«Nós não aceitamos actos de vandalismo…»

Foto de Paulete Matos

Arménio Carlos concluiu com estas palavras o debate em que participou, ontem, na TVI24. Ter-se-á esquecido de se informar sobre o que realmente aconteceu? Terá sido mal informado? Não sabemos. Para a história ficam as palavras infelizes que resolveu proferir. É histórico o desprezo com que a CGTP trata os movimentos sociais que vão surgindo e não há, infelizmente, nada de novo aqui.

O que não é admissível é que Arménio Carlos se tenha «esquecido» de referir a agressão de que foi vítima o Rui Maia, membro dos Precários Inflexíveis (PI), à chegada à Assembleia da República. Alguns elementos da segurança da CGTP tentaram impedir a entrada dos PI na praça e o Rui foi barbaramente agredido e teve mesmo que receber assistência hospitalar. Houve um elemento da segurança da CGTP que ainda tentou impedir que as coisas se passassem deste modo. Mas foi um esforço inglório. É preciso salientar que os PI foram convidados pela CGTP a integrar o desfile que saiu do Rossio em direcção a S. Bento.

Se Arménio Carlos não aceita actos de vandalismo então que não faça a «figurinha» de parecer estar a defender a brutalidade policial e a esquecer o que os seguranças da CGTP fizeram. Ou serão desculpáveis e/ou aceitáveis os actos de vandalismo levados a cabo por estes?

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

20 respostas a «Nós não aceitamos actos de vandalismo…»

  1. Pingback: Arménio Carlos segundo Carlos Guedes (ou: estou à espera de uma Greve Geral convocada e organizada pelo Carlos Guedes e pelos seus blocos) | cinco dias

  2. Pedro Passos Trocados diz:

    “Roma não paga a traidores”.

    24horas antes, os precários flexíveis desertaram da manif dos indignados, porque consideravam fundamental seguir com a CGTP. Agora, não se queixem: eles é que quiseram dar o corpinho ao manifesto. ahahahahah

  3. Vasco diz:

    Histórico é as provocações que os chamados «movimentos sociais» (alguns, evidentemente) armam nas manifestações promovidas pela CGTP – e não só, como foi o caso da manifestação Paz Sim! NATO Não!. Sim, provocações…

  4. miguel serras pereira diz:

    Muito bem, Carlos Guedes. “É histórico o desprezo com que a CGTP trata os movimentos sociais que vão surgindo e não há, infelizmente, nada de novo aqui”. Inteiramente de acordo. E podia – devia – até acrescentar-se que as práticas referidas só podem confirmar a representação corrente de um horizonte fechado e sem alternativas, ao mesmo tempo que desacreditam os sindicatos, corroboram a ideia de que a CGTP é, em grande medida, uma correia de transmissão do PCP, e, por fim, servem os interesses daqueles que temem, bem mais do que o PCP, a exigência de democracia e autonomia radicais que outrora, e bem, se confundiam com a ideia comunista.

    Saudações solidárias

    msp

  5. Augusto diz:

    Pois é Carlos Guedes, o Jeronimo defendia cada um na sua Bicicleta, mas lado a lado, estes defendem cada um na sua bicicleta, para chocarem de frente.

    Há muita gente na esquerda que de tão sectária , são incapazes de acções unitárias sem serem eles a controlar.

    Se não controlam chegam a vias de facto.

    E pior são incapazes de aceitar opiniáes contrarias ás suas, é o caso do Carlos Vidal que CENSURA comentários que não que agradam.

    Assim não vamos longe.

    • Carlos Guedes diz:

      Não censura. Pelo menos no seu caso não. Tente(m) perceber que não passamos o dia agarrados ao computador…
      Eu censuro. E deixo claro que censuro qualquer insulto a membros deste blog. A não ser que o insulto me seja dirigido e eu ache que merece resposta. Por isso censurei um comentário de A. Silva que insultava o Miguel Serras Pereira. Não para defender o Miguel, mas porque não vejo interesse em insultar a pessoa sem sequer se esforçar por usar um argumento que contrarie o que ela diz.

      • miguel serras pereira diz:

        Sim, Carlos Guedes, tu censuras – e bem – os insultos e ruídos que referes. Mas há no 5dias quem não se coibindo de atacar e insultar terceiros nos posts e comentários que escreve se gabe de não lhes dar o direito de resposta. Os dois principais promotores e arautos deste “arco censório”, que felizmente não inclui a maioria dos que escrevem no blogue, têm nome: são o Carlos Vidal e o Renato Teixeira. Cf. o testemunho de um dos interessados: http://5dias.net/2012/03/23/armenio-carlos-segundo-carlos-guedes-ou-estou-a-espera-de-uma-greve-geral-convocada-e-organizada-pelo-carlos-guedes-e-pelos-seus-blocos/comment-page-1/#comment-351178 – e não esquecer também a eloquente mudez do outro (RT) acerca das questões que tu aqui levantas.

        msp

      • A.Silva diz:

        Insultava?????

        Realçar a predisposição de MSP para dividir a esquerda é insultar?

        Afirmar que o seu comportamento é baixo, é insultar???

        Ahhhh puros ouvidos para quem abster-se é uma actitude violentíssima!…. Ops, não é o seu caso Carlos Guedes.

        • Carlos Guedes diz:

          Insultava sim. Sem sequer realçar coisa nenhuma.
          Se o MSP tem uma predisposição para dividir a esquerda não sei. Até porque creio que o MSP não terá idade suficiente para ser o «progenitor» de uma coisa que tem vindo a acontecer desde há 100 anos… ou mais.
          Quanto à ATITUDE que refere… ainda bem que sabe não se tratar do meu caso. É que essa insinuação é rasteira! A insinuação. Não o A. Silva.

  6. Nuno Cardoso da Silva diz:

    Nos movimentos soociais há muito que percebemos que a CGTP não tem nada contra o actual sistema. Só quer é arrancar mais uns dinheirinhos lá para o pessoal… Se o governo pagasse os 13º e 14º meses, não quisesse despedimentos sem justa causa, e subisse o salário mínimo para €500, a CGTP já ficava contente e deixava de incomodar o poder oligárquico. Quanto aos Precários, que têm colaborado com a Plataforma 15 de Outubro, preferiram desta vez ser bibelots da CGTP e viram o resultado! Para a próxima já sabem…

  7. xatoo diz:

    o Miguel Serras Pereira (notório anti-comunista e profundo revisionista histórico) é o principal argumento contra ele.

  8. Niet diz:

    Xatoo, deixe-se de ilacções estalinistas completamente caducas e obsoletas. Andou pelas bandas do MRPP a ajudar o Garcia Pereira na última campanha presidencial… Mesmo assim não aprendeu nada de novo contra essa língua-de-pau que o envolve há anos e gela todas as hipóteses de diálogo, como se verifica. Na Grécia os estalinistas e o seu sindicato(PAME) também bateram e entregaram à polícia autonomistas e anarquistas que queriam manifestar na Praça Syntagma. Aliàs, a situação grega é notável- surgiu mesmo um novo grupo autonomista de grande qualidade- e há combates e situações de duplo poder em muitas cidades. Niet

  9. Deixe que lhe diga que a forma como acusa, condena e enforca Carlos Vidal e Renato Teixeira não é lá muito abonadora, este blog está cheio de vespas e fala você de Arménio Carlos…

  10. Pingback: Um compromisso tão grande quanto a nossa diferença | Spectrum

Os comentários estão fechados.