Se há um camarada à tua espera, não faltes ao encontro e sê constante (2)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pintura de mural, em Lisboa.
Foto de Francisco Lima. 

 

 

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

Uma resposta a Se há um camarada à tua espera, não faltes ao encontro e sê constante (2)

  1. De diz:

    “A velha história ainda mal começa
    Agora está voltando ao que era dantes”

Os comentários estão fechados.