Arménio Carlos debate com Mário Crespo (nos próximos dias suceder-se-ão monólogos entre todos os Duques para, convenientemente, higienizar a opinião)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

20 respostas a Arménio Carlos debate com Mário Crespo (nos próximos dias suceder-se-ão monólogos entre todos os Duques para, convenientemente, higienizar a opinião)

  1. joao diz:

    nunca se pensou que se poderia ir tão longe.Já nada mais resta serão resistir e combater estas politicas.
    Este Governo consegue transformar democratas em revolucionários.
    É , alias a única coisa que transforma.

  2. Augusto Figueira diz:

    Mario Crespo e a sic já não têm medo de mostrar as suas cores. Estamos na antecâmera do fascismo.

  3. Pedro Penilo diz:

    Mário Crespo, não faz perguntas. Esforça-se por desacreditar Arménio Carlos, recorrendo a “opiniões” que ele próprio ajuda a criar. E, espanto, escorrega com facilidade para a censura prévia, sempre que o entrevistado emprega a palavra “exploração”.

    • Tiago Mota Saraiva diz:

      Daí o debate Pedro. O Mário Crespo coloca-se como um dos que está a debater, interrompendo, arfando, tentando corrigir, ridicularizando… Grande Arménio, calmo e certeiro.

    • Carlos Malaquias diz:

      05:34 – “dar emprego a pessoas e retribuir um salário possível”: o salário é uma concessão patronal, quase um presente do empregador…

  4. Feudjude diz:

    Um jornaleiro que é um ignorante em matemática-até parece um cromo da casa dos segredos. Cátia=Crespo.
    Gostei essa dos impostos para aumentar o nivel de vida dos trabalhadores.O ome é um tosco!!!!

  5. kirk diz:

    Tenhomque reconhecer q

  6. kirk diz:

    Há que reconhecer que Arménio Carlos “encabou” o funcionário MCrespo. Tranquilo e confiante sem dúvida e conhecedor dos assuntos. Um estilo diferente do de Carvalho da Silva, mas talvez seja desse estilo que se esteja a necessitar agora. Pareceu-me que ACarlos tem as unhas mais compridas que Carvalho da Silva e que talvez seja mais adequado á nova situação politica. Só é necessário que não perca de vista as possibilidades de unidade na acção sempre que seja possivel. Nesse aspecto penso que Carvalho da Silva era mais contemporizador do que Carlos poderá vir a ser, dado que Carvalho das Silva me pareceu sempre mais independente face á linha politica do PC.
    Espero eu, que de Carlos praticamente só sei que para alem de dirigente da Confederação pertence ao CCentral do PC, trabalhe para que a CGTP congregue cada vez mais trabalhadores á sua volta e seja um verdadeiro “melting pot” de opiniões e tendencias sindicais e resista á natural tendencia do PC de esmagar todos aqueles que demonstrem capacidade de bater o pé á sua concepção de sindicalismo.
    K

  7. Bolota diz:

    Tiago,

    Mario Crespo, é o prototipo do lacaio.
    Levou na corneta e mesmo assim voltava á carga. Lacaio nu e cru

  8. Fiquei enjoado e enojado com as perguntas (?)/comentários de Mário Crespo…Deplorável…

  9. Augusto Canetas diz:

    A filosofia democrática, aponta que:
    Quando vires uma cobra e um monhé,
    Mata o monhé e deixa a cobra…

  10. Francisco diz:

    Apesar de tudo o Dr Arménio teve uma postura calma e examplar, realçando os pontos que merecem atenção.

    O Mário tentou, (não lhe chamo Dr porque sinceramente não merece pela postura ridícula que teve), mas não foi longe e adiciono ainda que qualquer argumento que usou foi “esmagado” com calma, tranquilidade e acima de tudo, VERDADE.

    É a minha opinião.

  11. Pingback: A central sindical que precisamos | cinco dias

  12. Streetwarrior diz:

    O Shor Mario C. não gosta do termo exploração, porque tem uma carga e conotação pesadissima…vejam bem.
    Ele acha que já não se pode empregar o termo porque ele mesmo, vendo o produto do seu trabalho.
    O mafioso esqueçe-se é que no caso dele e de “alguns abutres ” que por ai andam, negoceiam o seu contracto, o que é claro, não se aplica á maioria.
    Mesmo com o Dr.Arménio a dar-lhe exemplos fortissimos ( Sal Minimo a decrescer, sub Desemprego a ser lascado e muitos +) o Facho não consegue engolir….porque a bem a verdade, digamos assim…. pertence á tal Elite que acha que comemos muito, adoecemos muito, morremos e envelhecemos só para não trabalhar com afinco etc.
    É o verdadeiro democarta.

  13. Nota-se que o Mário Crespo já não se lembra dos tempos em que passou fome em Nova Iorque por causa da prateleira da RTP. De repente, os patrões são todos bons e os pobres são os empresários. E viver com 500 euritos já é bem bom. Ah, e distribuição de riqueza não sabe o que é. Outra coisa, tem preconceito em relação ao sindicalismo.

  14. Pingback: o sabujo | Total Blog

Os comentários estão fechados.