Um Partido conservador e reaccionário

Nunca pensei que, ao nível dos costumes, o PCP fosse um Partido tão conservador e reaccionário. Como o lamento…

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

37 respostas a Um Partido conservador e reaccionário

  1. xatoo diz:

    enquanto todo o edificio capitalista arde e com ele milhões de pessoas são obrigadas a fugir das suas próprias vidas, o Parlamento burguês entretêm-se a discutir estas pequenas minudências tramposas. Não é que a corja de deputados tenha qualquer interesse além dos seus, pessoais, em resolver o que quer que seja em relação à indigência social; a intenção consignada no grupo é mesmo esta: dividir tudo o que seja susceptivel de ser dividido e atribuir o ónus da culpa aos sectores mais combativos da sociedade nos assuntos que mais interessam
    Tudo com a conivência de certas luminárias de “esquerda”…

    • Luis Almeida diz:

      Boa, xatoo! É isso mesmo!

    • Pedro Lérias diz:

      Para resolver o assunto e impedir a discussão destas trivialidades tudo o que o PCP tinha que fazer era votar a favor para evitar mais demoras inúteis.

      Mas afinal parece que é o PCP que quer fazer deste assunto um caso recorrente no Parlamento.

      A homofobia comunista, velho e triste hábito. Mais burgueses que a burguesia.

  2. José Jardim diz:

    Não é tão “moderno” como o be.Não se gosta de caviar “bluga” nem apoiamos iniciativas no PE apelando á nato para intervir na Libia.

  3. a diz:

    Se fosse apenas conservador ao nível dos costumes… é um dos partidos mais retrógados existentes em Portugal. E perigoso porque em nome dos “trabalhadores” e do “socialismo” defende posições abjectas: não tem a mínima crítica do poder, mesmo em termos de crítica económica, roça a boçalidade e, ao nível da cultura, ainda não passou da pedra lascada do realismo soviético.

    a.

  4. Mig_L diz:

    Acima de tudo e, a meu ver, a justificaçao dada pelo grupo parlamentar foi plausivel. Falta discussao na sociedade, tal como a que foi feita entorno do tema do aborto.
    Creio que é precipitado chamar de reaccionario ou conservador sem uma boa explicaçao que acompanhe esse ponto de vista.

  5. neubauten diz:

    o pcp foi o único partido 100% contra

    • Luis Almeida diz:

      Não somos monolíticoa. Somos unidos, pela ideologia e pela prática…

      • Luis Almeida diz:

        Os outros, então, quando se trata de votações de carácter económico importantes para o capital e para lixar o povo já obrigam à “disciplina de voto”. Aí também são 100 % coesos!

  6. JgMenos diz:

    Sempre me impressiona que ‘conservar’ uma estreita relação com a realidade social e ‘reagir’ à asneira, mereçam, em tom de anátema, as palavras justas para tais qualidades: ‘conservadorismo’ e ‘reaccionarismo’.

  7. Rui Campos diz:

    E isto é puro oportunismo. Critiquei ontem a posição do PCP por considerar errada a sua posição tendo em conta a ideologia do partido e toda a acção que tem desenvolvido na promoção da igualdade.
    Claro que agora aparecem os habituais críticos que com base numa única votação generalizam e apelidam o PCP de “reaccionário”. Reaccionário é o governo que está no poder mas isso não importa certo?!

  8. Abilio Rosa diz:

    O PCP esteve certo e tomou a atitude certa.
    Numa altura em que o nosso povo está a ser agredido com violentas medidas «modernaças» sob orientação da trika ao serviço do IV Reich, é fundamental que haja uma força politica que mantenha o discernimento e o sentido das prioridades e das responsabilidades.
    Ir atrás das palhaçadas do BE ou da secção recretivo-sexual do PS teria sido um desastre para o PCP, para o seu eleitorado e um mau serviço ao país.
    Devemos ser «modernos» mas na conquista e defesa dos npossos direitos sociais, laborais, politicos e económicos.
    Deixemo-nos de lirismos, esquerdismos c/ argola no nariz e de devaneios pequeno-burgueses!
    Viva o PCP! Viva a classe operária! Viva a Ditadura do Proletariado!

    • JDC diz:

      Esse argumento de “agora é tempo de discutir coisas mais sérias” já foi usado por opositores do aborto, do casamento gay, etc… Enfim, não lhe cai uma orelha se criticar o PCP, sabe? Além disso, se o pcp até está a favor mas quer mais discussão abstia-se. Mais nada.

    • Luis Almeida diz:

      Vivam os três!

  9. Zuruspa diz:

    Parece-me que o PCP se pös a jeito de receber as críticas. O eleitor médio näo quer saber das razöes (nem lhe interessa), por mais bem estruturadas que sejam.

    Ouvidas as justificaçöes à nega, entäo bastaria ao PCP abster-se, e retirava a possibilidade de críticas agressivas por parte da esquerda chique. Ou melhor ainda, poderia ser maquiavélico e votar a favor, visto saber-se perfeitamente que a moçäo iria esbarrar nos verdadeiros reaccionários.

    Por mim votava a favor, assim como a retirar as crianças a pais (hetero/homo) que as maltratem. Mas anda por aí a Troyka, que me parece coisa bem mais urgente de lutar contra! Também eu “sou absolutamente favorável à adopção por casais homossexuais, mas não compreendo qual a oportunidade da sua discussão quando o país está literalmente a caminho do abismo. Se as troikas FMI-BCE-CE e PS-PSD-CDS vencerem podem ter a certeza que nem instituições vão existir para as crianças”.

  10. José Jardim says:
    25 de Fevereiro de 2012 at 14:47
    Não é tão “moderno” como o be.Não se gosta de caviar “bluga” nem apoiamos iniciativas no PE apelando á nato para intervir na Libia.
    ____________________

    Pois não apelam e ficam indissoluvelmente ligados,
    à matança do povo Líbio em Homs.
    Sempre na linha dos comunistas de cá e da Rússia e China.
    E repare-se: é a propria Liga Árabe que é de opinião que o MORTICÍNIO
    deve acabar JÁ (contra o propósito de Bashar al-Assad).
    O assassino quer primeiro *pacificar * o País (a paz dos Cemitérios)
    e depois . . . logo se vê (mas ele na linha comunista não larga o Poder).

    • A.Silva diz:

      Ora aqui está o exemplo de um fundamentalista que está muito preocupado com a adoção por casais homossexuais. Não saberá este tipo que aqueles “libertadores” que ele apoiou na Líbia e que agora apoia na Síria, são os mesmos que na Líbia consideram a homossexualidade um crime?

      Esta tralha reacionária não tem mesmo um pingo de ética.

    • Luis Almeida diz:

      ‘Tás a misturar Líbia e Síria…

  11. neubauten diz:

    rui, acalma-te. o comite central talvez n te expulse.

  12. É claro que se trata do Povo Sírio . . . (desculpem )

    • Luis Almeida diz:

      Sim, mas não te esquives. A crítica do José Jardim foi por o BE ter apoiado a interbvenção da NATO na LÍBIA…

  13. xico diz:

    Os homossexuais podem adoptar. A proposta de Lei era para alargar aos casais homossexuais. O PCP votou contra. Porquê? Talvez porque não existam casais homossexuais.

    • Luis Almeida diz:

      Os homosexuais podem não apenas viver em comunhão de facto como até mesmo casarem. Portanto, quando são dois, constituem um casal. Aqui e na Moita…

      • xico diz:

        Talvez, de acordo com o novo acordo ortográfico.

      • xico diz:

        Duas jarras juntas serão sempre um par de jarras, nunca um casal. Por mais que se legisle, por mais que tenham o direito de estarem juntas ( e têm-no), por melhor que fiquem em cima do pxixé, serão sempre um par de jarras e nunca um casal. Muito menos na Moita, se é que conheço a Moita…

  14. Moem-nos o juízo com a tal homofobia . . .ESTOU FARTO.
    E que dizer da VAGINOFOBIA e da PENISFOBIA???????

  15. ANDANALUA E NALUANDA diz:

    Nunca pensei que o PCP, votasse favoravelmente uma lei tão descabida, mas chegei a ter medo ! … Mais uma vez, felicito os Comunistas .

  16. Abilio Rosa says:
    25 de Fevereiro de 2012 at 16:46
    O PCP esteve certo e tomou a atitude certa.
    Viva o PCP! Viva a classe operária! Viva a Ditadura do Proletariado!
    ____________
    Este anda nos *chutos* . . .

  17. artur. diz:

    Quanto à adopção e ao voto contra do PCP, surgiram comentários suficentemente lucidos e demolidores do porquê do sentodo de voto.
    Quanto à Siria, anda tudo enganadinho, ai anda, anda. Os EUA e a NATO devem estar muito preocupados com as liberdades e as condições de vida do povo sirio. Muito preocupados… Crentes…

  18. Outro diz:

    Ao votar contra as propostas do Bloco de Esquerda e de «Os Verdes», seu parceiro de coligação, o Partido Comunista mostrou ser, ao nível dos costumes, um Partido conservador e reaccionário que em nada se distingue do CDS ou do PSD.

    Memória…. Memóoooria?…. Memória!

    Pior: existindo liberdade de voto em todas as Bancadas, 9 deputados do PSD votaram a favor dos projectos e até um deputado do CDS, Adolfo Mesquita Nunes, o fez. O Partido Comunista foi o único que conseguiu o pleno – todos os Deputados votaram contra. Ou porque realmente concordam com o que votaram ou porque, no fundo, não houve liberdade de voto.

    Pois claro!

    Não sei o que será pior. Mas sei que, no que toca a estas matérias, deixo de poder considerar o PCP um Partido de Esquerda, ao contrário dos deputados da Direita que votaram a favor. Acreditem que tenho pena

    Óbviamente!
    Ricardo… deixa estar.

  19. Pingback: Do PCP, separa-me um oceano | cinco dias

Os comentários estão fechados.