PLENÁRIO DE DESEMPREGADOS – Clip, Spin e Agitprop!

A divulgação do Plenário de Desempregados já cativou, pelo menos, 200 pessoas, processo para o qual contribuíram as postas publicadas no Indymedia, no Entre as Brumas da Memória, no Sentidos Distintos, no Spectrum, no Tugaleaks, no Eclobai, nos Vermelhos e no Artigo 21º, comunidade que também produziu este cartaz.

Com um milhão e duzentos mil desempregados, mal seria que o tema não pregasse de estaca, mas há que passar das palavras aos actos, reforçando e ampliando a informação disponível, levando-a da rede para aos locais onde se concentram os desempregados.

Alarga e junta-te a esta corrente. Vamos fazer das fraquezas, forças. Esta é a hora de sair do silêncio e, com as ferramentas que temos e aquelas que podemos criar, passar ao ataque na defesa dos nossos direitos.

Nota: Paralelamente, e não necessariamente relacionados com o Plenário, alguns  textos têm vindo a ser publicados sobre o desemprego: “E a troika bate palmas?“, da Joana Lopes; “1200000 DESEMPREGADOS!” do António Garcia Pereira; “Trabalho: procura-se” do Miguel Carvalho. Aqui pela tasca destaque para “Um país à beira do naufrágio” do Bruno Carvalho; para “O espírito de Leão XIII” e “A saída da crise está a resultar e por isso o desemprego a aumentar” da Raquel Varela; Música Desempregada “CD1 – Escolhas de partida” e “CD2 – Escolhas dos Leitores“, “E se fossem gozar com as vossas tias?“, “Desempregados, Rise Up!“, “Desempregados nos querem, organizados nos terão!” pela minha mão e, last but not least, a “Carta aberta de desempregados em dia de greve geral: ‘FAZEMOS GREVE PORQUE QUEREMOS TRABALHO!’” de um grupo de desempregados. Escreve também o teu contributo e faz chegar o link de outros textos que tenham escapado a este resumo.

Mais materiais disponíveis para ajudares na divulgação:



Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

2 respostas a PLENÁRIO DE DESEMPREGADOS – Clip, Spin e Agitprop!

  1. Rocha diz:

    Quero ser feliz porra!!! Tiraste mas palavras da boca e um grande abraço para o Zé Mário onde quer que ele esteja.
    Vamos à luta! Contra o terrorismo patronal, Greve Geral!

  2. Pingback: Today is the day | cinco dias

Os comentários estão fechados.