Da aliança rebelde reunida em Paris à rebelde aliança reunida em Coimbra, a vanguarda está viva!

O movimento fervilha. De Coimbra a Paris, se todos os caminho derem para São Bento, a tomada do Palácio de Inverno é uma certeza. Sábado, participa na manifestação, na Assembleia Popular e vem rasgar a concordata.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 Responses to Da aliança rebelde reunida em Paris à rebelde aliança reunida em Coimbra, a vanguarda está viva!

  1. Marco diz:

    Aconselho vivamente uns momentos de convívio com a classe trabalhadora da província. Assim como que um analgésico para entusiasmos dissociados das «condições objectivas»…

  2. Carrocel diz:

    Uma manifestação contra o sistema politico ou contra todas estas merd…sss não deverá ser centralizada para assembleia da republica. Deve sim e segundo me parece dividir-se em vários focos, atingingindo especialmente as zonas residências dos grande capitalistas.(não é dificil de saber onde!) Eles é que deverão sentir o pânico em relação às forças dos diferentes movimentos sociais, não os “policias” do capitalismo (politicos) e por sua vez os policias do sistema (chibos)…Ficarão assim muito aquém do alvo a atingir!!! Eu não tenho a minima ideia de quem organiza “isto” mas parece que os anos não ensinaram nada. D. Quixote foi um representante utópico da utopia, que logo existiu, senão nos sonhos e no mundo literário, tal como os “indignados”, desta forma são os representantes de um sistema que se anula a si mesmo e cuja utopia está em não haver a mínima utopia…custa mudar como custa pensar e mais custa agir!

    • Francisco Furtado diz:

      Exactamente! Concordo plenamente com esta ideia. A próxima manifestação já deveria ser nestes moldes. Talvez já no final desta fosse bom ver onde à residências que fiquem ao pé da AR para malta ir lá

  3. Ativo diz:

    muito link… Precisamos de nos unir pela comunicação. Até podemos aderir, mas divulguem uma ideia una. A preguiça já faz parte do sistema.

Os comentários estão fechados.