O fetichismo é a doença infantil do comunismo

Anda meio mundo preocupado com a Coreia do Norte quando a grande prioridade da classe operária, na rede bem entendido, devia ser o concurso do Combate de Blogues da TVI 24.

Os mais incautos deviam meter os olhos no Spectrum e no Aventar, dois blogues que se deram ao trabalho de elaborar uma resposta colectiva. O primeiro pelo facto de alguém ter tido o despudor de os colocar na categoria de “blogue de esquerda”. O segundo por contestar quer as regras do concurso, quer o facto de ter sido excluído por um júri ecuménico logo quando é essa a sua principal característica. O facto de como resposta terem lançado um concurso que ninguém entende sequer como nomear, quanto mais como votar, leva-nos a acreditar que uns estão bem para os outros e lá para Fevereiro é crível que tenham uma lista de blogues para ir a votos e vá, meia dúzia de pessoas que entenderam o processo de eleição. As Assembleias Populares, ao pé destes senhores, são de extrema-esquerda e um miminho anti-burocrático.

Assim sendo, e até que tudo se torne mais claro, o melhor mesmo é continuar a votar no único concurso em que para lá de se medir o tamanho do ego, sempre importante, sobretudo em períodos de crise, se pode mandar os neo-keynesianos do Arrastão e dos Ladrões de Bicicletas e os Liberais Corporativos para o museu de antiguidades do plebiscito virtual.

Nota: Filipe Caetano, quando chegar à décima posta sobre o assunto ficas a dever-me um jantar. Capice?

Clicar na imagem para votar e continuar a deixar assim o Passos Coelho.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

24 respostas a O fetichismo é a doença infantil do comunismo

  1. Ricardo Santos Pinto diz:

    A dizer mal do Aventar, Renato? Como diria o outro, põe-te fino, que há espiões de lá aqui na casa. 🙂

    • Renato Teixeira diz:

      Ora Ricardo, o que eu queria era propor o Aventar para o concurso do Aventar e estou fodido porque o Aventar não me deixa.

  2. Aqui a tasca levou os meus votos, como é natural de alguém que preza a unidade de classe na luta contra o oportunismo. Fico sinceramente desiludido que o Enver-Hoxhismo pós-leninista tenha sido deixado de fora da corrida… 😛

    • Renato Teixeira diz:

      Acho que para compensar a Mesa Nacional e o CC da UDP preparam uma menção honrosa na Convenção Nacional do BE.

  3. Carlos Vidal diz:

    O 5dias vai ganhar, folgadamente, mesmo sem o nosso voto.
    Estando a combater, não temos tempo para essas coisas.
    E o melhor blogue de esquerda vai ultrapassar, também folgadamente, o melhor blogue de direita. Eu até acho que votar direita ou à direita é estúpido, logo muitos desses gajos até se vão enganar nos botões. Mesmo se não se enganassem, ganharíamos com largueza.
    (Força na campanha.)

    • Renato Teixeira diz:

      Olhe a deriva sectária camarada. O empenho de todas as forças da força de classe é que fará a diferença.

      Toca a mandar os alunos das belas artes fazerem o trabalho de casa que diz que nos IP’s da SIC ninguém conseguiu votar no 5dias.

  4. kirk diz:

    Estas votaçoes sem qq controle sao um verdadeiro verbo de encher; votei várias vezes num dos blogs e nao apareceu qq mensagem a dizer que só podia votar uma vez. Assim em matéria de confiança esta votação vale menos que zero. Ninguérm vai passar a ser um leitor regular dum blog só pq um grupo de bloggers lhe atribuiu um prémio. Olha, porque pelos vistos o 5dias vai ganhar, seria interessante verificar se o numero de visitantes sobe assim tanto. Tenho grandes dúvidas. Se fosse um blog a vender banha da cobra acredito que a audiencia iria subir, mas como isto é um assunto sério duvido.
    Quanto aos blogs com os quais o RTeixeira pretende comparar o cincodias.net (Arrastão e Ladrões), bem, são realidades incomparaveis. Aliás nenhum desses tres blogs ocupa o espaço de qualquer dos outros, pelo que se houvesse apenas um blog com tres secçoes não faria diferença. Acho que esses três sao muito importantes, cada um á sua maneira. E esse método de colar etiquetas nos outros ( os neo-Keynesianos) é outra das formas de os diminuir quando não se tem mais nada para dizer. No fundo, bem vistas as coisas é uma maneira diferente e igualmente retrograda de condiconar a opinião alheia. Ah! São neo-Keynesianos? Então nem sequer lá vou espreitar.
    Vocês fariam muito melhor era borrifar nesse concurso de pacotilha, ou precisam dele para se promoverem, meus? Era porem-se de fora e esvaziar o concurso do interesse mínimom que alguém lhe atribuisse. Isso é que era ser Revolucionário e de Esquerda.
    Bahh!!!!
    K

  5. Antónimo diz:

    Homem, eu este ano não voto, que acho mesmo que o modo de escolha foi enviesado.

    Pela quantidade de comentários vê-se, que importante mesmo é discutir como, à distância, o PCP governa a Coreia do Norte e como as suas pitorescas (um termo fofinho para o que considero uma estupidez injustificável) relações internacionais suscitam mais interesse e perguntas da imprensa do que as posições domésticas sobre a crise e o euro.

  6. Camarada, espírito de Assembleia Popular sim, mas sem perda de tempo com consensos.
    A votação final estará online quando deve ser: às 00.00 de 1-1-2012. Mas faz-te aos almoços pá, a vida custa a todos. Não tivesses emigrado ainda sem ordem do PPC para tal e até me fazia convidar.

    • Renato Teixeira diz:

      Proponho o Aventar para melhor blogue ecuménico e o Ricardo Santos Pinto para bloguer do ano. Pode ser ou vou ter que acabar a votar na entente autonomista que não gostam que se diga que são um blogue de esquerda?

      Hoje como é, despachamos a vila dos piu-pius?

      • Até ao Jamor, isto se o capital não nos levar meia equipa em janeiro. E pára lá com essa do ecumenismo, também temos ateus embora faça falta um protestante, de preferencia luterano, ao seu tempo um esquerdismo modernaço

        • Antónimo diz:

          Um bocado ao lado.

          O luteranismo nunca foi esquerdista, os anabaptistas sim, que eram contra a propriedade fundiária.

          O luteranismo não só defende a predestinação, vedando, de modo anti-democrático, a salvação pelas obras – uma ideia católica – a quem não tenha sido tocado pela graça da fé, como, ainda por cima, Lutero apelou aos príncipes alemães que pusessem fim às revoltas camponesas (1524-1525), lideradas por Thomasz Münzter, que incendiaram e saquearam mil igrejas e castelos. A repressão provocou 5000 execuções de anabaptistas.

          • Comparando com calvanistas e aquela coisa inglesa, admito que Lutero foi em mero social-democrata perante a direita demo-cristã que enfrentava o fascismo do baticano.
            Ainda há anabaptistas? não é que me vá converter, mas um gajo esquece facilmente o que desaparece do mapa do tempo.
            Obrigado pela atenta correcção, nada como o rigor histórico para caminharmos a caminho do caminho de.

  7. Augusto diz:

    Sôr Ricardo Teixeira e já agora Sôr Bruno Carvalho, Classe Trabalhadora é coisa que não existe, a não ser que Vossas Excelências pretendam reescrever o marxismo.

    Classe Operária , não é nem nunca foi Classe Trabalhadora.

    O Américo Amorim ainda há dias dizia que tambem é trabalhador, por isso faz parte da classe trabalhadora, e há maneira dele, até tem razão.

    É explorador de assalariados, mas tambem trabalha, pouco certamente pouco , que isto de trabalhar é cá uma cansera….

    Eu até entendo, que quem nunca trabalhou numa fábrica, nunca esteve ligado á produção, mas se sinta ligado ideologicamente ao problemas do proletariado, se queira incluir numa classe que admira, a Classe Operária.

    Tudo bem.

    Mas não deturpem, o marxismo, TODOS os que trabalham por conta de outrem são assalariados, , mas nem todos os que trabalham por conta de outrem, fazem parte da Classe Operária.

    • Renato Teixeira diz:

      Só o Augusto para dar razão ao Amorim.

      • Augusto diz:

        Anoto que o Renato não se corrige, pois é , continue a falar em classe trabalhadora, onde certamente vai incluir, o trolha, a operária textil, o operário da AutoEuropa, e sem dúvida, o Sr. Dr. Juiz. o Administrador da AutoEuropa, o Professor Universitário , o Arquitecto e o Critico de Arte, a Historiadora, ESQUECI-ME DE ALGUEM?

  8. xatoo diz:

    obrigadinho pela referência na ilustração de capa… a ver se começo a vender mais mercadoria,
    como esta por exemplo:
    o combate entre facções partidárias de esquerda é a maior parte das vezes mais feroz que cada um por si contra a direita. E a direita beneficia disso, sem grande esforço. Por exemplo o Jugular não precisa escrever nada de jeito, excepto suspirar pelo Hitchens, mas como “deus não é grande” por aquelas bandas aqui vai uma dica ao estilo do blogue-pasquim “de esquerda”:
    casal McCann do caso Maddie recebeu 125.000 libras do grupo Murdoch
    http://www.guardian.co.uk/media/2011/dec/17/news-of-world-mccanns-payment?CMP=twt_fd

  9. Zebedeu Flautista diz:

    O Sr. Renato é um escroque. Parece que tem prazer com a miséria alheia. Esta a precisar é de umas ferias num Gulag.

  10. Pingback: “Nem cara tinha para levar uma chapada” | cinco dias

Os comentários estão fechados.