Eles ficam com a fé, nós com o campeonato

Agora que isto aparece, não terá chegado a hora de tocar a reunir, camaradas benfiquistas?
(Ainda que tenha na calha um escrito a explicar porque acho que Jesus não é treinador para o Benfica)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 Responses to Eles ficam com a fé, nós com o campeonato

  1. Simon diz:

    Camarada Tiago,

    Os defeitos do Jesus são visíveis. Assaltam-me, no entanto, estas dúvidas:
    Рtem Jesus feito um trabalho assim ṭo mau?
    – quando é que tivemos um treinador menos mau que ele? Há quantos anos?
    – correndo com ele, quem é que iríamos buscar? O Guardiola? Aceito. Koemans, Quiques e Camachos é que dispenso.

  2. Zuruspa diz:

    Comparar o Glorioso com um clube que pintou o emblema de amarelo para “parecer melhor no merchandising”, e depois meteu as riscas brancas por trás do novel emblema para justificar a manutençäo do branco no equipamento?

    Pelo menos no emblema do Glorioso a águia continua da cor de sempre (embora pareça uma galinha)…

    … embora os seus senhores do marketing também parece que se esqueceram que o animal do Benfica näo é “uma águia qualquer pintada de amarelo” é a *águia-real* (dourada e que só vive na Europa) e näo a águia-careca (branca & castanha e que só vive na América). E isso os adeptos já deviam ter reclamado, como eu fiz desde que apareceu o Super Águia em 1994!!! Cores erradas!!!

    Fé… eu até sou ateu!

  3. De facto está na hora.

Os comentários estão fechados.