Vídeo com a agressão a Patrícia Melo, jornalista da AFP


(Em câmara lenta a partir dos 22′)

O vídeo mostra que as bastonadas que a polícia de choque deu à Patrícia Melo, da AFP, não têm qualquer justificação e volta a ficar claro que os dias do Miguel Macedo no governo há muito que deviam ter terminado. Até quando vão continuar sem tirar as devidas consequências dos seus actos?

Art.º 382 (Abuso de poder) do Código Penal “O funcionário que, fora dos casos previstos nos artigos anteriores, abusar de poderes ou violar deveres inerentes às suas funções, com intenção de obter, para si ou para terceiro, benefício ilegítimo ou causar prejuízo a outra pessoa, é punido com pena de prisão até 3 anos ou com pena de multa, se pena mais grave lhe não couber por força de outra disposição legal”

A Agência Lusa já apresentou queixa-crime contra as agressões a José Sena Goulão.

 

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

30 Respostas a Vídeo com a agressão a Patrícia Melo, jornalista da AFP

  1. António Silva diz:

    “não têm qualquer justificação”?!!
    Então a senhora vai-se meter entre a polícia e os manifs e está à espera de quê? Receber rosas?…

    • Renato Teixeira diz:

      Não. Fazer o seu trabalho.

      • Rui diz:

        Então caso para dizer… ossos do ofício!!

        • De diz:

          Este comentário é para ter piada?
          Ou é apenas uma tacanha posta para desculpabilizar os esbirros do Macedo?

          • Sandro diz:

            António Silva devia ter vergonha pelo que escreveu… Aquela “menina” está ali para que o senhor (que provavelmente ficou em casa) possa ver que uma multidão está a tentar lutar pelos seus direitos.

          • Miguel Silva diz:

            Deve (Rui) ser familiar ou amigo, ou até andar amantizado com algum deles. Pode ser k te caia em cima um dia. Como este país vai… Já tenho vergonha d ser Português.

    • De diz:

      António Silva
      Por cá andam umas luminárias a tentar justificar as agressões promovidas por alguns dos saudosos da PIDE de outros tempos.

      O pior é que as imagens falam por si.Um bastão ao contrário vale mais do que as palavras mal amanhadas de um lambe-botas do poder
      A direcção da PSP sai-se com uma resposta que só por si é um tratado.. Entretanto esta agressão inqualificável a uma jornalista corre mundo.Os pulhas no poder, lambe-botas também, agora já não falam na “imagem de Portugal”?
      Regra geral é isto.Os pulhas não costumam ser coerentes nestas pequenas coisinhas

    • João diz:

      Você é um perfeito imbecil! Estúpido! Burro! Ignorante! Devia ser banido da sociedade por um pensamento tão mesquinha e baixo… Queria ver se fosse sua mãe tomando uma pancada na cabeça… Imbecil!

    • Márcio Laranjeira diz:

      O facto de o senhor António Silva saber e com muita razão que já se espera que isto aconteça, não significa que quem ali esteve a exercer o seu trabalho ou o direito a manifestar-se esteja à espera de receber rosas. Mas creio que deve repensar a questão da”justificação” já que continua a não se justificar que a Polícia de Segurança Pública agrida pessoas que se manifestam. Por acontecimentos como estes compreendo o seu medo. Mas que ele não se vire contra quem age contra isso. Já que pelo menos ainda há gente (mesmo que pouca) a fazer algo também por si.

  2. Anónimo diz:

    E quanto à greve propriamente dita, que comentários tece?

    • De diz:

      Todos os comentários devem e podem ser tecidos sobre a greve.
      Acontece que nos comentários sobre esta,aparecem uns neoliberais caciqueiros a falar sobre… o caso de Toulouse ou sobre a cor da pata do cavalo branco de Napoleão
      Agora que se desmascara a fúria e a atitude fascistóide de um zeloso pulha ao serviço do poder da direita caceteira,surge um comentário a atirar de novo para o lado
      Significativo.E revelador dum modus operandi.
      Sob anonimato,claro

  3. Vítor Vieira diz:

    Pergunto-me se quem atirou “coisas” à polícia não seria igualmente polícia… é que esta, nitidamente, agradeceu o acto, pois “justificou” as suas ações. Ontem, nos Leões, tive de travar um “excitadinho” que queria deitar abaixo as grades. Tinha mesmo ar de polícia de secretaria, e quando o confrontei com o facto de ser sindicalista e o mandei embora, meteu o rabinho entre as pernas e foi-se… Quanto à Patrícia Melo, o agente comete uma infração ao usar o bastão ao contrário. É o que dá querer mostrar serviço. Pelo menos não deu tiros para o ar. Podia ir a passar (voando…) um trauseunte…

    • subcarvalho diz:

      claro sr. vitor…tudo em rebanho e a bater palminhas para depois assinarmos os acordos com o patronato em que SÓ perdemos alguns direitos.
      vá à badamerda!!

    • luis diz:

      És mesmo atrasado mental.
      Quem tem medo de sindicalistas?
      Eu não…. eu não

  4. Pingback: A PSP continua a fazer as notícias, nas Greves Gerais – 1 | cinco dias

  5. Pingback: A PSP continua a fazer a notícia, em dias de Greve Geral – 1 | Total Blog

  6. Bar diz:

    A policia anda stressada com a prisão dos banksters,teeem tido muito que fazer.Politicos corruptos(os do PSD/CDS/PS) que saem dos desgovernos e vão logo parar à Banca,etc e tal.

  7. António Silva diz:

    Isto é tão triste. No fim do dia, em vez de se falar do real impacto da greve, está toda a gente preocupada com um incidente menor que nada tem a ver com os objectivos da greve. Daí tanta gente dizer que a greve é uma inutilidade. Daí tanta gente gostar cada vez menos desta esquerda balofa e se alhear da política.

    • De diz:

      Pois claro que é triste.
      É mais do que isso.É a prova provada do carácter do regime e no que ele se está a transformar.
      Um esbirro agride assim uma jornalista.Macedo tem que ser responsabilizado.Os governantes neoliberais com tiques fascistas têm que sofrer as consequências.
      As imagens correm mundo e ainda bem.
      Este Silva (agora é antónio,é?) tenta tapar os excessos da tropa fandanga da forma que pode.Deita até uma lagrimazita sobre o “real impacto “desta greve,enquanto tenta cumprir o seu serviço debitando sobre o “balofismo”.
      Número errado. A face do poder está mais nítida.As tentativas dos seus apaniguados também,trazidas desta forma patética ( e repetida,pois então)pelos “silvas” de ocasião

      • António Silva diz:

        Conte os artigos e comentários sobre o bastão e sobre o resultados da greve. Acho que deve ter aprendido matemática para isso.

  8. Parece que, além dos do lombo da foto-jornalistas . . .
    *impactos* não os houve, pelo menos por agora. . .
    mas estamos no fim de semana, TENHAMOS FÉ . . .

  9. nuno diz:

    epah atao agora a policia e a ma da fita???lololo, o que e que a policia devia ter feito??? deixasse o caos instalar-se em relaçao ao trabalho dos jornalistas, estes n deveriam estar naquela posiçao deveriam sim estar do lado das forças policiais de maneira a terem protecçao de eventuais ataques, e claro(isto e a minha opiniao) existe um pouco falta de profissionalismo no jornalismo portugues, quando a trabalhar n deveriam tomar parte de um dos lados envolvidos.

    • eu diz:

      “do lado das forças policiais de maneira a terem protecçao de eventuais ataques”… ganda piadão… Então eles (forças policiais) é que são os agressores, e devuam estar do lado deles, só se fosse para levar mais pancada… tristes…
      é por causa de alguns palhaços come este bófia que existe ódio generalizado contra o sistema… mas tudo bem, defendam-no… tristes

  10. O caso de *Toulouse* é uma questão da cor da pata
    do cavalo branco de Napoleão, De afirma.
    Assim se vê _____de que força é o PCP.
    Não foi um caso de ódio, nem de racismo, nem de terrorismo,
    nem de brutalidade assassina, nem de insensibilidade perante CRIANÇAS.
    Nada disso . . .
    E os assim os *isentos formatados* vivem de consciência tranquila . . .
    Mas que boa opção.

  11. Pingback: O Miguel Macedo pode não ter a decência de se demitir mas o Ministério Público não pode passar pela vergonha de não o julgar. | cinco dias

  12. ana diz:

    Tenha vergonha na cara sr. António.

  13. ana diz:

    quanto á matemática Sr. Silva, espero que não seja licenciado na matemática do outro silva.

  14. Pingback: FLASHMOB DO CHIADO – “Estou a ‘incorrer’ no artigo 45º da Constituição” | cinco dias

  15. Pingback: Até o único vídeo que o MAI gostaria que fosse filmado, nas costas da polícia, demonstra que a repressão foi indiscriminada. Manifestantes pacíficos, jornalistas, turistas ou simples transeuntes, foram varridos por ordem do Miguel Macedo. | cinco di

  16. Pingback: Até o único vídeo que o MAI gostaria que fosse filmado, nas costas da polícia, demonstra que a repressão foi indiscriminada. Manifestantes pacíficos, jornalistas, turistas ou simples transeuntes, foram varridos por ordem do abjecto Miguel Macedo. |

Os comentários estão fechados