Capitais zumbis

«Inesperadamente, o Banco Central Europeu (BCE) decidiu emprestar cerca de 489 bilhões de euros (635 bilhões de dólares) para os bancos privados do continente»

«Aos bancos não interessa nem um pouco que os devedores paguem suas dívidas, e muito menos que elas diminuam. Interessa apenas o pagamento em dia dos juros»

José Martins. Ler o resto aqui

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

2 respostas a Capitais zumbis

  1. Outro diz:

    É uma pequena correcção apenas, mas espanta-me que seja necessário fazê-la (tanto a este artigo como ao da Rubra):

    Portugal e os países europeus de um modo geral utilizam a “escala longa” para referir unidades no sistema internacional (SI), de acordo com com a norma NP-18 do Instituto Português de Qualidade (IPQ).

    De um modo geral os países anglo-saxonicos (mas onde também se inclui o Brasil! cuidado) utilizam a “escala curta”.

    Portanto quando se diz “489 bilhões”/”635 bilhões” (dolares ou euros, não interessa), traduzindo directamente de fontes que utilizam a escala curta incorre-se na confusão e não se contribui para entender e fazer entender objectivamente as quantidades em causa.

    No caso concreto a designação correcta é:

    “489 mil milhões” = 489 x 10^9 = 489’000’000’000€
    (e não x 10^12 = 489’000’000’000’000)

    E não digam que o planeta terra tem 7 “bilhões” de habitantes… por favor!
    (é o equivalente a multiplicar a densidade demografica por mil!!)

    Isto faz-me efectivamente muita espécie porque a melhor forma de sermos enganados é não sabermos colocar em perspectiva não só os valores objectivos como em termos de relação com outros. Estamos a falar de 3 zeros = 3 escalas de grandeza acima ou abaixo. Não é qualquer coisa.

  2. Outro diz:

    Esquecia-me de acrescentar:

    Bilhão ou Bilião significam o mesmo.

Os comentários estão fechados.