O Miguel Macedo é um Pirómano (II)

«Diariamente lemos crónicas interessantes, desabafos contundentes, opiniões inflamadas contra a PSP, contra “agentes infiltrados”, contra contradições e todos sob o mesmo mote: Todos são suficientemente conhecedores desta realidade para opinarem, para monitorizarem o trabalho policial, para dizerem o que se deve e não deve fazer. É fácil criticar, é simples escrever sobre preconceitos, difícil é passar pelos problemas e resolvê-los! No fim do dia, quando regressarem a casa, os outros, os “suspeitos do costume” estarão ao seu lado para o proteger, com as cores do costume, com a farda do costume e com a disponibilidade que lhes reconhecemos! Eles falam, falam, mas na hora do aperto, A TODAS AS HORAS, são sempre os mesmos a avançar! Consigo desde 1867, todos os dias!»

Via Spectrum e Brumas

Na TVI, o já célebre porta-voz da PSP, justifica assim a provocação. Depois disto o que se segue? Mais detenções arbitrárias? Rusgas para interrogatório e apreensão de material subversivo? Presos políticos? A PSP devia meter uma coisa na cabeça: com os nossos impostos tem que respeitar mesmo quem não a respeita. Entendido?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

8 Responses to O Miguel Macedo é um Pirómano (II)

  1. Pingback: O povo em armas… | cinco dias

  2. Pingback: O Miguel Macedo é um Procrastinador (III) | cinco dias

Os comentários estão fechados.