, não sei o que seja…
    Presumo que TODA A PESSOA SE SINTA OFENDIDA QUANDO CHAMAM À NOSSA MÃE PUTA…!!!! Todos menos os policias,esses não podem ficar ofendidos…
    E depois ficam admirados com a resposta…

  24. Pingback: FLASHMOB DO CHIADO – “Estou a ‘incorrer’ no artigo 45º da Constituição” | cinco dias

  25. licas diz:

    Bruno, poie disse muito bem: quando um Polícia se demite da sua função
    de manter a ordem pública. . . que seja demitido o poltrão . . .
    SÓ É POLÍCIA QUEM QUER . . .
    Só é revolucionário quem está disposto a fazer a revolução.
    Agora, por revolucionário: sabem que quando aluno do liceu (Gil Vivente) , pelos anos 40,
    quem era o chefe mandão, arvorado em Comandante de Castelo da Mocidade
    Portuguesa? o Carlos Fabião . . . ESSE MESMO!

    • De diz:

      Ahahahahha

      Um com dotes pidescos arvorado em ?
      …licas….

      ahahahhaha
      ESSE MESMO

      (está bem assim?
      Ah,sorry…falta-lhe o ponto de exclamação:
      ESSE MESMO!)
      Ahahahahah

  26. anti rastas diz:

    Acho muito bem o comportamento dos sr. agentes, qual batuques e rastas e comportamentos de macacos, é porrada em cima dessas bestas ,e mais digo porrada em tudo que tente sequer se manifestar, pois quem manda sao os sr. do governo eleitos democraticamente pelo verdadeiro povo portugues, gente que trabalha, vai a missa ao domingo e desconta parte do que ganha.
    Vao mas é trabalhar ao inves de andar em manifestaçoes seus malandros, comedores de rendimentos minimos, se tivessem uma mao firme em casa tinham aprendido a ter educaçao.

Os comentários estão fechados.