PROTESTO MUNDIAL – Em 2012 como em 2011, lá como cá, é preciso fazer Abril em Maio. Se toda a gente assim quiser, a Primavera Global vai continuar!

12 de Março de 2011 foi uma data histórica para a indignação em Portugal com uma das maiores manifestações da história recente. Esse rastilho de mobilização cidadã incendiou depois várias cidades da Europa, a partir de 15 de Maio, seguindo o mesmo impulso vindo também das revoltas no mundo árabe. O ano de 2011 ficou marcado depois pelo dia de protesto mundial: 15 de Outubro de 2011. Do Japão ao Brasil, dos EUA à Europa, o chamado movimento da/os Indignada/os saiu para a rua, manifestou-se, exigiu ser ouvido. O ano ficaria marcado também pela ocupação de Wall Street em pleno coração da economia e do sistema financeiro global e que se transformou no movimento Occupy.

Entretanto já inúmeros colectivos mais locais, de transição ou de bairro ou movimentos sociais tematizados se organizavam há algum tempo propondo alternativas. O que transparece de todo o ano 2011 é que muitas pessoas quiseram clamar indignação, construir resiliência, resistir e exigir mudanças. Agora uma nova data internacional – de 12 a 15 de Maio – dará lugar a um novo Protesto Global.

No próximo dia 12 de Maio várias manifestações se realizarão por todo o Mundo. Em Portugal podemos organizar eventos coordenados em vários pontos das cidades e do país, nesse dia e nos restantes dias de Maio. Esses eventos poderiam juntar acções já previstas e outras a desenvolver a pretexto dos temas mais diversos.

Podemos tornar Maio, num mês de Indignação e também de Mudança. Esperamos demonstrar criatividade e empenho de todas as pessoas e colectivos que querem ter voz.

Por isso sugerimos que dia 24 de Março se realize uma reunião aberta, a partir das 14h na Ler Devagar/Lx Factory, em Lisboa, para pensar modos de operacionalização, discutir propostas e lançar iniciativas que devem depois continuar a ser discutidas e melhoradas, nos locais que se entenderem e nos colectivos que decidirem aderir a esta iniciativa. Solicitamos então que cada pessoa, colectivo ou movimento traga ideias, sugestões e propostas de ações, caso aceite participar nesta iniciativa comum.

Subscrevem este apelo inicial (até ao momento):

Ana Margarida Esteves, Ana Nicolau, Afonso Francisco Pereira, António José Lourenço, António Pedro Dores, António Subtil, Álvaro Fonseca, Bruno Gonçalves, Dolores de Matos, Fernando André Rosa, Gil Penha-Lopes, Inês Subtil, João R., Joaquim Paulo Nogueira, José Falcão, Lídia Fernandes, Lia Nogueira, Luís Alves, Magda Alves, Margarida Paredes, Michele Cirafaci, Micol Brazzabeni, Miguel Castro Caldas, Nuno, Susana Boletas, Teresa Alves, Otávio Raposo, Paula Montez, Paulo Raposo, Pedro Jerónimo, Pedro Rocha, Renato Guedes, Renato Teixeira, Rui Cruz, Rui Rebelo, Rui Viana Pereira, Savina Lafita, Sofia Rajado, Tiago Castelhano, Tiago Mendes, Victor Lima.

Participa, contacta e divulga a Primavera Global:

http://international.democraciarealya.es/

http://acampadabcninternacional.wordpress.com/

http://snuproject.wordpress.com/

http://www.occupytogether.org/

http://madrid.tomalaplaza.net/category/comisiones/internacional-comisiones/

http://takethesquare.net/2012/02/20/12m15-summary-minutes-12m15m-ga-021812/

http://www.peoplesassemblies.org/2012/03/12m15m/

Abrimos até ao momento um email geral de apoio ao evento (primaveraglobal2012@nullgmail.com)

Criámos também uma Página de Grupo Facebook:

https://www.facebook.com/groups/293430970724610/

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

12 respostas a PROTESTO MUNDIAL – Em 2012 como em 2011, lá como cá, é preciso fazer Abril em Maio. Se toda a gente assim quiser, a Primavera Global vai continuar!

  1. Ana Piu diz:

    Que a luta não esmoreça. E coragem para quem continua no país e para quem já saiu, mas não desiste em ser solidários. A vossa luta é também a minha.

  2. Abílio Rosa diz:

    Muito lirismo, meus amigos.

    Mas como hoje é o Dia Mundial da Poesia, a ideia não é má.

    Convencem-se do seguinte: isto só vai como o camarada Lenine preconizou: tomar o poder onde ele reside.

    O resto é folclore…

  3. JgMenos diz:

    «Esse rastilho de mobilização cidadã incendiou depois várias cidades da Europa,…» enfim a liderança! Será o Quinto Império?!?!
    A questão é muito simples: há uma alternativa ao camarada Abílio Rosa (Lenine para os íntimos)?
    Aguardemos pelo dia 24.

  4. Portanto já não é *uma no cravo, outra na ferradura*
    já está o bicho tranquilo (a mosca foi-se, com o cheiro a merda).

  5. Diogo diz:

    Caro Renato, as greves, as manifestações, os acampamentos, as palavras de ordem não servem para nada.

    Os criminosos [já que a justiça está de braços atados] têm de ser justiçados cirurgicamente pelos cidadãos.

    Vale mais caçar e enforcar um decisor político de uma obra pornograficamente cara e inútil do que juntar um milhão de pessoas na Avenida da Liberdade.

  6. Luis diz:

    É curioso ver o uso do logo do Ron Paul na campanha de 2008. Se não se ficassem por aí e ouvissem o que o homem diz podiam aprender alguma coisa…

  7. m diz:

    bem , essa do 12 de março tuga ter tido repercussões mundiais..não é nada exagerado , não senhor :))

  8. viva o 26 de Maio líbio... diz:

    é mais provável que se faça maio em abril

  9. viva o 26 de Maio líbio... diz:

    mas a cada um os seus cá fés…bués de gentes louçãs e armeniun’s meos

  10. lá adonde?.. diz:

    a manif para acabar com todas as manif’s está atrasada à cause das greves….

    os vossos filhos adotados verão esses senderos luminosos cheios de estrôncio 90 e césio 127….

  11. Anónimo diz:

    Também gostei de ver o slogan da Revolução libertária americana do Ron Paul no 5 dias.

  12. Pingback: Tahrir do Rossio para o Chiado? | cinco dias

Os comentários estão fechados.