COREIA DO NORTE: fome e pedido de adesão à UNIÃO EUROPEIA

Os professores da Coreia do Norte, o estado mais secreto do mundo, estão preocupados com os inúmeros casos que se têm registado nos últimos meses de alunos que desmaiam nas escolas por fome e desnutrição, e já alertaram as autoridades de Pyongyang para o caso.

O primeiro ocorreu há cerca de um ano e a ele seguiram-se mais denúncias de professores, que garantem que alunos seus estão na escola até às 16h00 sem comer todo o dia.

Os meios de comunicação deram conta do caso, mas as notícias foram catalogadas de exageros antipatrióticos até que, há cerca de duas semanas, um rapaz de 13 anos desmaiou num colégio de Yongbyong, importante centro industrial a norte do país.

Quando a directora avisou a mãe, que trabalha a tempo parcial numa empresa municipal e tem quatro filhos, ela disse que a sua família não comia nada há dois dias.

Apesar de tudo, o país mantém o pedido de adesão à União Europeia, estando a assinatura do acordo marcada para o próximo dia 20 de Março, não se prevendo qualquer alteração à data, apesar de ter falecido hoje o presidente de República. A adesão à EU, já devidamente referendada como em todos os estados europeus, é vista como uma oportunidade económica sem paralelo para o país, e um passo decisivo para uma alteração constitucional que ponha freio ao seu crescente endividamento externo e orçamental. A opção “défice estrutural 0,5%” é muito popular no país.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , . Bookmark the permalink.

181 respostas a COREIA DO NORTE: fome e pedido de adesão à UNIÃO EUROPEIA

  1. Gentleman diz:

    Um artigo irónico do Carlos Vidal que é, convenhamos, uma forma de passar ao lado de uma trágica realidade sem qualquer paralelo no mundo de hoje: no preciso momento em que estão a ler estas linhas, 200 000 pessoas vivem o horror nos seis campos de trabalhos forçados dessa distopia chamada Coreia do Norte.

    Sobre a mais cruel tirania do mundo actual, os nossos comunistas dividem-se essencialmente em duas correntes de opinião:
    1. Os que não simpatizam, mas evitam falar do assunto.
    2. Os que têm dúvidas que a Coreia do Norte não seja uma democracia.

    • A.Silva diz:

      Lololol!

      Carlos Vidal, não há como um post sobre a Coreia do Norte (nem que seja como metáfora) para por esta tralha anticomunista a salivar que nem doidos.

      Aqui este Escroque`man insiste em confundir a Coreia do Norte com a América do Norte

      • Carlos Vidal diz:

        Caro A.Silva, um post sobre a Coreia do Norte é a coisa mais clarificadora do mundo. É o consenso da pulhice. Vai tudo na mesma direcção.

      • Gentleman diz:

        Este A. Silva encarna bem a miséria mental do militante comunista actual. Ainda bem que indivíduos patéticos como tu ainda existem. São essenciais para a descredibilização do movimento comunista. Enquanto tipos como tu andarem por aí a proferirem bojardas dessas, as vossas causas só suscitarão escárnio e desprezo.

    • marenostrum diz:

      Está a pensar no duarte lima,no dias loureiro,no BPN,no miga amagál,….?Com os milhares de pessoas q morrem de fome diariamente nos paises dos amanhãas que cantam?

  2. Tiago diz:

    Entre a Grécia e a Coreia do Norte há um abismo intransponível. Intransponível também para as mentes dos nossos comunistas que, uma vez mais, recorrem à típica técnica de misturar alhos com bugalhos, e de comparar o incomparável.

    São 6 os campos que se sabem do gulag norte-coreano, onde se encontram duas centenas de milhar de prisioneiros e onde 40% deles acabam por morrer de fome: Kaechon, Yodok, Hwasong, Bukchang, Haengyong e Chongjin.

    Relativamente às condições de vida do povo, antes da divisão da península coreana, o Norte era a região mais industrializada, mais desenvolvida. Volvidos 60 anos, a diferença de desenvolvimento entre a Coreia do Norte e Coreia do Sul é abissal. Enquanto que o Sul é considerado um milagre económico, no Norte impera o atraso, a miséria e a fome.

    A Coreia do Norte que os turistas são autorizados a ver em vídeo

    • Carlos Vidal diz:

      Há aqui comentários idênticos com nomes de comentadores diferentes: eu quis pô-los a salivar. (Falta o ezequiel.)

      Quando a Grécia pagar a dívida, a Coreia do Norte vai parecer-lhes um paraíso.
      A coisa já começou a rolar.
      A Grã-Bretanha já tem planos de evacuação de cidadãos britânicos de Portugal.
      Etc.
      Boa noite.

  3. MAS ESTAS A DELIRAR …………………….
    A COREIA DO NORTE NA UE ????????????
    JÁ AGORA POMOS O MARROCOS E A PALESTINA TAMBEM ………..
    IRRRRRRRRRRAAAAAAAAAAAAAA

    • Carlos Vidal diz:

      Concordo, a loucura ficou-se pela Croácia.
      Espero que estanque.
      Espero que os povos mais propensos sejam defendidos desta casa comum “económica”.
      À Palestina já basta ter sido ocupada pelos EUA, perdão, ter-se transformado em “Israel”, sem que ninguém pestaneje um pouco que seja.
      O estado coreano do norte tem mais legalidade que Israel.

      • marenostrum diz:

        Ainda á(?) esse estado(axo que o 5º) de chamado de kosovo?Querem comprar,sim tudo que compra,até o vosso cú órgãos humanos?Falem com o rabi de nova iorque que ele vos fará,o favor de arranjar material com o amigo Thaci….

  4. R diz:

    Vagueando igualmente pelo Público http://www.publico.pt/Mundo/coreia-do-norte-no-pais-onde-nao-ha-nada-a-invejar-seis-milhoes-aguardam-ajuda-alimentar-1518380

    “As águas dos poços estão contaminadas. Alguns campos podem estar verdes, mas sem bagos de arroz, que não chegaram a nascer. Só raramente se encontra carne ou peixe. Há hospitais sem ambulâncias, há camas com mais de um paciente. Ainda assim, no orfanato de Haeju, no Sul do país, 28 crianças sentam-se no chão para cantar: “Não temos nada a invejar.””
    Coreia do Norte, esse paraíso na terra! Já estou a imaginar, o Vidal fazia lá uma festança com o camarada Estaline, ui!
    Mas nada a temer. Aliás, e tal como é verdade que na Grécia, antecedendo Portugal em uns meses, as crianças passam fome, aposto mesmo que o Vidal deverá estar em pulgas para as fazer passar ainda mais. Mas atenção, nesse futuro Portugal, “orgulhosamente só”, essas mesmas crianças, no intervalo da fome, ainda poderão cantar uma bela léria cuidadosamente escolhida pela sensibilidade de um espírito superior!

    • Carlos Vidal diz:

      Para “país mais secreto do mundo” vejo que não há nada que de lá não se saiba.

      • R diz:

        Noto que preferiu continuar com os secretismos, imagino que para si lhe seja mais favorável.
        Mas compreendo-o, pois, afinal, tudo o que aparece na comunicação social está a mando do imperialismo.

        • Carlos Vidal diz:

          Faz-me lembrar a Frida Kahlo, num outro plano.
          Como é que uma pintura intimista, com um universo intraduzível, se transformou num colosso da indústria cultural?
          Há muita coisa que não entendo.

          • kirk diz:

            Da mesma forma que a imagem do Che foi capturada pela sociedade de consumo. Mas nem por isso o Che deixa de ser quem foi.
            O capitalismo não tem alma. Desde que dê lucro tudo é permitido.
            K

          • R diz:

            Quanto à imagem da Frida Kahlo, bem como a outros fenómenos culturais, só tenha a concordar.
            No entanto, não se esqueça que essa representação e apropriação da imagem poderá ter mais saídas do que aquelas direccionadas para a exploração capitalista.
            Por exemplo, o facto de alguém que se assume como comunista defender intransigentemente um regime ditatorial, que ao jeito das monarquias até funciona por linhagem, e onde grande parte da população vive na miséria, não deixa de ser uma má imagem para o comunismo. Por isso, pelo mal que você faz, e como aliado inconsciente do capitalismo, dá-me um certo gozo vir cá meter-me consigo.

          • Carlos Vidal diz:

            R, volte sempre.

        • Gentleman diz:

          Pela indiferença que tem demonstrado pela repressão e miséria do povo norte-coreano, pelas estapafúrdias comparações com países europeus, o Vidal prova ser aquilo que muitos já suspeitavam: mais do que um pulha fanático, é simplesmente burro.

    • A.Silva diz:

      R(zinho), será que vive alguém nesse seu imaginado país, onde;

      Os poços de água estão (todos?)contaminados, onde alguns campos podem estar verdes mas sem pisca de bago de arroz (os outros estão todos pretos). Onde só raramente se encontra carne ou peixe (têm que se andar a morder uns aos outros para saborear um pouco de carne), onde há hospitais sem ambulâncias (???) e camas com famílias inteira de pacientes lá metidas e ainda assim no orfanato de haeju, no sul do país (pormenor importante!), 28 crianças sentam-se no chão para cantar e já agora, informo-o que em Laeeko, centro norte do país(pormenor importante), 152 crianças fazem o pino enquanto olham para retratos de palermas como você.

      Mas não há consciência do ridículo nessa cabecinha, ou balbuciona o primeiro disparate que lhe impigem?

    • Antónimo diz:

      Agradecendo a ideia de ir ao Público (http://www.publico.pt/Sociedade/governos-da-uniao-europeia-chocam-sobre-programa-de-ajuda-alimentar-1512791) descobri que na Europa eram 18 milhões a pedir ajuda alimentar, mas graças aos queridos líderes agora já são menos.

  5. Von diz:

    Este post é vergonhoso, não só na comparação que deseja como no autismo que revela. Mude-se para lá caro Carlos, talvez encontre formas de cultura viçosas e transbordantes de liberdade criativa.

    Comparar o mau com o péssimo… Tão triste como a tragédia de ambos os casos…

    • Carlos Vidal diz:

      Ainda bem que diz o que diz: “comparar o mau com o péssimo”.
      É que entre o mau e o péssimo não se deve escolher.
      A democracia não é uma escolha entre A e B, mas uma escolha entre escolher e não escolher.

  6. João Pedro diz:

    Independentemente da controvérsia que a Ideologia Juche possa ter, independente do culto de personalidade e das “sucessões ao trono” do qual eu não sou adepto, o povo Norte Coreano trabalha de forma auto suficiente (pois não têm outro remédio) na construção do seu futuro, fazendo frente ao Imperialismo Norte Americano e isso merece uma saudação internacionalista de qualquer progressista minimamente sensato !

    Da época da chamada “grande fome” (assim intitulada pelo próprio povo norte coreano) no início da década de 90, passando pela crise energética imposta pelo ocidente, os Norte Coreanos têm conseguido ultrapassar todas estas dificuldades de forma heróica, trabalhando sempre como um enorme colectivo de massas bem unido e isso é de ter em atenção!

    Com todos os defeitos (e muitos deles gravíssimos) que possam existir, a Coreia do Norte caminha para a sua auto-suficiência aos mais variados níveis. Como devem calcular isto não se faz de um dia para o outro, muito menos num país dividido, sujeito a constantes sanções e chantagens dos países imperialistas!

    Independentemente do que se possa pensar sobre a Coreia do Norte, o mais assustador é nós caminharmos no sentido inverso! A “grande fome” para cá caminha!

    • Carlos Vidal diz:

      E cá a grande fome vem por decreto.
      O que é mais interessante e ignóbil.

      • Tom Ford diz:

        Errado. Na Coreia do Norte é que a fome veio por decreto ou por decretos quee apostaram em políticas agrícolas absurdas.
        Como muitos Hegelianos, é muita idiotice e pouco facto. Gosto de circo mas é preciso não levar a sério os palhaços.

        • Carlos Vidal diz:

          Hegelianos?
          Que sabe você disso?
          Meter aqui o percurso da alma até ao espírito por meio da consciência, parece-me de mais.
          A Filosofia só o é se produzir verdade, e a verdade passa por ser olhar em volta (360 graus): da Coreia à Grécia, da Grécia à Coreia.
          (Só lá para 2030, conseguiremos obedercer aos critérios de Merkel – dívida em 60% do PIB. O que fazer até lá??)

          • Tom Ford diz:

            Pelo que li das suas ‘produções’, sei muito mais que você. Também presumo que nunca tenho lido sequer o primeiro volume do capital ou que, se leu, não percebeu patavina. 360 graus? A realidade passa-lhe ao lado em primeiro lugar porque não a percebe em segundo lugar porque sempre ignorou o que não percebe (Cuba e a Corei do Norte são disto um exemplo perfeito).
            Filosofia só o é se produzir verdade? Que punheteiro…

          • Carlos Vidal diz:

            Sem verdade não há filosofia.

            Não gostei da do “punheteiro”.

            Prá próxima, trash.

        • A.Silva diz:

          Sim, na Coreia do Norte a fome veio por decreto, parece que foi assinado por Ronald Reagan, ou por Clinton.

        • A.Silva diz:

          Na Coreia do Norte quem assinou o decreto parece ter sido o Reagan ou o Clinton.

        • Carlos Vidal diz:

          Tom Ford, mesmo que a fome na Coreia do Norte viesse por decreto, teria vindo SEM CIMEIRAS.

          • Tom Ford diz:

            Nacionalismo serôdio a estas horas? Deve ser do cansaço. Porque é que não vai ler sobre a fome da Coreia e falamos melhor sobre o assunto amanhã?

  7. Galo diz:

    Eu até simpatizo com o PCP. Mas perco logo a simpatia quando os vejo transigir com regimes tirânicos como o da Coréia do Norte.

    Esta comparação com a situação da Grécia é insidiosa. Não que a situação na Grécia não deva ser desmascarada, mas porque não se pode justificar a situação na Coréia do Norte, onde uma elite vive abastadamente e a população morre à fome, sendo convidada a comer casca de árvore cozida, com o que se vive na Grécia.

    Nem sequer são realidades que se comparem. Ninguém é morto na Grécia por querer simplesmente sair do país. Ninguém é preso por se manifestar. Apesar de se verificarem dificuldades e muita gente começar a ter dificuldade em viver, ninguém cai para o lado morto de fome nas ruas de Atenas sob o olhar impotente das outras pessoas, como acontece nas ruas de pyongyang.

    Não comparem o que não pode nem deve ser comparado.

    Não lavem os crimes tirânicos e despóticos perpretados pelo querido líder.

    Que arda em constante desassossego no inferno

    • A.Silva diz:

      O destrambelho anticomunista desta gente chega a ter momentos de deliciosa alucinação: “onde uma elite vive abastadamente e a população morre à fome, sendo convidada a comer (???) casca de árvore cozida.”

      Pelo elevado nível das afirmações aqui reproduzidas por vários comentadores, acerca do país mais secreto do mundo, começo a pensar que são a mesma “coisa” com vários nicknames

  8. Morte Aos Komunas diz:

    Estás gozar komuna mas, como deves saber, só nos anos 90 morreram mais de um milhão de norte coreanos com fome e hoje, não fosse a China mandar para lá comida e energia, o cenário era igual.

    A Coreia do Norte, como os países da Cortina de Ferro, é bem o exemplo do que são os komunas como tu e o que é esse regime criminoso, o mais criminoso da história.

    Devias ter vergonha na cara, komuna de merda, e não comparares o que não é comparável. O regime komunista norte coreano , como todos os regimes komunistas, é um regime de assassinos, de gente que espezinha as pessoas nos seus mais elementares direitos.

    Ganha vergonha porco komuna !

  9. É Bernardino Soares o vosso representante que nas exéquias de Kim Jong-il?

  10. Mário Abrantes diz:

    Carlos, este teu post é ridículo.
    Não pode valer tudo, senão no fim prevalece a mentira.

    De qualquer forma, olha, um bom Natal e as melhoras.

  11. kirk diz:

    Não estou a perceber onde é que a existencia na Europa dum país onde há crianças que passam fome torna a Coreia do Norte um país melhor, para alem de, tanto qt saibamos, lá não se passar fome. Mas tb nao se passa fome, tanto quanto saibamos, na Alemanha, ou na Itália, ou na Holanda ou na Finlandia e isso nao faz desses paises paraisos onde daria gosto viver.
    K

    • Carlos Vidal diz:

      K, atenção, ponha a Grécia ou Portugal a défice estrutural 0,5% e depois me diga onde é que há fome!…….
      Além do mais, como Portugal perdeu a quase totalidade de cotas de pesca e dos mais importantes produtos agrícolas, diga-me de onde vem o comer, se não da esmola. E depois diga-me quem propulsionou o fim da alimentação (ou produção de alimentos) em Portugal.
      EXIJO UMA RESPOSTA !!

      (De qualquer modo, o seu comentário até é moderado.)

  12. paulo diz:

    http://www.youtube.com/watch?v=P8-Vr_r36Fg&feature=player_embedded

    para o carlos…..porque não vejo aqui mais ninguem do pcp a louvar o querido lider

    • Carlos Vidal diz:

      Hitchens?
      Não aprecio, não conheço, não tenho coisas dele na estante.
      (Por acaso, Dawkins até tenho, agora o outro – que não sei se chorou quando os EUA entraram pelo Iraque ou não chorou – o outro, o que refere, esse não há cá. Stand up comedy? Gosto às vezes.)

  13. Gentleman diz:

    Vidal, estás com esses neurónios completamente fodidos. Não dizes coisa com coisa.
    Sorte a tua que os contribuintes desta “colónia do imperialismo” ainda te paguem o salário. Gente bem mentalmente bem mais saudável do que tu está, neste momento, a carregar areia em campos de trabalhos forçados na Coreia do Norte. Nem sabes a sorte que tens, animal.

    • Carlos Vidal diz:

      O meu salário custa muito a ganhar, e vai definhando.

    • A.Silva diz:

      Este Escroque`man tem momentos em que se releva um autêntico animal

    • De diz:

      Mais uma vez esta coisa exorbita.
      Atentemos nas palavras desta coisa:
      “Sorte a tua que os contribuintes desta “colónia do imperialismo” ainda te paguem o salário”

      A ameaça velada?
      O álibi do contribuinte para justificar os roubos e as patifarias?
      Para esconder que o capitalismo o que rouba sobretudo não é o contribuinte,mas é quem trabalha?
      Quem trabalha e que vê o seu salário roubado a mando de um pulha por sua vez a mando de outros pulhas?
      Quem trabalha e que vê a sua honorabilidade posta em causa?

      E vem esta coisa postar ameaças veladas e falar em nome de ?
      Contribuintes?
      Os contribuintes que fogem ao pagamento dos seus impostos?Como os patrões dos patrões?Como a cúpula do PSD reunida em torno do BPN?Como as sociedades de advogados que fazem acordos exclusivos com os gabinetes governamentais e que albergam os senhores governantes nas horas vagas de governação?

      E ameaças veladas a esta hora?
      Mas ainda não chegámos aí pois não?
      Ou gentleman é apenas o batedor para indicar o caminho?

  14. Terc diz:

    Sou um gajo culto que sabe das cenas, sou muito melhor que a merdalha que aqui anda a escrever umas bojardas. E aqui do alto da minha sabedoria, deixa lá agora escrever umas merdas para acicatar aqui os anti-comunas. Tenho mais algum interesse além desse? Não, pouco quero eu saber lá da fome e dos direitos humanos. Aquilo é lá longe, eles que se fodam. Eu aqui sou da elite, da minha elite. Conheço muitos autores e tenho alguns bajuladores. Lá seria certamente também parte da elite. Fome passem os outros, os merdas, aqueles, as massas, nascem para isso, para ser número.
    Agora vá, escreva mais uma posta sobre um outro tema qualquer que há-de ter também a sua audiência. E depois beba o suficiente para conseguir adormecer neste, seu, mundo tão injusto e cruel

    • Carlos Vidal diz:

      Obrigado.
      Aqui, o querido líder é outro, não é verdade?
      (O Euro e os banqueiros alemães a quem eu não daria um chavo, uma chave…
      De qualquer modo, obrigado pelas sinfonias. São caixas e caixas em cima de caixas cá na minha casa.)

  15. Leo diz:

    Desde há mais de 60 anos os USA organizam o empobrecimento e fome de vários povos entre os quais os norte-coreanos e os cubanos.

    Marcha comigo ou morres à fome, eu sou o bombeiro pirómano e com a minha democracia pego nas tuas riquezas e tu calas a boca.

    Eu tenho a força militar e a bomba nuclear, pergunta aos japoneses o que sou capaz de fazer para atingir os meus fins.

    O mercado financeiro e a mundialização são as minhas mais belas realizações porque por detrás do meu computador organizo o empobrecimento de um qualquer país ou região do mundo. Controlo a subida e a baixa de todos os produtos. Vejo e escuto tudo o que se passa no mundo com os meus satélites.

    Excepto que desde há 20 anos o poder real me escapou das mãos a favor das instituições financeiras e os Estados tornaram-se os braços armados desta máquina infernal que quer sempre mais. Sem os povos.

    • JDC diz:

      Isso justifica o que se passa na Coreia do Norte? Isso torna aceitável uma sucessão de poder à boa forma monárquica?

      • Leo diz:

        É aos norte-coreanos que compete decidirem da sucessão dos seus líderes e a mais ninguém.

        • JDC diz:

          Plenamente de acordo. Espero que um dia assim seja! Ou você é ingénuo ao ponto de acreditar que o poder saltou de pai para filho em 3 gerações consecutivas por coincidência? Que em 3 gerações, de entre TODO o povo Norte Coreano, o clã Kim Jong demonstrou sempre estar mais bem preparado? É que é algo inaudito num sistema democrático….

          • Leo diz:

            Essa é uma questão interna dos norte-coreanos e apenas deles. Que eles resolverão como bem entenderem.

          • Nuno Rodrigues diz:

            Mas nós não nos damos á familia Champalimaud e aos seus interesses? Não temos os Mello a passar hospitais de mão em mão? Eu não concordo com a sucessão por família na Coreia. Discordo em absoluto! Mas discordo mais (até porque me diz bem mais respeito) das oligarquias montadas em Portugal!

    • Gentleman diz:

      Típica desculpa de comuna: o falhanço nunca é do regime, é sempre dos inimigos externos…
      A Coreia do Norte nunca teve qualquer entrave nas trocas comerciais com o gigante chinês, um país com mais de 1000 milhões de habitantes. Mesmo depois da queda da URSS, também continuou a não ter entraves nas trocas com a Rússia.
      A Coreia do Norte é uma miséria comparada com a Coreia do Sul. E isso não tem nada a ver com os EUA ou qualquer outro país. Tem a ver com os respectivos regimes.

      • Carlos Carapeto diz:

        “Gentleman says:”

        A Coreia do Norte não teve entraves no comércio com a Rússia? Deves ter um balde de cimento no lugar da massa cinzenta nessa cabeça.. Bem o cimento também é cinzento.

        Ignoras que os Norte Coreanos até 1985 tinham um nivel de vida e um desenvolvimento mais elevado que os Sul Coreanos?

        Queres que te lembre que o massacre de Guangju foi em Fevereiro de 1989?

        Não digas apenas que é miséria. Diz qual o tipo de miséria?

        • Gentleman diz:

          A Coreia do Norte com um nível de vida e desenvolvimento mais elevado que os sul coreanos em 1985???? Vai dar banho ao cão, imbecil!
          Em 1979 a economia da Coreia do Norte representava um terça da da Coreia do Sul (sendo a sua população apenas metade). E se contarmos os avultados recursos afectados ao exército norte-coreano (que chegou a consumir 30% do orçamento de estado!!), podes imaginar o quanto sobrava para o resto.
          Já em 1980 a Coreia do Norte entrou em incumprimento com os seus credores (alguns deles países socialistas). Em 2000, a dívida externa dessa ilha socialista socialista supostamente “auto-suficiente” atingiu 12 mil milhões de dólares!

          A Coreia do Sul é um país tecnologicamente avançadíssimo, com um desempenho económico notável a todos os títulos, onde há liberdade e respeito pelos direitos humanos. Por sua vez, a Coreia do Norte é, para além de uma tirania demente onde subsiste um sistema de gulag, um país do terceiro mundo.
          Se não enxergas isto, então é porque só tens serradura dentro dessa cabeça.

  16. Augusto diz:

    Sem comentários, tal como a INCRIVEL nota do PCP a propósito do mesmo assunto.

    Afinal não foi um erro do Bernardino Soares……

    • Carlos Vidal diz:

      E vou esperar ansiosamente pela nota de óbito do PS-PSD-PP aquando do fim macabro da UEuropeia.
      E acho que vou esperar pouco tempo. Ou seja, nem me vou sentar.

    • Camarro diz:

      Refere-se a esta nota de imprensa?

      http://www.pcp.pt/sobre-o-falecimento-de-kim-jong-ii

      Leu bem? Veja lá no fim do 2º parágrafo e no início do 3º. Sinceramente, e sou insuspeito para o dizer, na medida em que não tenho particular simpatia pelo regime norte-coreano, parece-me uma declaração bastante equilibrada e inatacável.

      • Leo diz:

        Concordo consigo, Camarro.

        Já bastam 60 anos de guerra! Está na altura de os USA assinarem o acordo de paz, pararem com os exercícios militares em águas disputadas, entregarem as bases militares aos sul-coreanos, pegarem nos tarecos e trazerem para casa os seus quase 30.000 militares que já nem os sul-coreanos suportam. E deixar que os coreanos do norte e do sul se entendam.

        • Gentleman diz:

          A maior parte dos sul-coreanos quer a presença militar norte-americana! Eles sabem que foram os norte-americanos que os salvaram de agora estarem submetidos àquela demente tirania que governa os seus irmãos do Norte.

      • De diz:

        Camarro:
        Completamente de acordo com o que disse

    • A.Silva diz:

      Incrível Augusto, alguma coisa que o PCP dissesse, sobre o que quer que fosse, não seria incrível para si?

      Aliás, você alguma vez leu ou ouviu alguma coisa dita pelos comunistas ou basta o som da palavra “comunista”para o pôr com urticária?

  17. João Cerqueira diz:

    Sr. Carlos Vidal

    O que significa para si a morte de milhares de seres humanos à fome ou sob maus tratos em campos de concentração?
    Uma comparação jocosa com a Grécia? É motivo para rir? E por que não uma boa piada com Holodomor? Os ucranianos iriam morrer a rir.

    Quando confrontados com os milhões de mortos que os regimes comunistas produziram os comunistas usam a seguinte tática:
    primeiro tentam desvalorizar intelectualmente quem os confronta com os factos, ou então insuam que está de má-fé (o anti-comunista primário)
    depois segue-se uma arenga interminável a enumerar os crimes dos Estados Unidos e de Israel (como se um crime desculpasse o outro, como se Hilter desculpasse Estaline, Pinochet Pol Pot, etc)
    todavia, no fim, não capazes de negar o facto – e o facto, neste caso, é que o regime comunista norte-coreano condenou à morte milhares, quiçá milhões, de seres humanos.

    Lembrei-me de colocar aqui sítios da net com imagens ilustrativas. Depois de os ver mudei de ideias – seria um derradeiro insulto às vítimas.

    • Carlos Carapeto diz:

      Responder

      “João Cerqueira says:

      E por que não uma boa piada com Holodomor?”

      O que sabe sobre o Holodomar? Só o que escreveram Service, Conquest e outros capagangas ao serviço da burguesia.

      Falou com alguém que tivesse testemunhado os acontecimentos?

      A desinformação anti Soviética continua a alardear que o problema da escassez de alimentos atingiu apenas a Ucrânia. Que é mentira.

      Escondem que os Kulaks tiveram grandes responsabiliades na tragédia, a par do mau ano agricola.

      Essa aldrabice já foi desmascarada até à epiderme.

    • marenostrum diz:

      Francamente,já li o gentleman e um ss qualquer, ainda tenho que ler o holodomor, como se não soubesse….já só falta dizer q o Staline era um judeu ,casado com 3 judias, e mandou os seus filhos para a guerra….e a Conspiração Judaico-Bolchevique.
      O verdadeiro terror de Stáline
      Texto Rafael Poch em http://www.hist-socialismo.com/
      «A mim não me convidam a falar na televisão», diz Zemskov sem o menor vislumbre de….’
      Agora,apetece-me mandá-lo para o REAL CARALHO!Sua besta!!’Comprimentos’ ao duarte lima,escória de reserva da muralidade(não,não é erro,seu burro!) da nacão!(os engraxas e tutti escóriA nacional)
      vá lá e,leia este primor dum historiador não comunista

      • Carlos Carapeto diz:

        “marenostrum says:”

        Eles não dizem isso porque o objetivo deles não é dizer a verdade. Eles escondem também que depois da guerra deram guarida e protegerem milhares de torcinários nazis.

        Mas o que aconteceu recentemente na Libia, está a acontecer na Siria e no Egipto não serve para desmascarar esta bandidagem toda e os sicários que os veneram?
        Fosse a oposição no Egipto usar armas, como está a acontecer na Siria.
        Esta canalhada não merece respeito nenhum, são uns lambe cús.
        Estes gajos que por aqui pululam não devem ter uma vida muito desafogada, no entanto mostram ser uns palhaços serventuários ao serviço de quem os rouba.

    • A.Silva diz:

      Cerqueira um pouco mais de rigor sff.

      Quem defendeu até à insanidade a permanência de Pol Pot como representante do Cambodja na ONU, quando não mais representava do que os seus próprios interesses e dos americanos, foi precisamente os EUA.

      É por estas aldrabices e mentiras que se pode avaliar a veracidade dos supostos milhões de mortos dos regimes comunistas, constantemente repetida por acéfalos anticomunistas.

      E já agora, esqueceu-se de contabilizar todos aqueles velhos que foram mortos com uma injecção atrás da orelha e todas crianças que saciaram o pequeno almoço dos comunas durante milénios, aliás parece que ainda é um petisco muito apreciado na Coreia do Norte.

  18. João Pedro diz:

    É muito interessante observar a constante cassete sobre a Coreia do Norte, incluindo sempre as mesmas criticas ao PCP por uma posição que não querem compreender… Dá jeito a muitos criticar e deturpar o PCP pelo seu sentido de solidariedade com os povos!

    Seja como for este post não revela directamente qualquer posição sobre a Coreia do Norte mas sim uma crítica à diabolização que lhe é feita, na maioria das vezes sem qualquer sentido lógico ou racional… Aposto que muitos dos que o leram, se não soubessem que tais factos têm acontecido na Grécia, tratariam de prosseguir com a preconceituosa cassete novamente…

    • Gentleman diz:

      Não é preciso diabolizar o regime norte-coreano. A realidade daquele país encarrega-se sistematicamente de superar qualquer pretensa diabolização que seja feita.

      • João Pedro diz:

        Eu pergunto-me sobre o que realmente conheces de forma minimamente coerente sobre a realidade de um país tão secreto como aquele…

        Não é que eu conheça muito mas a verdade é que não me contento com preconceitos, muito menos com a “realidade” que os nossos meios de comunicação mostram…

        E muito sinceramente ainda não vi aqui nenhum comentário minimamente coerente sobre a “infernal” Coreia do Norte… Só vejo postas de pescada, bocas e má língua.

        • Gentleman diz:

          Pela parte que me toca, conheço o suficiente para sentir repugnância por aquele regime. Não me ocorre ditadura pior neste planeta (mesmo até incluindo a asquerosa ditadura saudita).
          Se ainda não foste exposto a informação capaz de penetrar essa dura carapaça ideológica, então vai tentando. Pode ser que, um dia, chegues lá.

          • João Pedro diz:

            Parece-me que te toca muito pouco e apenas aquilo que te interessa.
            Como dei a entender noutro comentário anterior, não me identifico com muitas das práticas levadas a cabo na Coreia do Norte mas sei também qual a sua princial causa e sei também quem está por detrás das conversações por parte da Coreia do Sul. Sei quem é o agente provocador desde à 50 anos atrás!

            A minha posição sobre a Coreia do Norte está longe de ser sólida mas também longe de ser tão oca, insensata, reaccionária e primária como se revela a tua …
            Por isso não se trata de uma carapaça ideológica, pelo menos tão fraca e frágil como a tua mas antes uma forma de tentar entender pelo menos de forma coerente o que alí se passa!

  19. José Rodrigues diz:

    Caro,

    Não sei se este seu ensaio representa uma qualquer forma de humor ou sátira. Se for esse o caso peço desde já desculpa por não perceber!

    Caso isto representre mesmo o que pensa, então só espero que você seja mentalmente disfuncional de alguma forma, porque senão só posso sentir compaixão por uma pessoa como a sua nem sei como conseguirá dormir de noite………

  20. a anarca diz:

    Compreendo a sua ironia mas ainda estou a digerir … não é fácil !
    preciso de ir mais vezes ao teatro 🙂

    E sobre a morte deste Senhor não há uma palavra …
    http://www.guardian.co.uk/world/2011/dec/18/vaclav-havel?intcmp=239

  21. zé luís diz:

    Vocês estão enganados e o Carlos equivocou-se.

    O paralelismo é com a Albânia, camaradas. Aquele regime norte-coreano da Europa, com o mesmo culto de personalidade, o penúltimo estado estalinista do mundo, aquele paraíso a norte da Grécia e de frente para a Itália cujas costas os albaneses só queriam olhar…

    A Albânia, que muitos majores Tomé queriam implantar em Portugal, camaradas, pá, a Albânia da Imprensa livre com o camarada Hoxha, a Albânia que não pedia dinheiro ao estrangeiro excepto à China de Mao, a Albânia onde os funcionários públicos, todos os cidadãos, um dia acordaram, depois outro dia, e outro, e outro, outro sem receberem e lá se foi a ideologia, o secretismo, o hermetismo, o malabarismo, o eufemismo e o comunismo.

    Na Coreia do Norte não passam fome. Se passassem, como na Albânia, o Governo caía logo, até por ser um país democrático.

    Invejas e comparações.

    • Gentleman diz:

      «Na Coreia do Norte não passam fome. Se passassem, como na Albânia, o Governo caía logo, até por ser um país democrático.»

      Esta passagem é uma delícia de comédia.

    • marenostrum diz:

      Vai marrar com o duarte lima ou o jardim gonçalves,filho da puta!

    • Carlos Carapeto diz:

      “zé luís says:”

      Os Albaneses são uns ingratos. Revoltaram-se já por três vezes contra quem lhes quer dar a felicidade. O que valeu foram as tropas da NATO , que muito amavelmente os convenceram a mudar de ideias.

      A ultima vez em 2010, coube aos Espanhóis e Italianos.

      Atura-se cada piteco nesta selva.

  22. PT diz:

    Afinal comunismo e monarquia podem coexistir, senão como é que se compreenderia que no Reino Popular da Coreia do Norte já vão na 3ª geração da dinastia Kim? E, claro, todos os reis precisam de um bobo da corte…
    Se o cartão vermelho (não o do futebol) valer de alguma coisa, parece-me que o lugar foi feito à medida para o Carlos Vidal. E, já agora, pode levar o Renato Teixeira como sidekick.

  23. i.tavares diz:

    Carlos, sem dúvida um post certeiro.São post´s como este, que fazem o rebanho de hipócritas saírem do covil.
    Um abraço.

    • Carlos Vidal diz:

      É que sobre o destino da UE há aqui (nos do costume) um silêncio sepulcral.
      Está tudo a preparar-se para o próximo acto eleitoral!
      Força democratas!!

    • Gentleman diz:

      Diria antes: não há como trazer temas destes à baila para ver as cabecinhas que ainda compõem a base militante do PCP neste século XXI. Não há facto, por mais chocante que seja, que os faça olhar para a Coreia do Norte e enxergar o que lá realmente está: uma brutal tirania.
      Como escreveu T.S. Eliot, «A espécie humana não pode suportar muita realidade.»

      • De diz:

        i.tavares:
        Vê uma das cabecinhas a sair do covil?
        A realidade de gentleman…embora ele tende esconder-se atrás de Medina Carrei..perdão de Thomas Stearns Eliot
        Como é hábito

  24. gostei da ideia. Com ironia criticamos a Europa, defendemos que na democrática Coreia não existe fome e todos vivem bem. Muito bem.

  25. Tom Ford diz:

    Touchy?

    • Tom Ford diz:

      Confesso que de entre as várias facetas do Carlos Vidal ao estilo do Prof. Marcelo, a que mais me apraz é a de macro-economista. Ainda me diverte mais que a de ‘filósofo’ mas uma coisa de cada vez.
      Posso matar o Hegel e o Querido Líder (e o Vidal por arrasto) antes de passar à minha faceta favorita?

      • Carlos Vidal diz:

        Tom Ford, nunca gostei de costureiros (julgava-se “estilista” era?), por isso acho que (doravante) vou passar a mandá-lo pró lixo.

  26. Houdini diz:

    Cheira-me que o Camarada Vidal está a fazer isto para cair nas boas graças do Kim Jong Un e ser convidado para o aqua parque que ele tem em casa:

    Satellite images of North Korea have revealed the luxury lifestyle of dictator Kim Jong Il and his inner circle, replete with palaces, golf courses and swimming pools with giant waterslides
    http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/asia/northkorea/5413447/Leaders-live-in-luxury-while-North-Koreans-starve-to-pay-for-nuclear-bomb.html

    • Carlos Vidal diz:

      E isso é espionagem ou democracia?

      • JDC diz:

        Quando actos de informação audio-visual lhe são do agrado já não se preocupa com essa distinção, pois não?

        • Nuno Rodrigues diz:

          Eu acredito que uma piscina olimpica é do agrado do Carlos Vidal (dá.me pena ver a gente a acreditar nas histórias sobre as histórias do Kim!). Por amor de deus, quem massacra o povo da Coreia são vocês que chamam os coreanos de Burros! Passam fome, são mortos a tiro aos milhões, obrigados a ir chorar pa TV, nao ha trabalho, nao podem sair ao mundo e mesmo assim….Continuam impávidos e serenos (tou certo que tão competente gente que encontra tão graves problemas descubriria por certo sinais de resistência!).

  27. Carlos Vidal diz:

    Os pequenos bandalhos são assim: têm todos medo de falar da Grécia, de Passos Coelho, do admirador do conselheiro de Pinochet, de Portugal, da Itália (já não há bilhetes online para o Leonardo, ó londrinos…). O problema da democracia é que o poder obriga os eleitores a votarem no poder poderoso. Na Coreia, de facto, a coisa é um bocado diferente.

    • Houdini diz:

      Pequeno bandalho? Mas julgas que estás a falar com a tua mãe? Pensava que este post era sobre a Coreia do Norte mas podemos falar sobre outro assunto. Pergunto-me qual será a raíz do teu complexo de inferioridade; será a calvície?

    • JDC diz:

      ” O problema da democracia é que o poder obriga os eleitores a votarem no poder poderoso. Na Coreia, de facto, a coisa é um bocado diferente.”

      Claro que é diferente. Uma elite iluminada decide o que é melhor para o povo!

    • Von diz:

      A Grécia está entre alguns bandalhos que a governaram pessimamente e outros bandalhos que a querem comprar em saldo. O Passos Coelho limita-se a aquecer a prazo o lugar, para saltar para a Europa e para um lugar chorudo. Sobre Pinochet, apenas que se mede na mesma régua que o defunto Kim. A Itália, um país que serviu de arrecadação ao nababo. De Portugal, que o eleitor madraço escolhe entre a fome e a vontade de comer. Sobre a Coreia do Norte, tirania que este blog condena quando se refere a coroas de outras latitudes, despotismo que este blog condena se vestido de stars and stripes, ditadura pura e dura que este blog condena quando a cor do ditador não lhe convém. Preferir ditaduras de esquerda às de direita, mostra que lá no fundo, a ideologia catedrática é sempre melhor que o ser humano.

    • De diz:

      É preciso coragem de facto para postar este post
      Para o postar e para aguentar os ataques histéricos vindos das trincheiras do rebanho que nos atira a passos largos para situações até há pouco tidas como impensáveis.
      Tais fazedores destes ataques fazem lembrar beatas tontas,estonteadas à cata do lugar que lhes confira uma prebenda qualquer por parte dos coelhos que comanditam a capoeira governamental

      O dedo na ferida e a evidência tremenda.
      O silêncio sepulcrar sobre a fome que regressa às escolas de um país da europa dita ocidental.
      A miséria a crescer.O desemprego a aumentar.A indignidade como este poder fascistóide trata quem honestamente trabalha.
      O roubo ilegal de salários.O aumento das horas de trabalho.A tentativa de apagar dias da nossa história.
      Sob a cortina bafienta,mafiosa,surda da troika externa,a quem Passos Coelho veneradamente lambe as botas e se apressa a mostrar o dever cumprido
      Com a fidelidade canina dos que a História não irá esquecer.

      Coreia do Norte?
      Eles nem sequer perceberam o sentido do texto

  28. V CABRAL diz:

    A Coreia não prestará, porque é uma democracia, igual à nossa. Os EUA têm além de muitos outros, cinco presos políticos cubanos. Têm fome. Têm mercenários, a provocar guerra por tudo o que é sítio. Têm Guantânamo e ocupam parte do território cubano, etc etc. Mas o pior de tudo é que têm muitos patetas, a apoiar esta porcaría de País, em contraponto, com os países que têm como “cassete” SÓ A VERDADE É REVOLUCIONÁRIA.

  29. kirk diz:

    Estes gajos de direita que vêm para aqui cuspir o fel são tão burros que ainda não perceberam uma coisa, ó mongos:
    Vocês ainda não perceberam que, enquanto estão aqui a cuspir e a servir de gozo ao CVidal, cujo se está a borrifar de alto e de repuxo para a vossa verborreia atrasada mental (desculpem lá, mas é mesmo isso) não estão a foder o juizo a outras pessoas. Vocês são tal e qual as testemunhas de Jeová ou os mórmons que vêm cá a casa e que eu convido a entrar e sentarem-se á mesa enquanto conversamos; é que enquanto eles estão aqui a gastar tempo é da maneira que não andam a tentar catequisar ninguém, percebem ó mongos?
    Arre, que estes gajo é preciso fazer-lhes um boneco para pereceberem. Fónix!!!
    K

    • Carlos Vidal diz:

      A direita nasceu e morrerá burra!

      • kirk diz:

        Esta que está aqui a cuspir é verdade, é burra até dizer chega.
        Mas há uma direita que é preciso não subestimar e que sabe ser inteligente. É preciso não levarmos a nossa presunção tão longe.
        Agora, estes aqui dão um cavaco porreiro. São óptimos para um gajo descarregar a bilis, não? Se quer que lhe diga, se estes gajos fossem minimamente inteligentes nem tinham emitido qq comentários ao seu post.
        K

        • Von diz:

          Admitir ou supor que toda e qualquer crítica aos “iluminados (ti ?) é de direita, é de asno.

          • Von diz:

            Próprio de quem vê tudo a preto e branco… Já os do Mississipi eram assim…

          • kirk diz:

            Meu caro, eu falei especificamente para os gajos de direita; se Vc não se inclui nesse numero, “fine”. Mas se a crítica de esquerda for feita no mesmo tom que a da direita, recorrendo ao chavão, á patela, ao insulto, meu caro, meto-os todos no mesmo saco.
            Só uma ultima coisa: há um comentario meu algures ali no meio em que exprimo um ponto de vista critico relativamente ao post de CVidal. Mas depois de ver o escarcéu que este post levantou gostaria de não o ter escrito.
            K

      • Gentleman diz:

        LOL
        A presunção néscia desta escumalha totalitária é inexcedível.

        • De diz:

          Vamos usar o vocabulário deste fulano que por non sense utiliza o nick de gentleman
          Néscio é vossemecê e anda por aqui a arrastar-se enquanto vai balbuciando os avés do costume
          Escumalha é a clique a que pertence e a quem vai servindo,tentando com isso ser mais eficaz na agitação e propaganda dos neo-liberais que nos (des)governam.
          Inescedível é o seu esforço.De servo fiel dos interesses da troika,enquanto vai tentando manter o barco à tona de água.Pulhas governam o país.Os seus comanditos tentam tudo.Desde que não se sinta o cheiro a podre que se despenca duma sociedade em decomposição.Ou seja,deste que não se aperceba o cheiro do neo-liberalismo a entrar em putrefacção.

          A presunção desta direita pesporrenta é de facto inescedível

    • A.Silva diz:

      Kirk não vale andar a revelar o jogo, ele até há uns mongos com alguma imaginação e que são divertidos de ler 🙂

  30. Von diz:

    Como conclusão, o Carlos e outros que tais, socorrem-se da tragédia alheia para gáudio dos seus egos inchados, chapinhando a verve gasta nos resquícios de sémen por ejacular. E só por isso, eu limito-me a escrever a minha condenação. Porque para cartilhas, todos os peditórios me parecem vómito.

    • De diz:

      Acho que não
      Acho que as coisas são para as encararmos de frente,incluindo as tragédias

      Um comentário lúcido de Carlos Vidal.Um comentário que vergasta a hipocrisia alheia.O choro das vestais e das pseudo-virgens em fase de negação, a que se associam os gemidos das carpideiras profissionais é a prova provada que o rei vai nu.Portugal agoniza e continuam a pintalgar-se como profissionais de meia-tijela(que estas me perdoem a comparação injuriosa)

      Sobre a Coreia faço minhas as palavras de Camarro.

      Quanto às tragédias alheias com que se tenta esconder o nosso fado estamos conversados.

      Quanto à verve e ao sémen…isso é uma coisa mais uma vez do âmbito particular de Von.Não tenho rigorosamente nada a ver com isso

      Com os cumprimentos ao colega Von
      do colega De (produto nacional)

  31. Carlos Vidal diz:

    Já agora, um excerto da nota de imprensa do Partido Comunista Português.
    Limpo e cristalino:

    «Lembrando a posição há muito expressa face a fenómenos e práticas da realidade política coreana com as quais não se identifica, o PCP reafirma a solidariedade para com o povo coreano perante as pressões, agressões e tentativas de desestabilização do imperialismo, a que, desde a Guerra da Coreia no início dos anos 50, o povo coreano e a RDPC têm estado permanentemente sujeitos e, ao mesmo tempo, a mais firme rejeição da agenda intervencionista do imperialismo, designadamente dos EUA, na península coreana e região da Ásia-Pacífico».

    http://www.pcp.pt/sobre-o-falecimento-de-kim-jong-ii

    Não lhe altero uma única vírgula!

    • E o final da nota:
      “O PCP expressou as suas condolências ao povo coreano e à direcção do Partido do Trabalho da Coreia pelo falecimento do seu dirigente Kim Jong-Il.”
      Não é este o busílis?
      As condolências do PCP ao povo norte-coreano

    • Morte Aos Komunas diz:

      Agressões ó palhaço de merda ? Agressões é o que a Coreia do Norte anda a fazer há decadas no sentido de por as botas da tropa em Seul.

      Agressões, ameaças. Porque não falas da troca de alimentos para o povo por armas nucleares ? O PCP é a merda que todos sabemos, um partido que parasita a democracia portuguesa e que sempre pretendeu trocar a ditadura do Botas por uma de botas cardadas muitissimo pior.

      Vocês enojam komunas de merda !! Hipócitas !!!

      Não fosse o povo norte-coreano e há muito que os Estados Unidos já deviam ter mandado com um par de bombas nucleares para cima dos cornos dos gaijos do Komité Central do PC lá do sítio !

      • Carlos Vidal diz:

        Dois pares de bombas nucleares, sff.

      • De diz:

        Há pouco ia postar um comentário a esta coisa mas depois desisti.
        Dizia eu que esta coisa era a prova provada que a “Evolução das Espécies”tinha algumas falhas

        Ratazanas a saber juntar letras? Um fenómeno.
        Depois pensei que entre o ajuntamento de letras e a saída de um texto decente vai uma distância gigantesca

        E se esse texto ressumar a esgoto…percebe-se que…

        …Volta Charles Darwin.Desculpa por ter sido incréu

      • A.Silva diz:

        Oh coisa, é melhor tomar uns comprimidos senão ainda se passa.

      • Mamene diz:

        Dê os meus cumprimentos e abraços aos doutores,eurico de melo,barbosa de melo,oliveira costa,cardoso e cunha,jaquim coimbra,antónio preto, dias loureiro e duarte lima e,…..

        • Carlos Vidal diz:

          …… e Cavaco Silva?……..
          Será isso?…………………..
          Talvez, não?……………
          (Percurso comum, etc.)

  32. De diz:

    Onde é que há espaço para eu assinar por baixo?

  33. De diz:

    Não,não é este o busílis

    Peço desculpa mas não é.

    Leia lá de novo.

    (Já agora o texto para que nos remete é de de uma pobreza confrangedora, embora perceba que o seu autor o ache digno de ver a luz do dia.Digno e com esse direito)
    Sabe o que parece? Uma tentativa de criar remoinhos em águas claras.
    Tão só e somente

    • De diz:

      (não acerto os comentários nos locais apropriados)
      Referência ao post de João Delgado da 1 e 07

      • Caro De, ao contrário da dinastia, Kim, da sua pessoa, e de alguns outros iluminados, existem pessoas normais que se arrogam ao direito de exprimir opiniões publicamente, mesmo que não revestidas de substantivos contornos intelectuais. É a democracia pá.
        Considerando que reconhece esse direito (é a democracia, pá) não quer discutir a substância? Hum, espere lá, não tem substância, está desalinhado com o PCP. Desculpe.

        • De diz:

          Caro João Delgado:
          Pelo contrário.
          Não quero discutir é o supérfluo e o “anedótico”
          E por não querer escrever na água,como já disse (deixo isso para quem tem muito mais mérito do que eu) segui adiante,chamando só a atenção para a necessidade de.

          Se se sentiu melindrado as minhas desculpas
          (Talvez seja por tal que me equipara à dinastia Kim? O que demonstra que nem sequer está com atenção ao que aqui se escreve e se lê.E o que se lastima.)

          E mais não digo.A minha guerra não é bem esta.É com a besta neo-liberal

          Carlos Vidal já lhe respondeu com maior acutilância

  34. Carlos Carapeto diz:

    Carlos Vidal.

    Concordo com a ironia do post, não podia ser mais actual e mais certeiro.

    Se há quem não goste , então que faça um pequeno exercicio de honestidade

    1ª__ Prove que hoje na Europa não existem esses dramas sociais aqui denunciados.

    2ª__ Revele as fontes de informação de onde recolhe aquilo que escreve sobre a Coreia do Norte.

    Porque esses que espumam raiva asquerosa contra a Coreia do Norte, repetindo apenas o que a imprensa dominante lhes incute, deviam dedicar algum tempo também em compreender as razões da outra parte.

    Leiam por exemplo Wilfred Burchet, um dos primeiros jornalistas a pisar Hiroshima depois do bombardeamento atómico, e que acompanhou a guerra da Coreia do principio ao fim.
    Essa informação não convém ser divulgada. Convém propalar a mentira até à exaustão para fabricar o obscurantismo intolerante de alienados, como aqueles que estamos aqui a gramar.

    Se Churchill defendeu que “Franco é ditador em Espanha, mas é útil à Europa”. Ou que um presidente Americano disse que “Somoza é o nosso filho da puta”.
    Não terão outros direito em reconhecer na Coreia do Norte um baluarte da luta contra o imperialista? Quem será que está mais perto da mentira e mais longe da verdade?
    A história (até a mais recente) mostrou-nos que a mentira é o primeiro meio bélico a ser usado para desencadear uma agressão militar. E a Coreia do Norte há meio século que vive debaixo dessa ameaça.

    Depois vêm estes lustrosos coprófagos muito bem nutridos com a imprensa burguesa, dejetar a sua ignorância infantil, descrevendo a Coreia do Norte como um imenso campo concentrionário de onde não pode sair ninguém. Para quem tem um minimo de informação sobre a realidade só dá vontade de trata-los por aquilo que bem merecem.

    Para quem não sabe, a Coreia do Norte faz fronteira com a Rússia na Kray (provincia,região) de Primorski, rica em minas de carvão (Nakokta) , nos ultimos 20 anos a população Russa no Extremo Oriente sofreu um descrescimo de 40%. Por isso hoje há milhares de imigrantes Coreanos a trabalhar nessas minas(não só nas minas, é em tudo).

    Querem ver que usam todos pulseira eletrónica?

    A Rússia prefere os Coreanos aos Chineses por a simples razão de que na bacia do Amur da fronteira da Mongólia até Vladivostok viverem atualmente apenas seis milhões de habitantes (em alguns locais perderam + 50% da população em vinte anos) no território da Rússia, enquanto do lado Chinês vivem cerca de 120 milhões de pessoas, os dirigentes Russos encaram a abertura à entrada de imigrantes Chineses como uma ameaça.

    Não se trata só da invasão demografica como o receio do controlo das imensas reservas de riquesas naturais por parte dos Chineses. Nos anos da libertinagem e descontrolo de Yeltsin as máfias Russas construiram um ramal de caminho de ferro da Rússia para a China para transportar madeiras.

    Por isso os dirigentes Russos olham para os Chineses com desconfiança e não abrem as portas aos seus produtos tal como acontece aqui. Na Rússia as lojas Chinesas são uma raridade, são mais os Indianos e os Vietnamitas.

    Dizer que a Coreia do Norte é atrasada e está isolada. Isolados e atrasados estamos a ficar nós, com 40% da população Portuguesa com 4 anos de escolaridades ou menos e com todo o setor produtivo arruinado e o que resta está nas garras do capital externo.

    Para concluir:

    http://sp.rian.ru/neighbor_relations/20110826/150327327.html

    http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=1962890

    • Von diz:

      É escusado. Quando se insiste em defender o indefensável porque é preciso atacar algo mais, quando se fecha os olhos e os abre lá mais à frente, quando se é selectivo nos horrores. É escusado. E afinal, aqui estão, tão crentes como qualquer beata, tão cegos como qualquer colaboracionista.

  35. Carlos Carapeto diz:

    Isto passou-se ontem na Coreia do Norte. Ou foi na Siria?

    http://www.youtube.com/watch?v=m1Q13nQM1SQ

  36. Zebedeu Flautista diz:

    Bandalhos! Ao menos as crianças na Grécia e seus pais podem circular livremente e se quiserem ir para outra nação. Já na Coreia do Norte, ou qualquer outro paraíso comunista a merda é sempre a mesma. Não olham a meios para atingir fins! Não se importariam de ver morrer 1 milhão de tugas para andar a brincar aos komités.

    • Carlos Vidal diz:

      “se quiserem ir para outra nação”, ou

      “se tiverem de ir para outra nação”

      Parece que isso por cá está a ser estimulado.

  37. Verdadeiro bolchevique diz:

    Interessante (e a propósito do tema):

    http://www.dailymotion.com/video/xker1b_coreia-da-norte_news
    [dailymotion id=xker1b]

  38. De diz:

    Verdadeiro?
    O que anda aqui a fazer?
    Este é o vídeo de estimação de alguns dos nossos plumitivos E já foi aqui citado
    E reproduzido

    Está distraído?
    Ou apenas se repete?
    Sorry
    Em Portugal parece que nos querem lixar e ainda mais.E sem férias.

  39. Mamene diz:

    Reparo, que a escumalha ‘democrática’,os mesmos q dizem q é democracia se as forças de ‘mercado'(banksters,indústria(?) da morte ) ganham através dos seus fantoches(exemplifico: paços cuelho, e outros cuelhos,sófocles ou lá o q era, mário só ares,….)e,quando não ganham,como na Venezuela,já dizem que é ditadura!!!Ou seja,há muito gajo intrinsecamente fascista,vendilhão dos pais,filhos,mulher….

    • Carlos Vidal diz:

      A democracia é isso mesmo: ganham sempre os “melhores”. E na economia de mercado ganham sempre os mais “capazes”…

  40. mdsol diz:

    Divirta-se, se não for com mais nada com o lado estético da coisa.

  41. João Pedro diz:

    Este comentário sobre a Grécia e sobre a UE principalmente faz ainda mais sentido depois de ter ficado a saber que o ordenado médio são cerca de 600 euros… Dado o rigor e a veracidade das fontes de informação da notícia emitida pela Sic Noticias, não me admira que esse valor possa ser superior…

    A verdade e como já disse anteriormente, nós por cá deslizamos para o ordenado mínimo e para o desemprego… Por este andar não tardará o dia em que iremos rivalizar com essa ”
    “diabólica” Coreia do Norte, pela lógica de alguns trambolhos!!

  42. Eu também gostava de ser um “gentleman”, mas não sou tão parvinho, por isso não digo mal da Coreia que não conheço, mas falo de Portugal que conheço bem, porque acordo cedo, abro os olhos e vejo, vejo muita miséria ao lado de muita abastança, o que me desgosta, vejo cavalheiros a defenderem os “troikistas” como se eles estivessem cá, para nos ajudarem.
    Façam como eu, acordem cedo e abram os olhos, mulas !

  43. Que sodades do zeque e do seu querido Ídolo, uma fala a maior parte do tempo a outra é bastante silenciosa.

    • Carlos Vidal diz:

      Ora o zeque anda por aí, com mil e um pseudónimos (não engana ninguém).

      Ele encarna o “povo judeu”, mas não aprecia Moisés, que, como se sabe, era egípcio.

      • Um concorrente no negócio das profecias, ou é consultadoria?
        Oxalá soubesse responder, não desvalorizo a miopia dos líderes dos dois lados, da criação artificial, da intrusão, da infecção, al-dawla al-mazuuma,
        resta esfregar os olhos o tempo suficiente, coçar uma e outra vez, o ardor diminuirá um pouco aos locais e habitantes árabes do país.

  44. Recordo, sentado, muito pálido, abatido e surpreendido, porque, após descrever todos aqueles mecanismos terríveis, falo também dos dois famosos monstros da vida sexual, a al-Qaeda e o Hezbollah da vida sexual: a gravidez não desejada e as doenças venéreas. Acontecem tantas coisas em cada esquina, nos comboios , nas salas de espera, em cada café.

  45. Ajuda à suspensão teleológica do ético, que é o conteúdo da existência.
    Cavaleiro da Fé, assume a terrível responsabilidade da solidão e da paixão pessoal infinita, abandonando a multidão e assumindo as rédeas do próprio destino, empreende um salto cego para lá da razão.

  46. Carlos Vidal diz:

    Bom se o vinho do Conde ajudar à suspensão do ético, eu voltarei lá.
    Entretanto, eu estou mais do lado do juízo determinante: os universais e tal.
    Modernismo impedernido.
    (Vai ao Shostakovich, “Sinfonia Leninegrado”!)

Os comentários estão fechados.